Pleco Zebra 101: Tamanho, Reprodução e Mais

Peixes-zebra são uma espécie linda e de fácil cuidado para aquários de água doce que sempre recomendamos.

Essa espécie adiciona um visual interessante e distinto a qualquer aquário e rapidamente se tornará a estrela do show (mesmo que não queiram a atenção).

Mas existe muita desinformação por aí quando se trata desse peixe. Lemos tantas sugestões conflitantes sobre cuidados e companheiros de tanque ao longo dos anos!

Então fizemos esse guia para esclarecer as coisas. Nele, você aprenderá as diretrizes corretas de cuidados com o Peixe-zebra (e dicas sobre como reproduzi-los).

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Esse peixe de fundo é mesmo de tirar o fôlego! O Peixe-zebra (nome científico: Hypancistrus zebra) é uma espécie de água doce relativamente rara, muito procurada pelos aquaristas.

Muitas vezes conhecido como o Cascudo Imperial, esses peixes não são tão difundidos como outros tipos de cascudos. Por isso, geralmente têm um preço mais alto.

Na natureza, esses peixes são encontrados no Rio Xingu, no Brasil. Infelizmente, esse peixe é classificado como ameaçado de extinção na natureza devido à construção de barragens em seu habitat natural. Felizmente, eles são criados em cativeiro.

Tímidos e noturnos, esses peixes não são os mais ativos. Mas quando finalmente saem do esconderijo, com certeza serão o centro das atenções no seu tanque.

Tamanho Médio do Peixe-Zebra

O tamanho médio do Peixe-zebra adulto é entre 7,5 e 10 cm. São um pouco menores que outros cascudos, o que pode se provar um problema se mantidos em um tanque comunitário (falaremos mais sobre isso depois).

Nota do Autor: Se você quer maximizar o tamanho do seu Peixe-zebra, vai querer proporcionar os melhores cuidados possíveis a ele. Seu crescimento é muito impactado pelas condições em que é mantido durante o desenvolvimento.

Pleco Nariz-de-Borracha 101: Guia de Cuidados e ReproduçãoPleco Nariz-de-Borracha 101: Guia de Cuidados e Reprodução

Expectativa de Vida

Cuidar de um Peixe-zebra é um compromisso de longo prazo. Em um tanque bem mantido, a expectativa de vida desses peixes é de 10 a 15 anos.

Dito isso, não há garantia quando se trata de expectativa de vida. Como qualquer outro peixe de água doce, essa espécie é suscetível a doenças e morte prematura.

Na maioria dos casos, uma expectativa de vida reduzida ocorre se eles forem mantidos em condições inadequadas de vida ou tiverem pouco acesso a alimentos de alta qualidade. Cuidados adequados são obrigatórios se você quiser que seu Peixe-zebra viva o máximo possível.

Aparência

Esses peixes são assim nomeados adequadamente devido à coloração icônica que cobre seus corpos. Eles têm listras alternadas brancas e pretas. Essas listras correm lateralmente e podem ficar muito vibrantes sob as condições de iluminação adequadas.

Como outros cascudos, essa espécie tem uma parte inferior plana e uma boca em forma de ventosa virada para baixo. Ao redor da boca, você encontrará quatro barbilhões que são usados para explorar o ambiente.

Um peixe-zebra no fundo de um aquário de água doce

Os olhos também são bastante grandes e bulbosos, dando ao peixe uma aparência única.

O Peixe-zebra tem um conjunto de nadadeiras raiadas grandes. A nadadeira dorsal triangular se ergue alta. Embora o peixe também possa deitá-la completamente plana para um perfil mais aerodinâmico.

Dois conjuntos de nadadeiras peitorais podem ser encontrados nos lados do corpo. O conjunto mais próximo da cabeça pode apresentar pelos curtos também. Eles são difíceis de ver, mas geralmente são mais proeminentes nos machos.

Nota do Autor: Falando em diferenças de gênero, pode ser difícil distinguir machos de fêmeas. Eles parecem muito similares!

Além desses finos raios semelhantes a pelos, a única grande diferença está no tamanho da cabeça. Os machos tendem a ter cabeças mais largas do que as fêmeas.

Tetra Chama: Guia de Dieta e Companheiros de TanqueTetra Chama: Guia de Dieta e Companheiros de Tanque

Cuidados

Não há nada particularmente difícil nos cuidados com o Peixe-zebra. Muitas de suas necessidades são semelhantes às de outras espécies da América do Sul.

Mesmo assim, é importante ser vigilante em proporcionar os melhores cuidados possíveis. Você deve priorizar a saúde deles ao planejar o habitat e a dieta, e sempre fazer o melhor para manter os parâmetros ideais da água.

A seguir estão algumas diretrizes de cuidados estabelecidas que você não vai querer perder.

Tamanho do Aquário

Vamos começar com o tamanho do aquário. Como esses peixes são menores, eles não precisam de um tanque enorme para ficarem felizes.

No mínimo, você deve mantê-los em um aquário de 75 litros.

No entanto, recomendamos ir um pouco maior, se possível. Um tanque de 110 litros proporciona mais espaço para nadar. Além disso, você pode mantê-los em um pequeno grupo sem problemas territoriais.

Parâmetros da Água

A melhor maneira de manter seu Peixe-zebra feliz e saudável é imitando as águas do Rio Xingu. Isso não se aplica apenas às decorações. Você precisará replicar as condições da água também!

Os Peixes-zebra preferem águas mais quentes que são neutras. Qualquer coisa muito alcalina ou muito ácida pode levar ao estresse e doenças. A boa notícia é que as faixas aceitáveis de temperatura, equilíbrio de pH e dureza são relativamente amplas.

Isso garante que você tenha alguma margem de manobra adaptável para o peixe. Mantenha-se dentro dos seguintes parâmetros e você não deve ter problemas para manter seu Peixe-zebra em boa forma.

  • Temperatura da água: 26°C a 31°C (algum ponto no meio é o melhor)
  • Nível de pH: 6,5 a 7,0
  • Dureza da água: 2 a 6 KH

É importante monitorar esses níveis de perto quando você introduzir esses peixes em seu novo habitat. Eles podem ser sensíveis a mudanças significativas, então fazer testes regulares da água ajudará você a manter tudo o mais consistente possível.

Caranguejo Micro Tailandês 101: Expectativa de Vida e CuidadosCaranguejo Micro Tailandês 101: Expectativa de Vida e Cuidados

O que colocar no tanque

Os rios que esses peixes ocupam na natureza estão repletos de vida. O Rio Xingu é um dos maiores rios de água clara da bacia amazônica. Portanto, está cheio de todo tipo de esconderijos naturais.

No fundo do seu aquário, coloque uma boa camada de areia ou cascalho.

A areia é o substrato preferido porque é mais próximo do que se encontra na natureza. No entanto, o cascalho serve bem, desde que as peças não sejam grandes o suficiente para o peixe engolir.

Sobre o substrato, crie muitos locais seguros para o Peixe-zebra se esconder. Isso inclui rochas naturais, pedaços de madeira em decomposição e até mesmo cavernas artificiais! Esses peixes são tímidos, então eles vão tirar total proveito desses esconderijos.

As plantas também são importantes. Não há cultivares específicas que esses peixes preferem. Portanto, seja criativo e adicione uma variedade de plantas que se adaptam a esse ambiente.

Nota do Autor: Os Peixes-zebra se saem melhor em condições de pouca luz. No entanto, eles são em grande parte noturnos. Você pode ter iluminação padrão de aquário. Apenas não se esqueça de desligá-la à noite para os Peixes-zebra.

Um aspirador de fundo ou filtro canister padrão fará um bom trabalho com esse peixe. Mas ele precisa ter um fluxo relativamente forte. Peixes-zebra gostam de uma corrente mais forte, então certifique-se de que a saída do filtro possa atender a essa necessidade.

Possíveis Doenças Comuns

Peixes-zebra estão em risco de sofrer todas as doenças comuns de peixes de água doce. Isso inclui Ichthyophthirius multifiliis, infecções fúngicas e infecções bacterianas.

Infecções bacterianas e fúngicas são bastante comuns em Peixes-zebra. Muitos proprietários fazem tratamentos antibacterianos regularmente.

No entanto, isso não é necessário se você mantiver o tanque adequadamente.

Veja, a maioria das doenças é diretamente causada por condições de vida precárias. Invista em um filtro robusto e troque cerca de 20% da água toda semana para manter a água limpa e saudável. Sempre é mais fácil prevenir doenças do que tratá-las.

Se seu peixe contrair alguma doença, coloque-o em quarentena e forneça o tratamento adequado. Muitos medicamentos prontos estão disponíveis.

Apenas tome cuidado com produtos à base de cobre! Peixes-zebra, bem como outras espécies de cascudo, são mais sensíveis ao cobre do que outros peixes.

Alimentação e Dieta

Você pode encontrar seu Peixe-zebra se alimentando de algas do aquário de vez em quando. Mas eles não gostam tanto quanto outros cascudos ou comedores vorazes de algas. Não cometa o erro de achar que você pode fornecer a esses peixes apenas alimentos à base de algas.

Peixes-zebra se saem melhor com uma dieta rica em proteínas. Invista em alimentos secos ricos em proteínas. Por serem peixes de fundo, opte por grânulos que afundam, ao invés de flocos.

Alimentos vivos ou liofilizados também funcionam bem. Peixes-zebra apreciam artêmias e vermes tubifex.

Ocasionalmente, bolachas de algas e legumes branqueados também podem ser fornecidos. Esses peixes adoram ervilhas amassadas e abobrinha.

Nota do Autor: Certifique-se de alimentar seu Peixe-zebra em um local tranquilo do tanque. Isso é especialmente verdadeiro se eles estiverem em uma comunidade maior. Eles geralmente são tímidos e não sairão quando outros peixes entrarem em frenesi com a comida.

Se necessário, alimente-os separadamente para que se sintam seguros e confortáveis enquanto comem.

Comportamento e Temperamento

Peixes-zebra são muito passivos e tímidos. Não é incomum ver esses peixes se escondendo em cavernas para fugir da balbúrdia de outros peixes.

Esta é uma espécie noturna, então não espere muita atividade durante o dia. O nível de atividade deles definitivamente aumenta à noite! Durante esse período, eles procurarão comida ou explorarão o tanque.

Já se sabe que os Peixes-zebra ficam um pouco territoriais com outros peixes da mesma espécie. Isso é especialmente verdadeiro com os machos. Se você mantiver machos juntos, precisará ficar de olho para evitar brigas.

Tanques maiores são os melhores para grupos com mais de um macho. Se cada peixe tiver seu próprio espaço e caverna para se esconder, minimiza as chances de agressão territorial.

Companheiros de Tanque

Peixes-zebra podem ser mantidos em aquários comunitários. No entanto, você precisará escolher seus companheiros de tanque com cuidado.

A escolha mais simples seria outros Peixes-zebra. Você pode manter um macho com algumas fêmeas (isso reduz o risco de agressão).

Quanto a outras espécies, fique com peixes de tamanho semelhante que sejam pacíficos. Idealmente, você deve adicionar peixes não agressivos que fiquem nas partes superiores do aquário.

Não adicione espécies de fundo maiores ou mais ativas. Devido à natureza passiva do Peixe-zebra, ele geralmente é superado na competição por comida.

Aqui estão alguns bons companheiros de tanque para considerar:

Também existem muitos tipos de caracóis de aquário de água doce que podem se dar bem em um tanque de Peixe-zebra. Contanto que você não exagere nisso, eles devem conseguir coexistir tranquilamente!

Reprodução do Peixe-Zebra

A reprodução do Peixe-zebra é algo feito com muita frequência em cativeiro. É um processo bastante simples que geralmente você pode desencadear com algumas simples mudanças de água!

Na natureza, esses peixes desovam na estação quente e chuvosa. Isso geralmente ocorre entre julho e setembro.

Aumente a temperatura da água para cerca de 28°C. Em seguida, infunda algum oxigênio na água com uma pedra porosa e uma bomba de ar.

A fêmea se encherá de ovos. Nesse ponto, o macho vai persegui-la até uma caverna. Ela vai desovar cerca de 15 ovos, que o macho então fertilizará.

Normalmente, o macho vigia a caverna para proteger os ovos. Ele pode até ficar por perto depois que eles eclodirem. Isso geralmente ocorre de três a sete dias depois que os ovos são depositados.

Nos primeiros dias, os bebês sobreviverão do saco vitelino. Depois disso, você pode fornecer ração em pó para alevinos antes de fazer a transição para náuplios de artemia.            

Continue o Trabalho

Agora que você conhece as maneiras corretas de praticar os cuidados com o Peixe-zebra, é sua responsabilidade compartilhar esse conhecimento com a comunidade aquarista (quando solicitado, é claro).

A maneira mais fácil de melhorarmos a qualidade dos cuidados que nossos peixes recebem é sendo bons administradores de conhecimento preciso e útil.

Se você tiver outras dúvidas sobre Peixes-zebra (ou feedback sobre como podemos melhorar nossos guias) adoraríamos ouvir de você. Conectar-se com nossos leitores nos ajuda a fornecer conselhos melhores e mais práticos!

Ana Santos

Ana cultivou um fascínio por aquariofilia desde pequena. Com um olhar atento e uma paixão por peixes, ela criou seu próprio santuário aquático em casa. Hoje, Ana é uma referência na comunidade de aquariofilia brasileira, compartilhando seu conhecimento e promovendo a preservação dos ecossistemas aquáticos através de workshops e palestras. Com dedicação e amor, Ana transformou sua paixão em uma jornada de aprendizado e descobertas constantes no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações