Shubunkin Goldfish 101: Tudo que Você Precisa Saber

O Shubunkin é um peixe popular e interessante que conquistou a atenção de aquaristas de todo o mundo. Não é difícil ver por que, quando você considera suas cores atraentes, personalidade animada e facilidade nos cuidados!

Mas, apesar de tudo isso, há muita informação errada sendo compartilhada on-line sobre essa espécie. Algumas das recomendações que vimos nos deixam muito preocupados.

Então vamos esclarecer um pouco as coisas. Este guia vai cobrir tudo o que você precisa saber sobre o cuidado com o Shubunkin e prepará-lo para a propriedade. Você aprenderá sobre seu tamanho, expectativa de vida, dieta, tamanho do tanque, reprodução e mais!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Às vezes referido como Calico ou Goldfish Pintalgado, o Shubunkin é uma bela adição a tanques e lagoas externas.

Conhecido por sua intensa coloração e nadadeiras fluidas, é um espetáculo de se admirar. Junte isso com sua natureza ativa e você tem um peixe que nunca fica entediante!

Como um tipo de Goldfish, o Shubunkin é um produto de melhoramento seletivo. Os peixes de hoje são descendentes da Carpa Prussiana. Embora a história ainda esteja um pouco nebulosa sobre como esses peixes surgiram, acredita-se que os Shubunkins foram desenvolvidos primeiramente no Japão por volta de 1900.

Hoje, o Shubunkin é um pilar em lojas de peixes ao redor do mundo! Eles estão prontamente disponíveis para adicionar alguma vida colorida ao seu aquário.

Tamanho Médio do Shubunkin

Como outras espécies de goldfish, os Shubunkins crescerão com base no seu ambiente. Em um aquário padrão, você pode esperar que o tamanho médio de um Shubunkin adulto alcance cinco ou seis polegadas.

Nota do autor: No entanto, quando eles têm acesso a uma lagoa espaçosa, podem crescer até 12 a 14 polegadas. Alguns Shubunkins inclusive ultrapassaram isso, chegando a medir mais de 18 polegadas de comprimento!

Expectativa de vida

Com os cuidados adequados, a expectativa de vida típica de um Shubunkin é de 10 a 15 anos. Isso assumindo que eles estejam em um habitat com condições adequadas de água e uma boa alimentação.

Plakat Betta: Dieta, Companheiros de Tanque e MaisPlakat Betta: Dieta, Companheiros de Tanque e Mais

Se você tiver sorte, seu Shubunkin poderá ter uma vida ainda mais longa. Não é incomum ver esses peixes vivendo por mais de duas décadas em lagoas bem mantidas.

Como qualquer outra espécie, manter esses peixes em habitats inadequados pode levar a doenças e morte prematura.

Aparência e Tipos

Os Shubunkins podem ser categorizados em três tipos diferentes. São eles Shubunkins Americano, Bristol e Londres.

Embora todos tenham requisitos de cuidados semelhantes, existem algumas diferenças sutis na aparência.

O Shubunkin de Londres é o mais comum. Eles tipicamente têm uma cauda curta e um corpo esguio. As nadadeiras também costumam ser mais arredondadas.

O Shubunkin Americano tem uma cauda mais longa com uma fenda profunda e dramática. Parece semelhante à cauda de um Cometa. Alguns acreditam que a variedade americana está mais próxima do Shubunkin original japonês.

Shubunkin perto da superfície da água

Finalmente, há o Shubunkin Bristol. Ele tem uma cauda mais cheia, com formato de letra "B". É uma forma distinta impossível de não notar. Os Bristol Shubunkins são mais raros e geralmente vêm com uma etiqueta de preço mais alta também.

Além dessas características variadas, todos os Shubunkins compartilham alguns traços. A cabeça desse peixe geralmente é ampla, mas curta. Seus corpos têm um corte liso, enquanto a nadadeira dorsal expansiva quase sempre está ereta.

O traço mais notável do Shubunkin é sua cor. Eles assumem tons de amarelo, vermelho, laranja, branco, cinza e até azul. As manchas azuis são as mais especiais, já que é raro em Goldfish.

Essas cores se combinam para criar um visual distinto de Calico. A maioria dos Shubunkins também são bastante pintalgados, tornando cada um único.

Dwarf Water Lettuce: O Guia Completo para CuidadosDwarf Water Lettuce: O Guia Completo para Cuidados

Cuidados com o Shubunkin

Se você está pensando em ter um desses peixes, há muito a esperar! Os cuidados com o Shubunkin são bastante simples, já que eles são bastante resistentes. Eles se saem bem em cativeiro e podem prosperar em condições que outros peixes não suportam.

Dito isso, você ainda precisa estar comprometido a proporcionar as melhores condições e cuidados possíveis. Para ajudá-lo a fazer isso, abaixo estão algumas diretrizes importantes de cuidados.

Tamanho do Tanque

Você verá muitas informações contraditórias sobre o tamanho ideal do tanque para Shubunkins. A verdade é que esses peixes podem se adaptar a habitats menores. No entanto, eles se saem melhor em maiores.

Alguns aquaristas dirão que seu tanque deve ter pelo menos 15-20 galões, e eles estão tecnicamente corretos. Esse tamanho de tanque é suficiente para manter um único Shubunkin vivo, mas você pode fazer melhor.

Em vez disso, recomendamos criar esses peixes em tanques de 75 galões, se possível. 75 galões proporcionarão muito mais espaço de natação para o peixe, o que é muito importante para sua saúde e felicidade geral.

Nota do autor: Se você quiser proporcionar o melhor ambiente possível, use uma lagoa externa. Embora não seja obrigatório, os Shubunkins se saem melhor quando têm habitats expansivos para vagar.

Parâmetros da Água

Como outros tipos de goldfish, os Shubunkins geralmente precisam de águas mais frias do que peixes tropicais. Eles preferem viver em águas bem oxigenadas com pH relativamente neutro.

O interessante sobre os Shubunkins é que eles podem tolerar algumas temperaturas acima de zero. É por isso que são uma boa escolha para lagoas. Claro, sempre recomendamos usar um aquecedor para evitar essas temperaturas extremas. Mas se uma mudança de temperatura for gradual e cair apenas alguns graus por dia, eles não deveriam sofrer nenhum efeito negativo.

Aqui estão alguns parâmetros de água que você deve trabalhar para manter durante a vida do seu peixe.

  • Temperatura da água: 65°F a 72°F
  • Níveis de pH: 6.0 a 8.0
  • Dureza da água: 5 a 19 dGH

O que Colocar no Tanque (ou Lagoa)

A coisa mais importante que você precisará no tanque ou lagoa é um bom sistema de filtragem biológica.

Blue Gourami 101: Cuidados, Companheiros de Tanque e MaisBlue Gourami 101: Cuidados, Companheiros de Tanque e Mais

Os Shubunkins podem produzir uma grande quantidade de resíduos, o que aumentará rapidamente os níveis de amônia e nitrato se você não tiver filtragem. O sistema deve ser poderoso o suficiente para reciclar todo o tanque ou lagoa.

Também é bom ter algum movimento da água. Geralmente, a saída do sistema de filtragem será suficiente. No entanto, você pode instalar pedras de ar para manter os níveis de oxigênio.

Quanto a decorações, os Shubunkins não são muito exigentes. Use cascalho de tamanho médio como substrato. Depois, adicione plantas para criar um habitat natural.

Os Shubunkins são notórios por desenraizar plantas vivas. Você ainda pode usá-las, mas precisará fixá-las com segurança. Plantas de seda e plástico são uma boa alternativa.

Pedras lisas e pedaços de madeira à deriva são aceitáveis, mas não exagere. Mantenha as grandes decorações ao mínimo. Espaço aberto para natação é o mais importante para os Shubunkins.

Potencial para Doenças

Apesar de sua resistência geral, os Shubunkins não são imunes a doenças. Eles podem sofrer com muitos dos mesmos problemas de saúde comuns que outros peixes de água doce enfrentam.

O mais comum é o Ich (que é o caso para a maioria dos peixes de água doce). Essa doença parasitária é altamente contagiosa e pode resultar em pontos brancos por todo o corpo. Se não for tratado, pode devastar um tanque inteiro e matar peixes.

Parasitas externos e infecções também podem afetar os Shubunkins. Piolhos de pele, podridão das barbatanas e doenças fúngicas são possíveis. Internamente, os Shubunkins também podem sofrer de problemas como hidropisia e doença da bexiga natatória.

Nota do autor: Embora isso pareça assustador, a maioria desses problemas de saúde é facilmente evitada! Os peixes são mais propensos a doenças quando vivem em ambientes mal conservados.

Mantenha o tanque ou lagoa limpos e cheque os parâmetros da água! Com os cuidados adequados, seu peixe não deveria ter problema em permanecer saudável.

Alimentação e Dieta

Como onívoros, os Shubunkins não são exigentes. Eles comerão praticamente qualquer coisa que você colocar na água.

Uma dieta regular de alimentos secos de alta qualidade é o melhor. Rações e flocos nutritivos estão ótimos. Basta escolher sua marca favorita e pronto!

Alimentos vivos e congelados ocasionais também são ótimos para adicionar à dieta. Você pode fornecer minhocas de sangue, artêmias, dáfnias e vermes tubifex como petiscos saudáveis e enriquecedores.

Vale ressaltar que, devido ao grande apetite, pode ser muito fácil superalimentar esses peixes. Eles parecerão devorar a comida não importa o quanto você der!

Para controlar isso, forneça apenas a quantidade de comida que eles podem comer em 2-4 minutos. Isso dependerá um pouco do tamanho do peixe, mas essa regra geral evitará que você os supralimente drasticamente (você sempre pode fazer ajustes menores conforme for necessário).

Comportamento e Temperamento

Os Shubunkins são criaturas sociais e ativas. Eles passarão a maior parte do dia explorando o tanque.

Muitas vezes, você pode encontrá-los procurando detritos de plantas ou restos de comida no fundo do tanque. Eles são tão bons em vasculhar que muitos nem se incomodam em manter peixes de fundo com os Shubunkins!

Quando não estão fazendo isso, você os encontrará ziguezagueando pelo tanque ou lagoa. Esses peixes são nadadores rápidos e ágeis!

Em termos de temperamento, os Shubunkins são bastante pacíficos. Eles preferem ficar em grupos e podem prosperar em um tanque de espécies mistas.

Nota do autor: A única forma de agressão com que você terá que lidar é o roubo de comida! Graças às suas habilidades natatórias fortes, esses peixes podem tirar a comida antes que peixes mais lentos tenham a chance de comer.

Companheiros de Tanque

Você tem várias opções para companheiros de tanque. Evite peixes agressivos. Os Shubunkins são pacíficos demais para lidar com briguentos.

Também é uma boa ideia evitar peixes lentos. Os Shubunkins são muito ativos e agitados para espécies mais lentas que precisam de tempo extra para comer.

O maior desafio que você enfrentará ao encontrar companheiros adequados é combinar as necessidades ambientais. Como os Shubunkins preferem águas mais frias, você precisará encontrar espécies que não se importem com temperaturas mais baixas.

Aqui estão alguns bons companheiros de tanque para experimentar:

Reprodução

A reprodução de Shubunkins na verdade é bastante fácil se eles forem mantidos nas condições certas. São ovíparos que gostam de se reproduzir durante a primavera. Você pode facilmente promover o desove com um pouco de manipulação ambiental.

Monte um tanque de reprodução separado e separe machos e fêmeas. Esses peixes gostam de se reproduzir em grupos de pelo menos cinco.

É impossível diferenciar os sexos quando os peixes são jovens. Mas quando amadurecem e estão prontos para se reproduzir, os machos desenvolverão tubérculos reprodutivos nas brânquias e na cabeça. Enquanto isso, as fêmeas ficarão mais avantajadas.

Encha o tanque de reprodução com plantas de folhas finas. Você também pode usar buchas de desova e pedras lisas para dar às ovos algo para aderir.

Adicione todos os peixes ao tanque de uma vez. Em seguida, abaixe lentamente a temperatura para 60 graus. Quando atingir esse ponto de referência, comece a aumentar a temperatura novamente. Faça isso lentamente, elevando a temperatura apenas três graus a cada dia.

Este processo simula a mudança do inverno para a primavera. Eventualmente, os peixes devem desovar. Você saberá quando eles estão prestes a se reproduzir porque a coloração se intensifica. Os machos também começarão a perseguir as fêmeas.

Quando estiverem prontos, as fêmeas colocarão milhares de ovos. Os machos seguirão atrás para fertilizá-los.

Você deve remover os peixes adultos após a reprodução. Eles tentarão comer rapidamente os ovos. Coloque-os de volta em seu tanque normal e deixe os ovos se desenvolverem.

Tipicamente, os ovos eclodem em quatro a sete dias. O alevino recém-nascido emergirá e absorverá seu saco vitelino. Depois disso, você pode fornecer comida em pó ou líquida para alevinos até que eles possam comer náuplios de artemia recém-nascidos.

Os filhotes parecerão pretos ou marrons nos primeiros meses de vida até começarem a desenvolver a coloração.

Conclusão

Os cuidados com o Shubunkin são honestamente muito fáceis uma vez que você tenha as informações corretas. Esses peixes de água doce resistentes podem lidar com praticamente qualquer coisa!

Esperamos que este guia tenha ajudado a esclarecer algumas das informações erradas que mencionamos inicialmente. Contanto que você siga nossas recomendações, seu Shubunkin prosperará.

Se você tiver algo que acha que devemos adicionar a este guia ou dúvidas que ainda precisam ser respondidas, não hesite em nos enviar uma mensagem diretamente. As melhores maneiras de nos contatar são pelo site ou nossa página no Facebook.

Maria Oliveira

Maria é uma entusiasta da aquariofilia, dedicando seu tempo livre ao cuidado de seus aquários meticulosamente montados. Apreciadora da tranquilidade que seus peixes proporcionam, Maria mergulha profundamente no estudo das diferentes espécies, tornando-se uma referência em seu círculo social para tudo que diz respeito a esse fascinante hobby. Com paciência e dedicação, ela cultiva não apenas belos ambientes aquáticos, mas também um espaço de serenidade e beleza em sua própria vida.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações