Ciclagem de Aquário: Entendendo o Ciclo do Nitrogênio

Ciclagem de Aquário_ Entendendo o Ciclo do Nitrogênio

Muitos aquaristas iniciantes se intimidam com o ciclo de nitrogênio e como ciclar um aquário. As pessoas fazem muitas perguntas sobre isso, aprendem todas as informações e ainda assim têm medo do processo.

Por quê?

A resposta é simples. Gerenciar corretamente o ciclo de nitrogênio no seu aquário não é uma opção se você quer ter peixes, é uma necessidade.

Deixar de fazer isso vai levar a sérias consequências (muitas vezes fatais) para qualquer vida no seu tanque. Isso pode ser causado por deixar a amônia sair do controle no seu tanque atual, ou gerenciar mal o processo quando estiver ciclando o seu aquário pela primeira vez.

Então, não é surpreendente que novos aquaristas fiquem um pouco assustados quando se trata desse tópico.

Felizmente, ciclar o seu tanque e entender o ciclo de nitrogênio não são coisas das quais você precisa ter medo. Na verdade, uma vez que você entender o processo de um ponto de vista científico, tudo começa a se encaixar.

Os aquaristas mais experientes e bem sucedidos que conhecemos têm um impressionante entendimento do ciclo de nitrogênio e o usam regularmente para ajudar seus tanques a prosperar.

Tabela de conteúdos

As Diferentes Fases

Na seção anterior, cobrimos brevemente as fases individuais do ciclo de nitrogênio. Agora é hora de explorar cada uma com um pouco mais de detalhes.

A Fase de Amônia

Como mencionamos anteriormente, a presença de amônia no seu tanque é algo que precisa ser lidado. Isso é causado por uma acumulação de matéria orgânica no seu tanque, como resíduos ou comida que não foi comida.

Sem bactérias benéficas, os níveis de amônia no seu tanque vão aumentar sem controle e causar sérios problemas aos peixes no seu tanque. Embora alguns peixes sejam mais resistentes à amônia do que outros, aqui está o que eles vão sentir:

Quantas Vezes Deve Alimentar seu Peixe Dourado: Regras SimplesQuantas Vezes Deve Alimentar seu Peixe Dourado: Regras Simples
  • Queimação nas brânquias
  • Níveis de estresse elevados devido ao desconforto
  • Danos cerebrais e de órgãos (se a água tiver altos níveis de amônia)
  • Possível morte

Não é divertido.

É por isso que as bactérias benéficas são tão importantes para o ciclo de nitrogênio. Elas permitirão que a amônia se converta em nitrito na segunda fase do processo.

A Fase de Nitrito

À medida que sua amônia começa a se converter em nitrito, você naturalmente verá a quantidade de nitrito no seu tanque aumentar. Isso é algo que você pode (e deve) monitorar consistentemente.

A maneira como isso acontece é por meio de um processo metabólico chamado nitritação. Sim, essa é uma palavra real.

Esse processo metabólico é iniciado por um certo tipo de bactéria chamada Nitrosomonas. Não só essas bactérias ajudam a oxidar a amônia em nitrito, mas também mantêm a fixação de dióxido de carbono sob controle.

Mas o nitrito também é tóxico, então algo precisa ser feito com ele. É aqui que a beleza do ciclo de nitrogênio se manifesta. Assim como fizemos com a amônia, os níveis de nitrito precisam aumentar e se acumular a um ponto em que as bactérias benéficas vêm ao resgate novamente.

Você saberá quando as coisas estiverem passando para a terceira e última fase quando seus testes mostrarem um aumento consistente de nitrito.

A Fase de Nitrato

Finalmente chegamos à última fase do ciclo de nitrogênio. Neste ponto, o nitrito no seu tanque atingiu o ponto crítico e as boas bactérias estão correndo para o resgate.

O nome da bactéria que lida com esse processo é Nitrobacter. Essas bactérias oxidam o nitrito em nitrato se alimentando da energia dos íons de nitrito.

Você saberá que esse processo está completo quando os níveis de amônia estiverem em 0ppm no seu tanque.

Por Que Meu Peixe Dourado Está Ficando Branco? Causas e SoluçõesPor Que Meu Peixe Dourado Está Ficando Branco? Causas e Soluções

Nota do Autor: É importante observar que muito nitrato também pode causar problemas no seu aquário, apenas precisa haver MUITO dele. Você pode reduzir isso sendo consistente com trocas parciais de água, usando equipamentos adequados como um escumador de proteínas e adicionando plantas ao seu tanque.

Quanto Tempo Dura o Processo?

Na maioria dos casos, o ciclo de nitrogênio deve durar algo entre duas e seis semanas. No entanto, existem uma série de coisas que podem impactar essa faixa de tempo:

  • Quanto de amônia você está começando. Mais amônia = mais tempo.
  • Se você usa algo como biomedia ou aditivos para aquários. Isso pode ajudar a acelerar o processo.
  • A quantidade de vida vegetal e rochas vivas que você tem no tanque quando o ciclo de nitrogênio ocorre. Você ficaria chocado com a ajuda que eles podem dar.

Enquanto isso estiver acontecendo, é seu trabalho realizar testes frequentes de água usando um kit de testes para ter uma ideia de quão avançado você está em cada estágio e garantir que tudo esteja correndo bem.

Ciclagem sem Peixes

Agora que você sabe o que está realmente acontecendo com a sua água durante o processo, é hora de mostrar como ciclar um aquário por conta própria.

O método que compartilharemos é o que é chamado de "ciclagem sem peixes". O motivo do nome é bastante simples, você não faz isso com nenhum peixe no seu tanque.

Como você sabe agora, para que o ciclo de nitrogênio progrida de estágio para estágio, tem que haver um pico de amônia e nitrito. Ambos são tóxicos, o que deixará seus peixes muito desconfortáveis, estressados, doentes e até mesmo resultará em morte (isso é muito comum).

Nota do Autor: É por isso que recomendamos que você gaste seu tempo aprendendo como ciclar um tanque sem peixes dentro. Causar dor ou matar outros seres vivos simplesmente não é como trabalhamos.

Etapa 1: Introduzir Amônia ao Seu Tanque

Sem nenhuma criatura no seu novo aquário para produzir resíduos de peixe, você precisa de uma solução alternativa para realmente introduzir uma fonte de amônia no tanque. Sem amônia, não há ciclo de nitrogênio.

A maneira comprovada de fazer isso é adicionando gradualmente ração de peixe na água. Não exagere e despeje um pote inteiro no seu aquário de uma vez. Em vez disso, adicione um pouco duas vezes ao dia em intervalos de aproximadamente 12 horas.

Essa ração de peixe vai começar a se decompor na água e lentamente aumentar os níveis de amônia. Enquanto isso estiver acontecendo, você deve testar a água a cada dia ou dois para garantir que haja uma quantidade adequada de amônia na água (3ppm é o alvo).

Como Resolver o Problema de Aquário TurvoComo Resolver o Problema de Aquário Turvo

Etapa 2: Verificar os Níveis de Nitrito

Uma vez que sua sabotagem alimentar tenha durado de 7 a 8 dias, é hora de ver onde estão os níveis de nitrito. Você continuará adicionando comida independentemente do que o teste revelar, mas se você vir que há nitritos na água, isso é um sinal de que o ciclo de nitrogênio está em andamento.

Etapa 3: Aguarde uma Queda de Nitrito

Continue testando e adicionando amônia até que seu teste mostre uma queda nos nitritos no seu tanque. Isso significa que você está entrando na fase final do ciclo!

Seu trabalho agora será testar os níveis de nitrito e amônia. Lembre-se, eles têm que desaparecer completamente antes que você tenha terminado. Parar cedo demais pode levar a grandes problemas mais tarde.

Depois que a amônia e os nitritos estiverem totalmente fora de cena, é hora de você conferir novamente seu nível de nitrato. Embora isso seja o que queremos, muito nitrato ainda pode causar problemas para seus peixes.

Qualquer coisa acima de 20ppm pode levar a problemas para seus peixes, então faça uma troca de água se isso se aplicar a você.

Etapa 4: Traga os Animais!

Agora que a água é adequada para seus novos peixes, é hora de apresentá-los ao seu novo lar. Comece adicionando alguns peixes resistentes de cada vez ao longo de algumas semanas (dependendo de quantos você tem) para garantir segurança. Adicionar muitos de uma vez pode resultar em um pico de amônia, o que pode ser devastador para a vida no seu tanque.

Jogar todo mundo de uma vez pode resultar em alterações nos níveis da água e, como o tanque está em um estado sensível, é melhor ir com calma. Você já esperou um tempo pelo término do ciclo de nitrogênio e seria uma pena que algo acontecesse nessa fase devido à impaciência.

Ciclagem Com Peixes

Embora existam muitos guias por aí sobre como ciclar um tanque com peixes dentro, este não é um deles.

Aqui está o porquê:

Ciclar um tanque com peixes dentro não é ideal. Devido ao acentuado aumento de amônia e nitritos, há uma forte possibilidade de que você acabe matando alguns peixes. Os que sobreviverem estarão sujeitos a uma quantidade significativa de dor e estresse.

Na Aquarium Source, simplesmente não é assim que trabalhamos.

Portanto, embora saibamos as etapas a serem tomadas se você quiser ciclar um tanque que abriga ativamente peixes, não podemos endossá-lo. Isso vai contra nossos valores quando se trata de aquariofilia.

Métodos para Encurtar o Processo de Ciclagem

Neste ponto, você provavelmente fez as contas na cabeça e percebeu que todo este processo pode demorar um pouco, e você não está sozinho. Passar por semanas e semanas de testes de água e espera é algo que a maioria das pessoas gostaria de evitar.

Felizmente, existem algumas coisas que você pode fazer para acelerar o ciclo de nitrogênio.

Nota do Autor: Alguns desses métodos são chamados de "semeadura", então se você vir isso online agora sabe do que se trata.

Use Mídia Filtrante

Se você tiver acesso a mídia filtrante de um tanque estabelecido, isso pode ser usado para acelerar o processo de ciclagem do tanque. A mídia desse tanque já terá sido exposta às bactérias benéficas que estamos procurando e trará algumas para o aquário que está sendo ciclado.

Se possível, usar mídia filtrante de um tanque aproximadamente do mesmo tamanho daquele que está sendo ciclado é o ideal. Isso não é decisivo, mas reduz algum risco e garante que a quantidade de bactérias que você está trazendo seja semelhante ao que você precisará.

Exponha seu Filtro a um Tanque Estabelecido

Isso é semelhante ao método anterior. Simplesmente pegue o filtro que você usará no tanque que está ciclando e exponha-o à água do aquário em um aquário estabelecido por pelo menos 7 dias.

Isso dará às bactérias nitrificantes no tanque estabelecido a oportunidade de se estabelecerem no seu novo filtro. Então, quando você o trouxer de volta para o novo tanque que está ciclando, essas bactérias benéficas farão a viagem também!

Comece a Jardinagem

Adicionar algumas plantas vivas ao seu tanque é outra ótima maneira de acelerar o ciclo de nitrogênio e gerenciar a quantidade de amônia a longo prazo. Alguns aquaristas preferem adicionar plantas que anteriormente estavam em um aquário estabelecido, mas novas plantas ainda são muito úteis.

Plantas com taxa de crescimento rápido são ideais para isso, pois se você tiver que esperar semanas para que elas cresçam, não vai acelerar o ciclo de nitrogênio tanto quanto possível.

Nota do Autor: Tenha em mente que o uso desses métodos para acelerar o ciclo não é sem alguns riscos. Ao trazer bactérias de outros tanques, sempre há uma chance de outros parasitas indesejados virem junto (parasitas, por exemplo). Se você quer jogar o mais seguro possível e tem paciência, evitar esses métodos é sua melhor aposta.

Obstáculos Frequentes ao Ciclar o Seu Aquário

Neste ponto, você deve ter uma boa compreensão da ciclagem sem peixes e como gerenciar o processo. Mas isso não significa que as coisas não possam dar errado!

Mesmo os aquaristas mais experientes encontram problemas quando se trata do ciclo de nitrogênio. É apenas um processo complicado.

Mas existem alguns problemas que acontecerão com muito mais frequência do que outros. Nesta seção, cobrimos eles para que você não fique perdido se eles aconteceram com você.

Você não Consegue Iniciar o Ciclo

Um problema comum enfrentado por novos aquaristas (especialmente ao fazer seu primeiro ciclo sem peixes) é a falta de amônia no tanque. Obviamente, se você não conseguir aumentar seus níveis de amônia, o restante do ciclo de nitrogênio não pode acontecer!

Felizmente, a solução para isso é bastante simples: adicione mais comida. Continue com o espaçamento de 12 horas, mas coloque mais flocos do que antes.

Além disso, tente remover quaisquer plantas que você tenha no tanque. Suas boas intenções podem estar se livrando de toda a amônia! Esta é a única vez em que os incríveis benefícios das plantas vivas no seu aquário podem na verdade ser um inconveniente.

Não Há Queda nos Níveis de Amônia

Você tem amônia no seu tanque. Bom. Mas e se ela não estiver caindo?

Uma das causas mais comuns disso é simplesmente um baixo nível de pH. Qualquer coisa abaixo de um pH de 7 torna o ciclo de nitrogênio impossível, então você precisará aumentá-lo se esse for o caso.

Se o seu pH estiver bom, certifique-se de que você não cometeu um dos outros dois erros comuns.

O primeiro é usar água clorada. Isso vai sufocar qualquer uma das bactérias nitrificantes na sua água e deixar a amônia existir sem controle. Água da torneira geralmente tem cloro, então esteja ciente disso.

A outra possibilidade é que você simplesmente tenha limpado seu aquário com muita frequência. Limpar em excesso é uma ótima maneira de remover as bactérias necessárias para o ciclo de nitrogênio, então vá com calma na esfregação!

Você Está com Dificuldade para Estabelecer Nitrato no Seu Tanque

Água com cloro e limpeza excessiva também afetarão sua capacidade de facilitar o crescimento de nitrato no seu tanque. As plantas também podem impactar esta fase do ciclo, mas as chances são de que elas o teriam impedido antes de chegar a este ponto.

Conclusão

Aprender sobre o ciclo de nitrogênio e como ciclar um aquário de peixes não precisa ser assustador. Assim como qualquer coisa, uma vez que você entende o processo, o medo se dissipa!

Se você ainda estiver um pouco perdido, incentivamos você a ler novamente a explicação das etapas. Saber o que está realmente acontecendo em um nível científico ajudará você a executar as etapas da ciclagem sem peixes, mas também a solucionar problemas se você encontrar algum.

Se você tiver alguma dúvida sobre este processo, ficaremos felizes em ajudar. Entre em contato conosco nas redes sociais ou por e-mail e ajudaremos você a descobrir o que fazer.

Maria Oliveira

Maria é uma entusiasta da aquariofilia, dedicando seu tempo livre ao cuidado de seus aquários meticulosamente montados. Apreciadora da tranquilidade que seus peixes proporcionam, Maria mergulha profundamente no estudo das diferentes espécies, tornando-se uma referência em seu círculo social para tudo que diz respeito a esse fascinante hobby. Com paciência e dedicação, ela cultiva não apenas belos ambientes aquáticos, mas também um espaço de serenidade e beleza em sua própria vida.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações