23 Peixes de Água Doce Predatórios e Agressivos para Seu Aquário

Peixe Oscar macho agressivo procurando comida

Você já soube que alguns dos peixes de água doce mais agressivos para aquários também estão entre os mais populares?

Isto é algo que muitos aquaristas iniciantes não percebem de início, porque eles veem a agressividade como algo ruim. Pensávamos o mesmo quando começamos!

E existe uma razão simples para isso:

Muitos peixes agressivos são realmente muito legais! Você pode descobrir espécies com uma grande variedade de comportamentos e aparências interessantes se não tiver medo de um pouco de briguentice.

E quanto mais você aprende, mais percebe que a agressividade não é um traço assustador que deve te desencorajar de ter uma espécie de peixe em particular. Na verdade, uma vez que você saiba como gerenciar esta agressividade, tudo fica bastante simples!

Esta lista de peixes de água doce agressivos vai ajudar você a ver quais são as opções disponíveis e escolher uma espécie que lhe interesse.

Tabela de conteúdos

1. Barbo Tigre

Os barbos tigre têm reputação de serem peixes moderadamente agressivos. Eles têm propensão a beliscar nadadeiras esvoaçantes e intimidar espécies mais passivas. Como resultado, um planejamento adequado é essencial se você quiser mantê-los em um ambiente comunitário.

Barbo Tigre agressivo nadando em um aquário escuro
Barbo Tigre agressivo nadando em um aquário escuro

A boa notícia é que você pode facilmente manter um grupo de barbos tigre juntos. Eles são peixes cardume e preferem ficar em grupos de pelo menos seis. Muitas vezes, ter essa interação social vai ajudar a evitar o comportamento agressivo.

Manter uma família de barbos tigre juntos pode produzir um espetáculo deslumbrante no seu tanque. Esses peixes são cobertos por uma cor base alaranjado-amarelada. Complementando a cor base existem quatro listras verticais. Elas criam uma aparência de tigre, o que inspirou seu nome.

No geral, os barbos tigre são relativamente robustos. Eles toleram uma ampla gama de condições. Ainda assim, eles se saem melhor em águas macias com um pouco de acidez.

Os Tipos de Goldfish Mais Populares (Lista Atualizada)Os Tipos de Goldfish Mais Populares (Lista Atualizada)
  • Tamanho: 7,6 cm
  • Dificuldade: Iniciante-Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 75 litros

2. Tubarão de Cauda Vermelha

O tubarão de cauda vermelha é uma espécie de peixe divertida de se ter. Altamente ativo e naturalmente curioso, esses peixes passam a maior parte do tempo se movimentando para frente e para trás no fundo do tanque. Eles gostam de investigar todos os cantos e recantos do aquário.

Um tubarão de cauda vermelha nadando perto do fundo de um aquário de água doce
Um tubarão de cauda vermelha nadando perto do fundo de um aquário de água doce

Eles precisam de bastante espaço e um aquário bem decorado para realmente prosperar. Caso contrário, suas tendências agressivas se tornarão mais aparentes.

Visualmente, esses peixes são bastante simples. No entanto, é essa simplicidade que os torna lindos! O corpo inteiro é coberto com preto escuro. A única exceção é a nadadeira caudal, que é um vermelho vibrante.

Os tubarões de cauda vermelha vêm de lagos de água doce e riachos na Tailândia. Na natureza, os peixes são considerados criticamente em perigo. Felizmente, você ainda pode encontrá-los no comércio de aquariofilia.

Eles são muito resistentes e se adaptam bem à vida em cativeiro. Com o cuidado certo, esses peixes podem proporcionar a você muitos anos de diversão.

  • Tamanho: 15 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 140 litros

3. Ciclídeo Flowerhorn

Esta impressionante espécie de ciclídeo originalmente veio do Sudeste Asiático. No entanto, desde sua descoberta, se espalhou pelo mundo. Em áreas fora da Ásia, populações selvagens foram causadas por animais de estimação que foram liberados na natureza.

Um Ciclídeo Flowerhorn muito agressivo
Um Ciclídeo Flowerhorn muito agressivo

Os ciclídeos Flowerhorn são fáceis de identificar com sua coloração e forma. A característica mais proeminente do peixe é a protuberância nucal, que é muito grande nos espécimes machos. Lábios proeminentes, um queixo nodoso e olhos salientes completam as características físicas.

Quanto à cor, o peixe é predominantemente rosa. Um rosa Fuschia brilhante cobre a parte dianteira do corpo antes de desbotar para um tom mais suave perto da cauda. Várias grandes manchas pretas correm lateralmente no corpo para dar ao peixe alguns detalhes únicos.

Como muitas outras espécies de ciclídeos, os Flowerhorns são peixes bastante agressivos. Mas eles também são muito brincalhões. Eles são conhecidos por responder à interação humana e fazer um show!

  • Tamanho: 30 a 40 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 265 litros

4. Tetra Dentuça

Melhor em um tanque de espécie única, a tetra dentuça é um peixe atraente que vai adicionar muito brilho ao seu aquário. O peixe é coberto em um cinza prateado. Parte do corpo é semitransparente, o que só faz com que a parte brilhante se destaque ainda mais.

As 35 Melhores Plantas para Aquário com Baixa Luminosidade (Imperdível)As 35 Melhores Plantas para Aquário com Baixa Luminosidade (Imperdível)

Dois grandes pontos pretos são as marcas registradas da espécie. Um ponto está no centro do corpo enquanto o outro está na base da cauda. Você também notarádicas de amarelo na parte superior do corpo e respingos sutis de vermelho nas nadadeiras.

As tetras dentuças têm algumas peculiaridades comportamentais únicas. Quando mantidas com outras espécies (até mesmo outras tetras), elas têm má fama por arrancar escamas de peixes e comê-las! Desnecessário dizer, não é recomendado mantê-las com outros tipos de peixes.

O melhor é mantê-las em grupos de pelo menos 12. Grupos menores podem resultar em batalhas por dominância, então quanto mais peixes, melhor!

  • Tamanho: 12 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 210 litros

5. Peixe Facão Africano

O peixe facão africano é amplamente distribuído em toda a África ocidental e central. Eles vivem em rios densamente arborizados. Na maioria dos casos, eles ficam no leito do rio e procuram presas.

Em cativeiro, eles preferem condições de vida semelhantes. Os peixes facão africanos se saem melhor quando vivem em aquários com pouca luz decorados com plantas e galhos. Mantenha o movimento da água ao mínimo e dê ao peixe vários lugares para se esconder.

O peixe facão africano é um predador natural. Eles não se saem bem com outros. Mesmo aqueles da mesma espécie devem ser evitados para impedir disputas territoriais.

Alimentar esses peixes pode ser divertido de assistir. Como são predadores, eles preferem ter acesso a alimentos vivos. Você pode fornecer peixes danadinhos ou outras espécies de peixes vivos. Camarões, minhocas e sanguessugas também funcionam bem.

Se os alimentos vivos não estiverem disponíveis, os peixes facão africanos também aceitarão ração carnívora ou petiscos congelados ricos em proteína.

  • Tamanho: 50 a 75 cm
  • Dificuldade: Intermediário-Especialista
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 750 a 750 litros no mínimo

6. Ciclídeo Jaguar

Não é difícil ver por que o ciclídeo jaguar tem esse nome. O peixe é coberto com manchas pretas, dando-lhe a aparência de um Jaguar.

Um Ciclídeo Jaguar se movendo em direção ao fundo do tanque
Um Ciclídeo Jaguar se movendo em direção ao fundo do tanque

Curiosamente, o ciclídeo jaguar não começa desse jeito. Quando jovens, eles são prateados com um toque de ouro pálido. Listras grossas de preto envolvem a parte superior do corpo. Uma vez que o Ciclídeo fica mais velho, sua aparência muda para assumir aquelas icônicas manchas.

Os Melhores Peixes Come-caracóis para Seu AquárioOs Melhores Peixes Come-caracóis para Seu Aquário

Os ciclídeos jaguar são predadores ferozes. Eles são construídos para natação rápida e têm maxilas que se estendem muito para fora. Junte isso com nadadeiras espinhosas e você tem um peixe que está mais do que pronto para se proteger.

Com essa natureza predatória vem uma fome por alimento vivo. Quando são jovens, os peixes podem se contentar muito bem com ração e flocos. Mas adultos precisarão de alimentos ricos em proteínas. Eles se saem bem com peixes alimento, grilos, minhocas e mais.

  • Tamanho: 35 a 40 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 265 litros

7. Puffer Anão

Não deixe que a aparência fofa e discreta do puffer anão o engane. Eles são bastante agressivos e não têm problemas em brigar com outros peixes.

Um pequeno puffer anão nadando em um tanque muito plantado
Um pequeno puffer anão nadando em um tanque muito plantado

Como resultado, eles se saem melhor com outros peixes da mesma espécie. Apenas certifique-se de que haja espaço suficiente para que cada peixe tenha um tempo sozinho. Caso contrário, você pode enfrentar algumas disputas territoriais.

Um tanque bem decorado é obrigatório para esses peixes. Eles vêm de rios e lagos no sudoeste da Índia. Lá, as águas estão repletas de vida. Para manter seus peixes saudáveis, é melhor replicar essas condições da forma mais próxima possível.

Encha o tanque com toneladas de vegetação. As plantas atuarão como um esconderijo para o peixe sempre que ele estiver se sentindo um pouco ameaçado. O mesmo vale para formações rochosas e galhos.

Os puffers anões são criaturas curiosas, então não se surpreenda se você vê-los investigando cada centímetro do seu tanque.

  • Tamanho: 3,8 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 37 litros

8. Ciclídeo Lobo

Os ciclídeos lobo são peixes fortes com uma aparência intimidante. Seus corpos são bastante musculosos, o que ajuda quando estão perseguindo presas. Uma boca grande, mandíbulas robustas e alguns dentes afiados ajudam-nos a consumir presas também.

A cor base varia de um amarelo ouro rico a um prateado mais suave. Em cima disso, você encontrará pontos de azul, preto e roxo.

Uma coisa interessante sobre o ciclídeo lobo é sua inteligência percebida. Esses peixes são conhecidos por serem altamente astutos para qualquer coisa que esteja acontecendo fora do tanque. Você pode vê-los assistindo você se aproximar do tanque e alguns até seguirão você ou responderão à sua presença!

Os ciclídeos lobo são bastante ativos mesmo quando você não está olhando para eles. Eles requerem muito espaço aberto para natação e substrato arenoso macio para enterrar. Para fornecer algum abrigo, as pedras e abrigos decorativos também são bons.

  • Tamanho: 70 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 450 litros

9. Peixe Lobo Preto

Encontrado naturalmente em toda a bacia amazônica, o peixe lobo preto é um predador nato. Ele prefere ficar na parte inferior da coluna de água, onde pode manter um olho vigilante em qualquer presa que tenha a infelicidade de nadar.

A aparência do peixe ajuda a se mesclar bem em ambientes naturais. Está coberto em marrom e apresenta uma espessa listra lateral preta.

Em cativeiro, o peixe lobo preto faz um excelente destaque. É melhor mantido sozinho. Embora possa viver com outros peixes agressivos e de tamanho semelhante de movimento rápido.

Os peixes lobo pretos preferem águas mais quentes, entre 24 e 27 graus Celsius. Níveis de pH relativamente neutros também são preferidos. Embora o peixe possa tolerar algumas flutuações sem problemas.

Quanto à alimentação, presas vivas são sempre o melhor. Eles apreciam petiscar peixes e insetos vivos. Podem ser treinados em alimentos congelados. No entanto, esses alimentos precisam ser embalados com proteína para manter o peixe saudável.

  • Tamanho: 50 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 450 litros

10. Ciclídeo Zebra

Os ciclídeos zebra são uma das espécies mais populares da família Cichlidae. São uma bela espécie que adora ficar ativa. Normalmente, você pode encontrar esses peixes nadando na água aberta no meio da coluna de água.

Um Ciclídeo Zebra sendo mantido separado de outros peixes agressivos
Um Ciclídeo Zebra sendo mantido separado de outros peixes agressivos

A cor de fundo do peixe é cinza prateado. Complementando essa cor base estão várias listras verticais de preto. Elas criam um visual semelhante a uniformes de prisioneiros, o que é por que eles têm o nome de Ciclídeo Zebra.

Na iluminação certa, você também pode notar alguns pops aleatórios de cor. As nadadeiras assumem um brilho iridescente, criando um espectro cintilante de cores.

Embora possam ser peixes agressivos, os ciclídeos zebra são fáceis de gerenciar com um planejamento cuidadoso. Eles se saem melhor em tanques grandes com muitos esconderijos. Pedras, galhos e cavernas artificiais são essenciais para ajudar o peixe a se sentir seguro.

Quando você tem todas essas coisas, os comportamentos agressivos são menos prováveis.

  • Tamanho: 10 a 12 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 75 litros

11. Ciclídeo Jóia

A seguir está o ciclídeo jóia. Este peixe vem em uma variedade de diferentes morfos de cor. O mais popular é o vermelho clássico.

Um Ciclídeo Jóia perto do fundo de um aquário plantado
Um Ciclídeo Jóia perto do fundo de um aquário plantado

Esses peixes assumem uma cor alaranjado-avermelhada brilhante. Manchas azul-esverdeadas cobrem todo o corpo. Isso inclui as nadadeiras! As manchas brilham em condições de pouca luz, dando ao peixe sua aparência semelhante a uma jóia.

Como a maioria dos outros ciclídeos, as jóias são conhecidas por serem agressivas. No entanto, você pode facilmente gerenciar seus níveis de agressividade simplesmente fornecendo o ambiente certo.

Eles precisam de muito espaço para evitar ficar territoriais. Você também deve encher o aquário com plantas, pedras e esconderijos. O objetivo é dar aos seus peixes oportunidades de ter seu próprio espaço. Quando o tanque está lotado ou desprovido, os Ciclídeos Jóia não têm nada em que se concentrar além dos companheiros de tanque, o que poderia levar a brigas.

  • Tamanho: 15 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 75 litros

12. Severum

Também conhecidos como Ciclídeos Listrados, os Severums são endêmicos da América do Sul. Eles geralmente são encontrados na parte norte da região amazônica, vivendo em riachos e lagos.

Um pequeno peixe Severum
Um pequeno peixe Severum

Os Severums são, sem dúvida, um dos peixes mais interessantes da família Ciclídeo. Um perfil arredondado é criado por uma testa proeminente e um queixo raso. Os machos também têm marcas vermiformes distintas na cabeça.

Na maior parte, os Severums são pacíficos em comparação com outras espécies de Ciclídeos. Eles se saem bem em aquários comunitários e muitas vezes não causam problemas.

No entanto, tudo muda quando chega a hora de desovar. Severums protegem ferozmente seus ovos e alevinos. Eles recorrerão à agressão para manter seus filhotes seguros.

Por esse motivo, é melhor mover os pares de acasalamento para um tanque de reprodução separado. Lá, eles podem cuidar de seus filhotes sem ter que se preocupar com questões territoriais.

  • Tamanho: 20 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 210 litros

13. Tubarão Arco-Íris

Apesar de seu nome, os tubarões arco-íris não são tubarões. Na verdade, eles pertencem à mesma família dos peixinhos. Mas não se deixe enganar pensando que eles são pacíficos.

Os tubarões arco-íris são semiagressivos. Eles não atacarão outros peixes com o objetivo de brigar. Em vez disso, eles frequentemente entrarão em escaramuças quando outros invadem seu espaço.

Quando você tem um tanque bem decorado com muito espaço, o comportamento agressivo é mantido a um mínimo.

Muitas vezes confundidos com tubarões de cauda vermelha, os tubarões arco-íris têm muitos recursos físicos semelhantes. Por um lado, eles são cobertos em preto escuro e têm uma cauda vermelha brilhante. No entanto, os tubarões arco-íris têm vermelho em todas as suas nadadeiras, não apenas na cauda.

A nadadeira também pode assumir um tom alaranjado em vez do vermelho. De qualquer forma, esses peixes são lindos e podem atrair muita atenção no seu tanque.

  • Tamanho: 15 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 190 litros

14. Bichir

Aqui está uma espécie única que pode distinguir seu aquário dos outros. Os bichirs são fósseis vivos que existem há milhões de anos. Eles continuam a viver nas partes nordeste da África.

Um Bichir descansando no fundo de um aquário de água doce
Um Bichir descansando no fundo de um aquário de água doce

O Bichir parece um cruzamento entre um peixe e uma enguia. Eles têm corpos longos e esbeltos completos com algumas nadadeiras lindas. As nadadeiras dorsais, em particular, são muito únicas. O peixe tem várias nadadeiras triangulares que correm ao longo de suas costas.

Os bichirs são resistentes e podem tolerar uma ampla gama de condições. Eles também não são exigentes quanto às decorações. Esses peixes têm visão muito ruim. Para procurar alimento, eles dependem de seus outros sentidos.

Esses peixes residem na parte inferior da coluna de água. O substrato arenoso é recomendado, pois a gravilha pode ser áspera em suas barrigas e causar ferimentos.

Os bichirs são carnívoros naturais, então eles podem exibir tendências agressivas. Eles não são tão hostis como algumas outras espécies, mas podem mirar sem querer em companheiros de tanque pequenos pensando que são comida.

  • Tamanho: 25 a 60 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 340 litros

15. Hoplias Aimara

O Hoplias Aimara é outra espécie de destaque que você não vê com muita frequência no comércio de aquariofilia. Eles podem ser difíceis de cuidar devido às suas necessidades únicas. Mas aquaristas habilidosos costumam ter muito sucesso com esses peixes e acabam cuidando deles por muitos anos.

Também conhecido como Peixe Lobo Aimara, essas criaturas são predadores ferozes. Apesar de ter um corpo volumoso, eles são nadadores ávidos que podem perseguir presas sem perder uma batida.

Depois que eles pegarem sua presa, eles usarão seus dentes afiados para agarrá-los!

Em cativeiro, o Hoplias Aimara passará a maior parte do tempo relaxando no fundo do tanque. Eles podem ficar parados por muito tempo, o que torna sua natação rápida um pouco surpreendente!

O Hoplias Aimara é adaptável e pode viver em uma ampla gama de condições. Contanto que você tenha espaço suficiente, eles podem prosperar no seu aquário.

  • Tamanho: 75+ cm
  • Dificuldade: Especialista
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 750+ litros

16. Ciclídeo Diabo Vermelho

Se você quer um peixe carismático com o qual possa interagir, o ciclídeo diabo vermelho é uma boa escolha. Esses peixes podem desenvolver fortes laços com seus donos. Eles assistirão você se aproximar do tanque e até podem implorar por comida quando estiverem com fome!

Uma espécie de peixe de água doce muito agressiva conhecida como Ciclídeo Diabo Vermelho
Uma espécie de peixe de água doce muito agressiva conhecida como Ciclídeo Diabo Vermelho

A beleza do ciclídeo diabo vermelho só aumenta sua popularidade. O peixe tem aquele perfil típico dos ciclídeos. Mas eles têm grandes protuberâncias nucais na cabeça, nadadeiras pontiagudas e um corpo corpulento que exala força.

Enquanto isso, sua coloração os destaca no tanque. A maioria dos espécimes é de um vermelho brilhante, daí o seu nome. No entanto, você também pode encontrar morfos marrons, cinzentos, amarelos e brancos.

Os ciclídeos diabo vermelho são agressivos e não se dão muito bem com outros peixes. Eles também têm o hábito de destruir plantas ou decorações!

Apesar de tudo isso, esses peixes são uma alegria para cuidar. Eles são peixes ativos que nunca ficam entediados!

  • Tamanho: 38 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 140 litros

17. Ciclídeo Umbee

Os ciclídeos Umbee são outro lindo peixe que pode animar seu aquário. Esses peixes têm uma cor base que varia do marrom ao verde oliva. Explosões de turquesa cintilante cobrem o peixe da cabeça à cauda, resultando em uma linda exibição de cores nas condições certas.

Na natureza, os ciclídeos Umbee vivem em riachos e lagos rochosos. Seu aquário deve ser modelado após esses habitats naturais. Inclua muitas rochas grandes para o peixe explorar e se esconder. Alguns galhos e plantas também são bons.

Eles preferem temperaturas entre 22 e 27 graus Celsius. Para o nível de pH, os ciclídeos Umbee gostam das coisas no lado alcalino. Níveis entre 7,1 e 8,0 são preferidos.

Este é um peixe que se sai melhor na solidão. Eles podem viver em pares, mas você nunca deve manter dois machos juntos. Um par macho e fêmea é o melhor. Isso é especialmente verdadeiro se você está procurando criar um par vinculado para reprodução.

  • Tamanho: 50 cm
  • Dificuldade: Intermediário-Especialista
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 680 litros

18. Arowana Prateado

A arowana prateada é considerada por muitos a prova final definitiva para os aquaristas. Eles são altamente procurados e podem ser muito difíceis de cuidar. Assim, muitos aquaristas constroem suas habilidades para um dia possuir um desses notáveis peixes.

Uma Arowana Prateada nadando perto da superfície do tanque
Uma Arowana Prateada nadando perto da superfície do tanque

Esta espécie é um peixe listrado. Isso significa que tem um corpo longo e esguio. Eles parecem chatos de lado e se assemelham a uma fita.

Nadadeiras dorsais e anais largas se estendem do meio do corpo até a cauda afilada. As nadadeiras parecem tão uniformes que pode ser difícil distinguir onde a nadadeira dorsal termina e a nadadeira caudal começa.

As arowanas prateadas são um dos peixes mais predatórios no comércio. Elas têm enormes maxilas articuladas que podem engolir outros peixes instantaneamente! É possível manter arowanas prateadas com outros peixes. Mas tudo depende do temperamento e dos níveis de agressividade do seu peixe.

Felizmente, elas são lindas por si só e não se importam em viver na solidão.

  • Tamanho: 90 cm
  • Dificuldade: Especialista
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 950 litros

19. Ciclídeo Texas

Geralmente encontrado no Rio Grande, o ciclídeo texas é um verdadeiro chamariz. Eles adicionam toneladas de cor neon ao seu tanque quando as condições estão corretas.

Um agressivo ciclídeo texas patrulhando seu território
Um agressivo ciclídeo texas patrulhando seu território

A cor de fundo do peixe é cinza escuro ou marrom. Mas várias manchas de azul iridescente cobrem o corpo. Alguns espécimes também têm grandes pontos pretos, que geralmente ficam sob aquelas manchas cintilantes de azul.

Os ciclídeos texas são nadadores ágeis. Assim, eles requerem muito espaço aberto para natação. Forneça uma mistura de areia e cascalho fino para o substrato. Em seguida, introduza plantas e rochas com moderação.

Ao contrário de outras espécies de ciclídeos, esses peixes preferem mais espaço aberto do que vegetação densa.

Quando jovens, os ciclídeos texas são bastante pacíficos. Eles podem se dar bem com outras espécies pacíficas sem problemas comportamentais. Mas isso muda quando eles atingem a idade adulta.

Na natureza, esses peixes vivem uma vida de solidão. Eles podem ser mantidos com outros peixes agressivos, mas precisarão de um ambiente espaçoso.

  • Tamanho: 30 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 190 litros

20. Ciclídeo Peacock

Muitas pessoas confundem este peixe com um grande mouth Bass padrão. Apesar de sua aparência semelhante, o ciclídeo peacock pertence à família Cichlidae.

Tem alguns lindos padrões de cores. Você encontrará seções de verde oliva que fazem transição para um amarelo brilhante. Toques de vermelho e branco também são comuns, assim como manchas pretas e uma marca característica dos olhos na cauda.

Uma razão pela qual as pessoas podem confundir esse peixe com um bass é que ele é usado como peixe esportivo no sul da Flórida. Eles foram introduzidos em canais e lagos. Ao contrário de outras espécies introduzidas em novos habitats, o ciclídeo peacock prospera nesta área. Na verdade, até melhorou as populações de outros peixes!

Em aquários, o peixe ciclídeo peacock pode ser difícil de lidar. Não só são agressivos, mas também produzem uma quantidade considerável de resíduos. Para evitar que a amônia e os nitratos afetem sua saúde, um sistema de filtragem sólido é obrigatório.

  • Tamanho: 75 cm
  • Dificuldade: Intermediário-Especialista
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 750 litros

21. Peixe Oscar

Uma das espécies de ciclídeos mais identificáveis ​​do mundo é o oscar. Também conhecido como Ciclídeo Veludo, esses peixes são incrivelmente populares no comércio de aquariofilia.

Peixe Oscar macho agressivo procurando comida
Peixe Oscar macho agressivo procurando comida

Na maior parte preto, o corpo do peixe é acentuado com cores de laranja, vermelho e cinza. Essas cores se combinam para criar uma aparência verdadeiramente única que você tem que ver para apreciar!

Na maior parte das vezes, os ciclídeos oscar não são muito difíceis de cuidar. Eles se adaptam bem à maioria das condições, desde que você siga os parâmetros aceitos. Você nem precisará de nenhuma filtragem ou geradores de corrente especiais.

Esses peixes também são fáceis de alimentar. Ao contrário de outros peixes desta lista, os oscares não são carnívoros puros. Eles aceitarão alimentos processados ​​e beliscarão plantas.

O principal problema que você pode enfrentar é o temperamento. Os ciclídeos oscar são conhecidos por intimidar e comer qualquer peixe vulnerável. Se você quiser adicionar alguns companheiros de tanque, certifique-se de obter peixes agressivos que possam defender-se contra o oscar.

  • Tamanho: 25 a 30 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 140 litros

22. Peixe Jack Dempsey

Nomeado em homenagem ao famoso boxeador, o peixe Jack Dempsey é uma espécie resistente que se sai bem em aquários domésticos. Ele pode tolerar temperaturas mais quentes que a maioria dos peixes, dando a você um pouco de folga quando as condições saem do controle.

Um peixe Jack Dempsey nadando rapidamente
Um peixe Jack Dempsey nadando rapidamente

Existem vários tipos de peixe Jack Dempsey. O mais comum é coberto com pontos iridescentes de azul, ouro e até roxo. Essas cores se assentam sobre um pano de fundo cinza neutro.

O motivo pelo qual esses peixes recebem o nome de Jack Dempsey é o rosto deles! Como o boxeador, eles têm fortes músculos faciais. Seus corpos também são bastante fortes e ágeis.

Tecnicamente falando, esses peixes são ciclídeos. Assim, eles têm o temperamento para combinar. Existem variantes mais dóceis, mas a maioria dos peixes Jack Dempsey que você encontrará no comércio é agressiva.

Para manter as brigas ao mínimo, adicione pedras, galhos e cavernas ao tanque. Eles são criaturas territoriais, então esconderijos darão a eles um espaço para reivindicar como seu.

  • Tamanho: 25 a 38 cm
  • Dificuldade: Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 140 litros

23. Mini Dovii

O Mini Dovii é um peixe raro com muito a oferecer. Também conhecido como Ciclídeo Peneira, esses peixes fazem lindos acréscimos ao tanque certo.

O corpo do peixe é coberto em pontos vermelhos. O que é interessante sobre essa coloração é que os pontos parecem quase uniformes. No lado do peixe, muitos dos pontos se alinham perfeitamente para criar um padrão linear distinto.

Maiores manchas pretas geralmente se mesclam com a cor de fundo do peixe. Você também pode ver algumas bordas vermelhas vivas na nadadeira.

Os peixes Mini Dovii são muito territoriais. Esse comportamento está presente o tempo todo. Mas fica mais perceptível quando outros Mini Dovii estão no tanque.

Se o Mini Dovii estiver vivendo com outros ciclídeos agressivos, eles tendem a se preocupar menos com brigas. Como sempre, forneça muitas decorações no tanque para evitar linhas de visão desobstruídas.

  • Tamanho: 30 cm
  • Dificuldade: Iniciante-Intermediário
  • Tamanho Mínimo do Aquário: 280 litros

Conclusão

Como você pode ver, alguns dos peixes de água doce mais agressivos na verdade têm muito a oferecer. Você provavelmente já ouviu falar de muitos deles!

Desde que você siga as diretrizes e recomendações de cuidados não há na verdade muito com o que se preocupar ao possuir essas espécies. Mas isso ainda não estraga o quão únicos e emocionantes eles podem ser.

Esperamos que esta lista ajude você a escolher a próxima espécie para seu aquário doméstico. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para nos enviar uma mensagem diretamente. Estamos sempre dispostos a ajudar nossos leitores!

Maria Oliveira

Maria é uma entusiasta da aquariofilia, dedicando seu tempo livre ao cuidado de seus aquários meticulosamente montados. Apreciadora da tranquilidade que seus peixes proporcionam, Maria mergulha profundamente no estudo das diferentes espécies, tornando-se uma referência em seu círculo social para tudo que diz respeito a esse fascinante hobby. Com paciência e dedicação, ela cultiva não apenas belos ambientes aquáticos, mas também um espaço de serenidade e beleza em sua própria vida.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações