Tetra Pristella (Raio-X): Guia Completo de Cuidados

O tetra pristella (também conhecido como tetra raio-x) é uma espécie de água doce subvalorizada que tem muito a oferecer. Este peixe é conhecido por ser de baixa manutenção, bonito e divertido de observar.

Eles também são ótimos peixes para aquários comunitários, o que significa que geralmente você pode encontrar um lugar para eles em seu aquário se tiver espaço suficiente.

Este guia cobre tudo o que você precisa saber sobre o cuidado com o tetra pristella. Você aprenderá sobre a configuração ideal do tanque, dieta, expectativa de vida, companheiros de tanque e mais!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Nativo dos rios costeiros da América do Sul, o tetra pristella (Pristella maxillaris) é um lindo peixe tropical com um estilo de vida surpreendentemente robusto. Este peixe de água doce migra durante todo o ano, movendo-se com o ambiente em mudança e as cheias sazonais. Por esta razão, ele é altamente adaptável à vida em cativeiro.

Um tetra pristella

O tetra pristella faz parte da família characidae. Curiosamente, é o único membro do gênero pristella.

Na natureza, você pode encontrar esses peixes no Brasil, Guiana, Orinoco e Venezuela. No entanto, a maioria dos espécimes que você vê à venda é criada comercialmente. Pacíficos, de baixa manutenção e resistentes, os tetras pristella são uma excelente escolha tanto para aquaristas novatos quanto experientes.

Aparência

Não há como confundir os tetras pristella com outra espécie. Esses peixes são distintos e têm vários recursos que os destacam.

O corpo principal do peixe é prateado e quase transparente. Eles ainda têm alguma cor e brilho identificáveis, mas são claros o suficiente para ver seus órgãos conforme nadam. Você pode ver o peixe comercializado como tetra de raios x ou tetra pristella de raios x graças a esse traço único.

Além do corpo transparente, o recurso mais marcante é a coloração nas nadadeiras! A nadadeira dorsal e a anal apresentam três listras de amarelo vibrante, preto firme e branco nítido. A lista amarela fica mais próxima ao corpo, enquanto a preta fica no meio.

Além das listras chamativas, os tetras pristella têm nadadeiras caudais vermelhas ou rosadas. A intensidade do vermelho varia de um peixe para outro. Você também pode ver um tom de amarelo na bifurcação caudal.

Zebra Danio 101: Guia Prático de Cuidados e TamanhoZebra Danio 101: Guia Prático de Cuidados e Tamanho

Nota do Autor: Os tetras pristella são tetras de corpo profundo. Eles têm alguma circunferência na seção do meio. Geralmente, as fêmeas são mais robustas do que os machos. Você também pode ver seus ovos se desenvolverem quando desovam, facilitando a distinção entre os sexos.

Expectativa de vida

Com a dieta adequada e condições de vida de primeira, você pode esperar que a expectativa de vida típica de um tetra pristella seja de quatro a cinco anos.

Não há maneiras de determinar precisamente a expectativa de vida de um peixe. Muitos fatores entram em jogo.

Nota do Autor: Como sempre, porém, um bom cuidado pode fazer uma grande diferença. Isso resultará em uma vida livre de estresse, o que torna o peixe menos suscetível a problemas de saúde graves. Além disso, comprar seu tetra pristella de um vendedor confiável também pode melhorar suas chances.

Tamanho médio

Como muitas outras espécies na família tetra, os tetras pristella são pequenos. O tamanho médio de adultos pode atingir comprimentos de cerca de dois polegadas no máximo. Muitos peixes nem chegarão ao limite superior do espectro de tamanho, ficando mais próximos de 1,75 polegada quando totalmente crescidos.

Graças ao seu tamanho pequeno, esses peixes funcionam bem em tanques moderadamente grandes (alguns até os usam como peixes nano). Eles tendem a ficar juntos e explorar seu ambiente como uma unidade maior. Embora sejam pequenos individualmente, você tem que acomodar um grupo de pelo menos seis (mais sobre isso depois).

Cuidados com o Tetra Pristella

O cuidado com o tetra pristella é muito simples (desde que você entenda suas necessidades básicas). Eles são construídos para suportar condições variáveis, tornando-os um habitante de tanque resistente e robusto.

Como sempre, existem algumas diretrizes estabelecidas que você precisa seguir se quiser que esses peixes de água doce prosperem. Aqui estão algumas dicas essenciais que você não quer perder!

Tamanho do tanque

Um pequeno grupo de tetras pristella precisa de um tanque de pelo menos 10 galões para permanecer saudável. No entanto, recomendamos aumentar esse mínimo para 15 a 20 galões, se possível.

