Reduzindo o pH do Seu Aquário Sem Complicações

Aprender como diminuir o pH do seu aquário é uma habilidade essencial quando se trata de manter um aquário saudável.

Mas pode parecer um pouco intimidante no início.

Veja, esse não é um conhecimento que é facilmente disponibilizado durante o processo de compra. Você pode sair e comprar um aquário com alguns peixes, e em nenhuma parte do processo você será ensinado o que fazer.

Infelizmente, isso leva os iniciantes a se apressarem e montarem um aquário para o qual não estão preparados para manter. Tudo isso faz o processo ser frustrante para eles e perigoso para seus peixes.

É aí que esse guia entra. Ele vai ensinar como diminuir o pH no seu aquário usando os métodos mais eficazes.

Quando terminar a leitura, estará totalmente preparado para fazer ajustes no seu tanque quando necessário.

Tabela de conteúdos

Razão para diminuir o pH

Então, quando você precisaria diminuir o pH no aquário de peixes? É uma daquelas coisas em que o pH alto é ruim e o pH baixo é bom?

Essas são todas perguntas que recebemos de aquaristas novos, então é importante abordá-las antes de ensiná-lo como realmente fazer.

Os níveis de pH são simplesmente uma unidade para medir o quão ácida ou básica é determinada água. A escala vai de 0 a 14, sendo a água menos ácida quanto maior o número, e um pH de 7 significando que a água é neutra.

Também é logarítmica. Isso significa que um pH de 5 é 10 vezes mais ácido do que um pH de 6, e um pH de 4 é 100 vezes mais ácido do que 6.

Ciclagem de Aquário: Entendendo o Ciclo do NitrogênioCiclagem de Aquário: Entendendo o Ciclo do Nitrogênio

Nota do autor: Existem muitos recursos científicos úteis que você pode visitar se quiser aprender sobre todos os detalhes. Mas para os propósitos deste guia, vamos manter esta parte em um nível alto.

Isso importa muito porque cada espécie aquática tem uma faixa de pH ideal para sua água. Por exemplo, alguns peixes se saem melhor com um pH de 7,5 a 8,5 e outros requerem uma faixa de 5,8 a 7.

Alguns podem tolerar uma faixa maior do que outros, mas todos eles têm um limite. Isso origina da adaptação de cada espécie ao habitat natural, e é por isso que incluímos os níveis de pH recomendados em todos os nossos guias de cuidados.

Se o nível de pH começar a subir acima dessa faixa necessária, torna-se muito crucial que você o diminua. Água muito alcalina causará graves problemas de saúde, como danos nas brânquias do peixe.

Se o pH ficar muito alto e não for corrigido, é muito provável que tenha consequências fatais. Não é bom.

Métodos para diminuir o pH do aquário

Agora que assustamos você, é hora de ensinar como diminuir o pH no seu aquário. Gostamos de fazer isso naturalmente, quando possível, mas listamos uma variedade de métodos eficazes para lhe dar muitas opções.

Mas lembre-se primeiro disso:

É incrivelmente importante diminuir o pH no aquário de peixes gradualmente. Como você provavelmente sabe, mudanças repentinas nos parâmetros da água podem causar sérios problemas para todos os tipos de vida aquática.

Portanto, mesmo que o nível de pH do seu tanque esteja muito alto, devagar e sempre ganha a corrida. É melhor trazê-lo para baixo gradual e consistentemente ao longo de 48 horas do que fazê-lo de uma vez.

1. Adicione musgo de turfa

Uma das melhores maneiras de diminuir naturalmente o pH em um aquário de peixes é adicionando musgo de turfa. Na verdade, este é o nosso método favorito no geral (é por isso que o colocamos em primeiro lugar).

Quantas Vezes Deve Alimentar seu Peixe Dourado: Regras SimplesQuantas Vezes Deve Alimentar seu Peixe Dourado: Regras Simples
Musgo de turfa antes de ser adicionado a um aquário

Muitos aquaristas são um pouco céticos quando ouvem sobre esta técnica. Não pode ser tão fácil, certo?

Mas é.

O musgo de turfa é ácido e rico em taninos. Ao adicioná-lo ao seu aquário, ele começará a diminuir gradualmente o nível de pH (dependendo de quanto você adicionar).

Tudo o que você precisa fazer é pegá-lo em sua loja ou viveiro local e colocá-lo no seu filtro. Colocar no filtro permite que o musgo de turfa impacte a água de forma mais eficaz e fique fora do caminho (ele vai flutuar por todo o lugar se você simplesmente jogá-lo no seu tanque).

Você provavelmente notará que sua água ficará um pouco amarela depois de adicioná-lo. Se a estética for importante para você, basta deixar seu musgo de turfa de molho em outro lugar para reduzir esse efeito (deixe de molho em água que tenha parâmetros semelhantes aos do seu tanque).

Nota do autor: A única parte complicada de usar musgo de turfa é que não há fórmula para quanto adicionar. A abordagem mais eficaz é adicionar um pouco, esperar, testar sua água e continuar adicionando mais se o pH ainda estiver muito alto.

2. Inclua alguma madeira à deriva

Incluir alguma madeira à deriva é outra maneira de diminuir o pH no seu aquário de forma natural. Embora gostemos um pouco mais do musgo de turfa em termos de eficácia, a madeira à deriva ainda faz um trabalho e tanto!

O legal de confiar na madeira à deriva como uma maneira de manter o nível de pH sob controle é que ela serve duplamente como esconderijos para vários peixes! Você verá que em muitos dos nossos guias de cuidados recomendamos incluir madeira à deriva por esse motivo.

Obviamente, você deve ter certeza de que há espaço no seu aquário de peixes antes de adicioná-la, claro. Se as coisas já estiverem um pouco apertadas, sugerimos que tente outro método nesta lista.

Você só deve considerar adicionar madeiras à deriva seguras para aquários, já que outros tipos são feitos apenas para terrários ou a parte seca de paludários (ou seja, não são para ficar debaixo d'água). Essas variedades são tratadas com produtos químicos que podem ser tóxicos para a vida aquática.

Por Que Meu Peixe Dourado Está Ficando Branco? Causas e SoluçõesPor Que Meu Peixe Dourado Está Ficando Branco? Causas e Soluções

Embora existam maneiras de pegar madeira não destinada ao uso em aquários e torná-la segura, é muito mais trabalho do que vale a pena. Não só você gastará muito tempo desnecessário fazendo isso, mas nunca há garantia de 100% de que estará completamente seguro.

Apenas se poupe o incômodo e obtenha madeira à deriva própria para aquários.

3. Faça mudanças parciais de água

Mudanças parciais de água são outra ótima maneira de manter os níveis de pH sob controle. Isso é algo que você deve fazer consistentemente para a maioria das criaturas que mantém em um aquário, mas isso lhe dará outro motivo para reservar tempo para isso!

Uma mudança parcial de água é útil porque melhora a qualidade e limpeza geral da água em seu tanque. Ao trocar uma parte da água do seu tanque, você remove parte dos resíduos orgânicos que se acumulam naturalmente no tanque (o que leva a níveis altos de amônia).

Obviamente, você não pode trocar toda a água de uma vez sem ter outra casa para a vida em seu aquário de peixes, então é aqui que uma mudança parcial é útil. Na maioria das vezes, visa 20 a 30 por cento de mudança fará o trabalho.

Esta é mais uma tática de manutenção do que uma tática de resposta, mas isso não a torna menos poderosa. Certificar-se de que o pH está na faixa adequada significa que é muito menos provável que aumente e muito mais fácil de diminuir, se necessário.

4. Adicione folhas de Catappa

Esta é outra maneira eficaz e natural de diminuir o pH em qualquer aquário de água doce. As folhas de Catappa (também chamadas de folhas de amêndoa indiana) podem ter um grande impacto na água do seu tanque e na vida dentro dele.

Folhas de Catappa espalhadas em uma mesa

Começando com o benefício óbvio primeiro, elas podem diminuir os níveis de pH. Essas folhas liberarão uma porção de taninos na sua água que farão um impacto na acidez ao longo do tempo.

Mas isso não é a única coisa que elas fazem.

Adicionar folhas de Catappa à sua água também pode proteger seu tanque contra infecções fúngicas e bacterianas! Embora isso possa parecer bom demais para ser verdade, foi cientificamente comprovado.

Muitos dos aquaristas mais experientes que conhecemos têm essas folhas em mãos para uso direto no tanque ou como estratégia de manutenção e prevenção.

Com essas, você não precisa se preocupar em enfiá-las no filtro como faria com o musgo de turfa. Basta desfiá-las o melhor que puder e adicioná-las diretamente ao seu tanque.

Não exagere nelas. Adicione gradualmente ao longo do tempo e teste os parâmetros da água conforme for adicionando.

5. Use osmose reversa

Este é um truque para diminuir o pH em aquários de peixes que muitos aquaristas não conhecem muito. Isso porque é um pouco mais complicado do que os outros métodos e requer que você tenha equipamentos específicos.

Não se pode discutir os resultados, no entanto!

A água criada por osmose reversa é a mais pura possível. Ela é desprovida de produtos químicos, dureza da água e é completamente neutra quando se trata de pH.

Este processo também remove quase todos os resíduos que se acumulam na água ao longo do tempo.

Isso significa que você terá muito mais consistência em relação às condições da água, tornando MUITO mais fácil diminuir o pH no aquário de peixes. Embora sempre exista um elemento de incerteza com os métodos naturais desta lista, o uso da osmose reversa lhe dá controle completo.

Obviamente, a desvantagem é o custo. Essas máquinas não são baratas e exigirão alguma manutenção ao longo de sua vida útil. É um pouco mais complexo do que simplesmente adicionar musgo de turfa ou folhas de Catappa!

Se você está procurando dar tudo de si e tem um tanque maior (esses não cabem em aquários nano), a osmose reversa é uma ótima escolha. Você poderá diminuir o pH no seu aquário com facilidade e manter condições altamente estáveis.

Certifique-se de obter leituras precisas

Um dos erros mais comuns que aquaristas iniciantes cometem está na qualidade de seus kits de teste. Eles compram um kit impreciso que frequentemente dá leituras falsas ou incorretas.

Isso os engana a pensar que precisam diminuir o pH no aquário deles quando realmente não precisam. Em outras palavras, isso os faz, sem saber, ferir os animais no habitat deles.

Faça um favor a si mesmo e obtenha um kit confiável para que você possa tomar decisões bem informadas. Aqui está o único que recomendamos:

Agora você está pronto

Agora que você aprendeu como diminuir o pH no seu aquário, não há nada a temer!

Quando se afasta a cortina, fica claro que muitas partes da aquariofilia são mais intimidantes sem o conhecimento adequado. Trata-se mais de ser consistente e se preocupar com o bem-estar de seus peixes!

Embora existam outros métodos para diminuir o pH em um aquário de água doce, não os incluímos por um motivo. As opções que listamos acima são eficazes, poderosas e confiáveis.

Muitas das outras táticas menos comuns não são.

Estamos sempre abertos para discutir novos métodos e truques para diminuir o pH, é claro (é assim que melhoramos e descobrimos novos truques). Mas para os propósitos deste guia, quisemos nos ater aos clássicos.

Se você tem outros métodos que está experimentando ou vendo sucesso, adoraríamos que compartilhasse conosco. Estamos sempre ansiosos para aprender e definitivamente consideraríamos adicionar qualquer coisa interessante a este guia no futuro!

Maria Oliveira

Maria é uma entusiasta da aquariofilia, dedicando seu tempo livre ao cuidado de seus aquários meticulosamente montados. Apreciadora da tranquilidade que seus peixes proporcionam, Maria mergulha profundamente no estudo das diferentes espécies, tornando-se uma referência em seu círculo social para tudo que diz respeito a esse fascinante hobby. Com paciência e dedicação, ela cultiva não apenas belos ambientes aquáticos, mas também um espaço de serenidade e beleza em sua própria vida.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações