Peixe Curimbatá

Peixe Curimbatá ou Papa-Terra

O peixe Curimbatá é uma espécie da América Central e da América do Sul que habita a bacia do rio Paraná e do rio Paraguai na Argentina e Paraguai, o rio Pilcomayo e no rio San Juan, na Nicarágua. Alguns exemplares de Curimbatá também foram introduzidas nos açudes do Nordeste.

Existem pelo menos 12 espécies de curimbatás na América do Sul, 9 das quais vivem em rios. Destas, 7 são endêmicas de nosso país. A espécie Prochilodus lineatus é o curimbatá mais conhecido da família Prochilodontidae.

O Curimbatá tem o corpo com uma coloração cinza-prateada, com faixas transversais escuras no dorso. As nadadeiras caudal, dorsal e anal apresentam varias manchas escuras e claras, alternadamente. As escamas são ásperas, de coloração prateada. A boca é terminal, com lábios em forma de ventosa, munidos de inúmeros dentes. Eles podem medir cerca de 30cm de comprimento e ter 450 gramas de peso. Os de espécies maiores podem ultrapassar 60 centímetros de comprimento e 5 quilos de peso.

Este peixe prefere águas profundas e se alimenta de lama orgânica e seu sistema digestivo tem a rara capacidade de processar os detritos do lodo, transformando-os em carne.

Esta espécie migra à procura de águas quentes durante a primavera, a fim de colocar seus ovos.

O Curimbatá forma grandes cardumes, que são a base da pesca comercial em muitos rios da América do Sul. Durante a sua migração, emitem sons, os quais são especialmente intensos ao cair da tarde.

Peixe Curimbatá 4 Peixe Curimbatá

Peixe Curimbatá 3 Peixe Curimbatá

Peixe Curimbatá 2 Peixe Curimbatá

Peixe Curimbatá Peixe Curimbatá