Os tetras pristella são peixes de cardume ativos. Eles tendem a se agrupar e explorar seu ambiente como uma unidade maior. Embora sejam individulamente pequenos, você tem que acomodar um grupo de pelo menos seis (mais sobre isso depois).

Bucktooth Tetra 101: Alimentação e Nível de AgressãoBucktooth Tetra 101: Alimentação e Nível de Agressão

Nota do Autor: Como esses peixes de água doce são brincalhões e ativos, espaço extra é sempre preferível. Isso os ajudará a reduzir o estresse e a se manter felizes. Além disso, um tanque maior pode facilitar o gerenciamento da carga biológica.

Parâmetros de água

Na natureza, esses peixes têm uma vida emocionante. Ao contrário da maioria dos tetras, os tetras de raios x podem lidar com águas ligeiramente salobras. Eles vêm de rios costeiros que não são totalmente de água doce.

Pristella maxillaris nadando em um aquário de água doce

Dito isto, você não precisa se preocupar com a salinidade em um tanque de água doce fechado. Durante a estação chuvosa, esses peixes se movem para o interior em direção a águas com praticamente nenhuma salinidade. Eles migram para savanas inundadas, que estão cheias de minerais dissolvidos, plantas em decomposição e mais.

Por este motivo, a dureza da água não é um fator crítico como seria com a maioria dos peixes. Os tetras pristella prosperam em uma ampla gama de condições. A chave é aderir aos parâmetros aceitos e evitar flutuações repentinas.

  • Temperatura da água: 64°F a 82°F (visar cerca de 75 graus)
  • Níveis de pH: 5,8 a 8,5 (Entre 6,0 e 7,5 é ideal)
  • Dureza da água: 4 a 8 KH

Nota do Autor: Certifique-se de investir em um kit de teste de água de aquário confiável e preciso. Isso facilitará a verificação das condições da água e a realização de quaisquer ajustes necessários antes que a saúde do seu tetra de raio-x seja afetada negativamente.

Decoração do interior do tanque

Os tetras pristella podem estar acostumados a um ambiente em constante mudança na natureza, mas um biótopo tropical padrão é adequado para o cativeiro.

Isso significa que um dos aspectos mais importantes no cuidado com o tetra pristella é recriar o habitat de seus rios nativos. Isso significa adicionar toneladas de plantas, galhos, cavernas de rochas e mais.

Comece com uma camada de substrato de areia. Espalhe uniformemente e use-o para fixar algumas plantas vivas ou de seda. Plantas vivas são sempre as melhores, pois podem melhorar as condições da água. Utilize uma variedade de espécies como feto-da-java, espadas amazônicas e mais.

Você também pode adicionar algumas folhas de amêndoa indiana ao fundo do tanque para melhorar o pH e infundir alguns taninos naturais na água.

Nota do Autor: Use decorações de aparência natural para criar bastante espaços de esconderijo para esses peixes. Você quer manter grande parte do centro vazio para que eles tenham espaço para explorar e nadar, mas pequenos bolsões de abrigo são bons para dar aos peixes conforto quando se sentirem estressados ou sobrecarregados.

Goldfish Cauda de Leque 101: Cuidados e Expectativa de VidaGoldfish Cauda de Leque 101: Cuidados e Expectativa de Vida

Possíveis doenças comuns

Você não diria isso olhando para eles, mas os tetras pristella são surpreendentemente resilientes contra doenças. Eles não são particularmente sensíveis como outros tetras comuns tipos de tetras.

Dito isso, nenhum peixe de água doce é imune a doenças de todo! Os tetras de raio-x podem sofrer com todos os problemas habituais.

Ectoparasitas, infecções parasitárias e doenças bacterianas são todas possíveis. Essas condições de saúde podem afetar peixes de todas as idades. Algumas condições, como o Ich, são altamente contagiosas e potencialmente letais.

Se você detectar algum problema, certifique-se de colocar os peixes doentes em quarentena o mais rápido possível. A boa notícia é que muitos dos problemas de saúde comuns são fáceis de tratar com medicamentos de venda livre.

Na verdade, a maioria das doenças também é evitável. Monitore as condições do tanque regularmente e faça a sua parte para criar um ambiente saudável. Isso inclui limpar as sujeiras e realizar mudanças de água de 25% a cada duas semanas!

Alimentação e dieta

Os tetras pristella não são exigentes com a comida. Eles são onívoros comprovados que comerão praticamente tudo o que você oferecer!

O melhor é tornar as rações comerciais em flocos ou péletes sua dieta básica. Opte por alimentos premium com nutrição equilibrada.

De vez em quando, você também pode fornecer lanches de alta proteína. Os tetras de raio-x muitas vezes procuram larvas de insetos e pequenos insetos que encontram na superfície na natureza. Lanches ricos em proteínas são como encontrar esse petisco ilusório em seu habitat natural!

Você pode fornecer alguns náuplios de artemia recém-eclodidos. Alimentos liofilizados ou congelados também funcionam. Tente oferecer minhocas de sangue e outros alimentos semelhantes.

Nota do Autor: Os tetras pristella gostam de comer várias vezes ao dia. A maioria dos aquaristas os alimentará duas ou três vezes. Para cada refeição, forneça apenas comida suficiente para que o grupo possa comer em três minutos para evitar estragar as condições do tanque.

Comportamento e temperamento

Esses peixes de aparência impressionante são pacíficos e tranquilos, o que torna esta uma das partes mais fáceis dos cuidados com o tetra pristella. O comportamento agressivo não é algo com que você precisa se preocupar. Um pouco de briga aqui e ali é normal, mas raramente se transforma em algo sério.

Dois tetras de raio-x

Os tetras pristella são pacíficos entre si e com outras criaturas pacíficas no tanque!

No entanto, essa espécie é fácil de assustar. Não leva muito para espantar os peixes, portanto, certifique-se de que existam espaços de esconderijo suficientes para lhes dar paz nesses momentos.

Como mencionado anteriormente, os tetras de raio-x são peixes de cardume. Eles devem permanecer em um grupo de pelo menos seis. Se possível, mantenha-os em um grupo maior!

Quando mantidos em pequenos grupos ou sozinhos, esses peixes podem ficar ainda mais ariscos do que já são. Peixes solitários passarão a maior parte do tempo escondidos e geralmente sucumbirão a problemas de saúde relacionados ao estresse.

Companheiros de tanque

Além de peixes da mesma espécie, os tetras pristella podem se dar bem com muitos outros habitantes de água doce. Como espécie pacífica, você deve garantir que quaisquer companheiros de tanque que adicionar à comunidade tenham um temperamento semelhante.

Esses peixes não sobreviverão na presença de espécies agressivas ou mesmo semiagressivas. Sua natureza pacata os torna um alvo fácil para agressores conhecidos como ciclídeos.

Também é melhor evitar peixes maiores. Mesmo gigantes pacíficos podem confundi-los com comida. Mantenha os peixes comunitários aproximadamente do mesmo tamanho.

Alguns bons companheiros de tanque para os tetras pristella incluem:

Reprodução

Os tetras pristella reproduzem-se de bom grado em cativeiro. Em seu habitat natural, esses peixes migram para as savanas inundadas para se reproduzirem entre as plantas. Felizmente, recriar essas condições migratórias não é tão complicado com um tanque de reprodução separado.

O tanque de reprodução deve conter pelo menos dez galões. Mantenha a temperatura em torno de 25 graus Celsius e o equilíbrio de pH próximo ao neutro. Adicione plantas de folha fina para dar aos ovos e alevinos um lugar para se esconder. Certifique-se de cobrir todas as entradas do filtro com esponjas também.

Agora vem a parte difícil. Os tetras de raio-x podem ser um pouco exigentes quanto aos parceiros de desova. Você pode reproduzir os peixes em pares maiores. Mas, para o bem da sobrevivência dos ovos, é melhor fazê-lo em pares.

Coloque um par no tanque de reprodução e condicione-os com alimentos ricos em proteínas. Se a fêmea não inchar com ovos em alguns dias, remova a equipe e tente uma combinação diferente.

Eventualmente, você encontrará um par adequado e a fêmea colocará de 300 a 400 ovos. Remova os adultos imediatamente após ela colocar seus ovos. Os adultos consumirão rapidamente os ovos que as plantas não escondem.

Os ovos eclodirão em 24 a 36 horas. Em outros três a quatro dias, os alevinos recém-nascidos poderão nadar livremente. Neste ponto, forneça alimentos em pó fino ou infusória. Quando eles ficarem grandes o suficiente, você poderá passar para náuplios de artemia recém-nascidos ou infusória.

Considerações Finais

O cuidado com o tetra pristella não é algo com que você deva se preocupar. Esses peixes são muito adequados para iniciantes e são uma opção fantástica para qualquer proprietário que não queira muito incômodo.

Com sua aparência linda e natureza de baixa manutenção, esta é uma espécie de água doce que recomendamos muito. Na verdade, achamos que eles deveriam ser muito mais populares do que são!

Esperamos que este guia tenha sido útil e que você se sinta preparado para mergulhar na propriedade do tetra de raio-x. Se ainda tiver dúvidas que não foram abordadas neste guia, não hesite em nos perguntar!

João Silva

João, um dedicado aquarista desde a infância, é conhecido pela sua paixão pela aquariofilia. Através do cuidado meticuloso com os seus aquários, João cria verdadeiros santuários subaquáticos, onde a beleza e a harmonia reinam, proporcionando aos entusiastas e aos peixes ambientes seguros e esteticamente agradáveis.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações