Peixe Corvina

Peixe Corvina é um peixe comercial

O peixe Corvina tem cerca de 30 centimetros de comprimento que pesa entre 226 g a 0,9 kg. Suas características distintivas incluem 3-5 pares de pequenos barbilhões ou “bigodes” em seus queixos para ajudá-los a sentir por alimentos no fundo do mar, uma linha lateral que se estende até a ponta da sua (cauda) nadadeira caudal; boca inferior (localizado a parte inferior da cabeça virada para o chão) e listras verticais marrons nas laterais do corpo. Os adultos são de cor prata com um aspecto rosado, enquanto jovens são prateados e iridescentes. Os peixes mais velhos tem uma cor marrom estridente com listras verticais formadas por pontos que estão em suas escamas.

A corvina do Atlântico é um peixe comercial muito importante. Milhões de qulos são capturados e vendidos a cada ano e exportado para outros países. A captura anual de corvina tem diminuído nos últimos anos, provavelmente devido ao excesso de pesca. A época de pesca da corvina é o verão e outono. Elas são facilmente pescadas usando como isco macarão morto.

A corvina fêmea vibra suas bexigas natátorias como músculos especiais como parte de seu ritual de desova. A bexiga natatória é uma bolsa cheio de ar dentro do peixe que ajuda a mantê-lo à tona. Este comportamento atrai as fêmeas. Ao longo da costa do Golfo, elas atingem a maturidade sexual em cerca de um ano de idade. Isto varia em outras áreas. Época de desova é no outono, com um pico entre agosto e outubro. Durante a época de desova, as fêmeas liberam entre 100 mil e 2 milhões de ovos, cada uma com cerca de 0,35 mm de diâmetro. Após a eclosão, as larvas (fase imatura) deriva em direção à terra. Elas se encontram em abundância em fundos moles, tais como lama, onde existem grandes quantidades de detritos para elas para se alimentarem. A dieta da corvina inclui camarões, caranguejos e detritos (mortos e em decomposição de plantas e da matéria animal).

A corvina pode viver até oito anos. Seus predadores incluem robalo, tubarão, e até outras corvinas, e os seres humanos. Corvina que vivem na parte norte do globo geralmente amadurecem mais tarde e vivem mais do que as da parte sul. Devido a predação, mais de 95% da população de corvina morre a cada ano. O peixe corvina não devem ser consumidos crus, pois eles podem passar trematodes (parasitas) para os seres humanos.

As corvinas preferem viver em estuários e baías durante a primavera e verão, em seguida viajam pelo mar, para se reproduzirem no outono.

Peixe Corvina 4 Peixe Corvina

Peixe Corvina 3 Peixe Corvina

Peixe Corvina 2 Peixe Corvina