Copperband Butterflyfish: Dieta, Vida e Companheiros

Olá fellow aquaristas de água salgada! Bem-vindos ao nosso guia sobre como cuidar do fascinante Peixe-borboleta listrado! 

Estas criaturas vibrantes e graciosas são uma adição encantadora a qualquer aquário de água salgada, e estamos aqui para ajudá-lo a dar a elas o amor e os cuidados que merecem. Este peixe é recomendado para um hobbyista experiente, mas se você é novato, não se preocupe, temos algumas informações e dicas valiosas que farão com que seu peixe-borboleta listrado se sinta em casa. 

Então, vamos mergulhar juntos e explorar o mundo encantador desses lindos peixes!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

O Peixe-borboleta listrado é nativo de recifes de corais e costas rochosas em águas do Oceano Pacífico Ocidental. Eles são bem adaptados a uma variedade de ambientes tropicais de até 80 pés de profundidade e podem ser encontrados na Austrália, Indonésia, Filipinas e Cingapura. 

O Chelmon rostratus (nome científico), também chamado de Peixe-borboleta focinho longo, Peixe-borboleta listrado australiano ou Peixe-coral de bico longo, é distinguido por seus padrões de coloração distintos e focinho comprido. Os Peixes-borboleta listrados são carnívoros e demonstraram agressividade territorial. Na maioria dos casos, é mais seguro manter apenas um por aquário. 

Nota do Autor: Embora esses peixes possam chamar sua atenção na loja de animais, eles não são recomendados para aquaristas iniciantes. Devido aos seus hábitos alimentares exigentes e às necessidades rígidas de cuidados, é melhor deixá-los para os experts com aquários estabelecidos.

Aparência

Este peixe é famoso por suas faixas laranja-dourado e branco pérola ou cobre vibrantes (daí o nome listrado) que correm em ambos os lados de seu corpo. Essas faixas grossas são contornadas com pequenas listras pretas. Na extremidade da barbatana dorsal, há uma mancha escura que se assemelha à forma de um olho. Acredita-se que esse recurso seja usado para confundir e deter possíveis predadores.

Este tipo de peixe-borboleta tem um corpo triangular comprimido com um longo e proeminente bico. Sua aparência em forma de disco permite que ele se mova rapidamente para dentro e para fora de espaços apertados enquanto caça comida. Os lados laterais são arredondados como os de um peixe-anjo. Há também vários espinhos dorsais rígidos usados ​​para defesa que podem causar danos se o peixe for manuseado incorretamente.

Um Peixe-borboleta listrado nadando em um aquário de água salgada

Expectativa de Vida

As condições do tanque e o nível de cuidados que você proporciona determinarão em grande parte a expectativa de vida do seu peixe-borboleta listrado. Em média, eles vivem cerca de seis anos. Se você atender à dieta ideal, aos parâmetros do tanque e aos padrões de estresse, você pode esperar que seu Peixe-borboleta listrado tenha uma expectativa de vida de até 10 anos.

Tamanho Médio

Na natureza, os Peixes-borboleta listrados têm um tamanho médio de 20 cm, enquanto em cativeiro apenas 10-15 cm. Em relação à diferença de tamanho entre machos e fêmeas, não há nenhuma, já que eles têm praticamente o mesmo tamanho. 

Blastomussa Coral: Tipos, Cuidados e Alimentação IdealBlastomussa Coral: Tipos, Cuidados e Alimentação Ideal

Cuidados com o Peixe-borboleta Listrado

O Chelmon rostratus será uma excelente adição ao seu tanque, desde que você esteja disposto a atender aos seus altos requisitos de cuidados. O cuidado com o Peixe-borboleta listrado consiste em fornecer uma dieta específica, bem como parâmetros de água particulares que correspondam ao seu habitat original de água salgada. Esses peixes devem ser deixados para aquaristas experientes que têm tempo e recursos para lentamente aclimatá-los à vida em cativeiro.

Tamanho do Tanque

Para um Peixe-borboleta listrado, o tamanho de tanque recomendado é de no mínimo 75 galões e, se você tiver espaço, tente ir para 100 galões. Se você tiver um par ligado, é melhor optar por um tamanho mínimo de tanque de cerca de 125 galões. Colocar seu peixe-borboleta em um pequeno aquário pode piorar suas tendências agressivas e levar a ferimentos.

Parâmetros da Água

Temperatura da água: 24°C a 27°C

Níveis de pH: 8,1 a 8,4

Dureza da água: 8 a 12 dKH

Gravidade específica: 1,020 a 1,025

Configuração do Tanque

Use várias camadas de cascalho triturado ou areia como substrato. Esses peixes precisam de muita variedade e emoção para mantê-los entretidos e satisfeitos. Ao criar sua paisagem, considere adicionar vários esconderijos e locais de alimentação onde eles possam caçar. Eles tendem a se concentrar em estruturas de rocha viva que provavelmente acumularão pedaços de comida.

Seus ambientes de recife naturais estão cheios de fissuras e cavernas que os peixes-borboleta podem reivindicar como seu território. Esses peixes sensíveis podem ficar facilmente estressados ​​ou doentes se as condições no tanque fluctuarem. É vital manter a temperatura, a qualidade da água e a iluminação o mais consistentes possível.

Nota do Autor: Esses peixes podem tolerar movimentos rápidos de água, mas preferem uma corrente lenta e constante. Isso torna mais fácil para eles procurar alimento e se esconder rapidamente. Você não precisa se preocupar em adicionar um borbulhador para esta espécie.

Iluminação

Como os Peixes-borboleta listrados geralmente vivem tão perto da superfície, eles estão acostumados com ciclos diários regulares de dia e noite. Sinta-se à vontade para manter seu sistema de iluminação ligado entre oito e doze horas por dia. Deve haver algumas áreas sombreadas onde eles se sentirão confortáveis ​​para se esconder.

Red Coris Wrasse: Dieta, Companheiros e Tamanho do TanqueRed Coris Wrasse: Dieta, Companheiros e Tamanho do Tanque

Filtragem

Seu peixe-borboleta é incrivelmente sensível a mudanças de água. Flutuações na dureza, pH, qualidade da água ou gravidade específica afetarão rapidamente a saúde do peixe. Para os melhores resultados, invista em um filtro potente que manterá sua água limpa, clara e bem oxigenada. Troque cerca de 10% do volume a cada duas semanas.

Aclimatação

Um Peixe-borboleta listrado não deve ser adicionado a um tanque com menos de seis meses. A síndrome de tanque novo pode ser um fim rápido e mortal para sua nova adição. Depois de comprar um novo peixe-borboleta, mantenha-o seguro transferindo-o temporariamente para um tanque de quarentena.

Nota do Autor: Esta espécie se recusará a se alimentar se estiver muito estressada ou nervosa. Um tanque separado dá a ela uma chance de se aclimatar pacificamente sem lutar com outros por comida.

Mesmo que você forneça os nutrientes e as condições da água perfeitos, ainda assim deve estar preparado para a possibilidade de seu peixe-borboleta simplesmente não comer. Nessa situação, você deve devolver o peixe antes que ele morra.

O Peixe-borboleta Listrado é Seguro para Recife?

Os Peixes-borboleta listrados geralmente são considerados seguros para recifes. No entanto, embora eles não procurem ativamente seus corais, ainda há uma chance de danificá-los levemente ao procurar alimento. Eles também são carnívoros, o que significa que seus camarões, amêijoas e moluscos podem estar em perigo.

Muitos proprietários de peixes-borboleta não têm problemas em manter pólipos de coral no tanque com esses lindos peixes. Você deve ter cautela ao adicionar este peixe se não estiver disposto a tolerar qualquer beliscão em sua coleção de invertebrados.

Doenças Comuns Possíveis e Prevenção

Comprar um peixe-borboleta infectado poderia rapidamente colocar todo o seu tanque em risco. As condições comuns a serem observadas são as seguintes:

  • Ictio, ou doença de ponto branco marinha, pode causar manchas brancas e lesões em seu peixe. 
  • Veludo marinho aumentará a frequência cardíaca e criará um revestimento de cor enferrujada. 
  • O viral Lymphocystis também é altamente contagioso e produz inchaços e crescimentos brancos. 
  • Uronema marinum cria lesões que podem ser difíceis de curar.

Como a maioria das doenças requer tratamentos agressivos com água que o Peixe-borboleta listrado não pode tolerar, a opção mais eficaz é a prevenção. Evite superlotação, companheiros de tanque hostis e condições estressantes. 

Nota do Autor: Antes de comprar um desses peixes, examine-o minuciosamente para detectar quaisquer marcas, manchas, infecções ou outros sinais de doença estranhos. Todas as novas adições ao seu tanque devem ser colocadas em quarentena até que esteja claro que elas estejam saudáveis e livres de doenças.

Alimentação e Dieta

Na natureza, os Peixes-borboleta listrados comem vermes, anêmonas-do-mar, camarões, plâncton e esponjas. O processo de envio e processamento geralmente resulta nesses peixes perdendo peso, mas dadas as nutrientes certas, eles podem se recuperar e prosperar. Certifique-se de obter um peixe saudável pedindo para vê-lo comendo antes da compra.

Bicolor Blenny: Dieta, Doenças e Companheiros de TanqueBicolor Blenny: Dieta, Doenças e Companheiros de Tanque

Eles provavelmente serão comedores exigentes quando chegarem pela primeira vez. Atraia seu novo Peixe-borboleta listrado com alimentos como artemia viva, minhocas negras ou amêijoas. Você também pode esconder camarões mysis congelados e minhocas em frestas de rochas próximas para imitar seus comportamentos alimentares naturais. Ração em flocos ou grânulos de alta proteína suplementares podem ser adicionados conforme necessário.

É possível que eles só aceitem alimentos vivos como moluscos. Você pode descobrir que precisa alimentá-los várias vezes por dia até que eles estejam mais receptivos a outras opções. Abstenha-se de alimentá-los em excesso, pois isso pode sobrecarregar seus sistemas digestivos. Se você tiver sorte, seu Peixe-borboleta listrado pode ser parcial a comer a população invasiva de Aiptasia no seu tanque.

Nota do Autor: Aiptasia são anêmonas-do-mar tropicais conhecidas principalmente como pragas em aquários porque estressam o coral e ferem os peixes.

Comportamento e Temperamento

Você pode esperar que esses peixes sejam geralmente pacíficos. Quando se sentem ameaçados, eles são mais propensos a reagir agressivamente e defender seu território. Se não estiverem acasalados, os peixes-borboleta listrados não têm problemas em viver vidas solitárias.

Ao observá-los durante o dia, você pode encontrá-los pastando, procurando alimento ou se escondendo sob saliências rochosas. Eles geralmente ficam nas áreas médias e inferiores enquanto procuram pedaços carnudos. Esses peixes criativos usam seus focinhos longos e ágeis para cutucar em intervalos que outros companheiros de tanque não conseguem acessar.

Quando assustados, eles se precipitarão para a segurança em uma área sombreada ou caverna. Se estiverem muito frios, estressados ​​ou doentes, podem parar de se alimentar e ficar mais letárgicos ou agressivos.

Companheiros de Tanque e Predadores do Peixe-borboleta Listrado

Peixes-borboleta listrados não se misturam bem com outros da mesma espécie. Eles podem defender violentamente seus territórios contra ameaças percebidas, resultando em estresse excessivo e escamas danificadas. Você também deve evitar colocá-los em um tanque com invertebrados, que provavelmente comerão.

Considere escolher peixes pequenos a médios amigáveis ​​que não competirão com seu peixe-borboleta por comida. Peixes maiores e mais predatórios devem ser monitorados de perto.

Alguns dos melhores companheiros de tanque para seu Peixe-borboleta listrado incluem:

Um Chelmon rostratus procurando comida

Reprodução

Peixes-borboleta listrados são notoriamente difíceis de se reproduzir em cativeiro. Em seu ambiente de recife natural, eles formam pares reprodutivos monogâmicos. A fêmea irá desovar ovos em uma superfície rochosa, que o macho então fertilizará. Quando esses ovos eclodem, as crias têm uma placa única que as protege de predadores.

A reprodução em cativeiro não é recomendada, pois o Peixe-borboleta listrado pode lutar até a morte se alojado com outros peixes-borboleta. Como machos e fêmeas são essencialmente idênticos, pode ser impossível determinar corretamente seu sexo. Se você tentar fazer um casal, é vital monitorar cuidadosamente seu peixe-borboleta para garantir que eles não se machuquem.

Nota do Autor: Se a agressão persistir, você deve mover um dos peixes-borboleta para outro tanque. Mesmo que você tenha sorte em estabelecer um par, é raro que eles desovem e chocam ovos com sucesso. Manter os alevinos e juvenis adequadamente alimentados costuma ser mais difícil do que cuidar dos adultos.

Conclusão

Esperamos que este guia tenha sido um companheiro útil em sua jornada para fornecer os melhores cuidados para o seu peixe-borboleta listrado. Lembre-se, essas elegantes criaturas requerem um pouco mais de atenção, mas as recompensas realmente valem a pena.

Assistir a eles nadando graciosamente pela água, exibindo suas cores vibrantes, trará a você alegria e tranquilidade sem fim. Ao criar um ambiente adequado, manter a nutrição adequada e ter cuidado com seus companheiros, você pode garantir um peixe-borboleta listrado feliz e próspero. 

Então, continue aprendendo, experimentando e compartilhando suas experiências com outros aquaristas.  Se quiser aprender mais sobre outros peixes, confira nossos Guias de Cuidados Marinhos e não se esqueça de marcar a gente no Facebook quando compartilhar uma boa foto do seu Peixe-borboleta Listrado!

Maria Oliveira

Maria é uma entusiasta da aquariofilia, dedicando seu tempo livre ao cuidado de seus aquários meticulosamente montados. Apreciadora da tranquilidade que seus peixes proporcionam, Maria mergulha profundamente no estudo das diferentes espécies, tornando-se uma referência em seu círculo social para tudo que diz respeito a esse fascinante hobby. Com paciência e dedicação, ela cultiva não apenas belos ambientes aquáticos, mas também um espaço de serenidade e beleza em sua própria vida.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações