Cuidados com Clove Polyps: Dieta, Cor e Reprodução

Bem-vindos, companheiros aquaristas de água salgada, ao nosso guia abrangente de cuidados para as adoráveis Polipos Cravo! Esses organismos coloridos apresentam tons vibrantes de cores criando um espetáculo visual deslumbrante dentro do seu aquário.

Como donos de animais de estimação, estamos sempre procurando maneiras não apenas de tornar os espaços visualmente atraentes, mas também divertidos para nossos peixes. E que melhor maneira do que adicionar corais moles? Eles são acessíveis e a manutenção não é tão difícil, desde que você esteja ciente de algumas coisas, como evitar o crescimento em áreas indesejadas. Pronto para aprender? Vamos mergulhar!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

O Polipos Cravo é um coral mole com muitos nomes comuns, incluindo os polipos Samambaia, polipos Palmeira e polipos de Oito tentáculos. Clavularia spp é o nome científico desse coral, e pertence à família Clavulariidae. Esse coral pode ser encontrado em recifes no Indo-Pacífico, com uma espécie no Atlântico.

Esses corais são às vezes confundidos com o Polipos Cravo Azul por causa do nome similar, que é um coral que toma conta de todo o tanque. Ao contrário do Polipos Cravo Azul, esses corais só crescem onde há uma superfície dura.

Aparência

Os tentáculos plumosos criam uma aparência floral, tornando difícil não notar os Polipos Cravo. Na verdade, parece estar dançando dentro do tanque à medida que se agita na corrente. Algumas espécies têm oito tentáculos mais finos e ainda são uma adição bonita ao seu aquário.

Polipos Cravo podem ser encontrados em verde, roxo, laranja, amarelo, branco, creme e marrom. O centro de alguns corais é mais claro do que as extremidades de seus tentáculos, e alguns corais apresentam várias cores que fazem os aquaristas pensarem em um arco-íris. Por outro lado, alguns corais apresentam apenas uma cor sólida.

Diferentes Polipos Cravo em um aquário de água salgada

Expectativa de vida

Uma colônia de corais moles tem uma expectativa de vida mais curta do que os recifes que começaram a crescer séculos atrás. Em alguns casos, seus Corais Polipos Cravo podem ter uma expectativa de vida de apenas cerca de 10 anos. No entanto, os cuidados adequados podem ajudá-lo a aproveitar ao máximo a expectativa de vida de seus Polipos Cravo.

Tamanho Médio

O tamanho médio de um Polipo Cravo é de 2 a 3 polegadas, enquanto sua cabeça cresce apenas até 0,5 a 0,75 polegadas.

Cuidados com Polipos Cravo

É fácil cuidar dos Polipos Cravo, o que torna este coral uma ótima adição a um tanque inicial. No entanto, você ainda precisa garantir que esteja fornecendo a esses corais os cuidados de qualidade que eles merecem, especialmente se estiver colocando-os em um tanque com outras espécies de corais e peixes.

Tamanho do Tanque

Uma colônia desses corais moles pode ser contida em uma ilha de pedras. Quando você também considera seu pequeno tamanho, tem mais opções na escolha de um tanque. Você pode colocar seus Polipos Cravo em um tanque de 10 galões no mínimo, já que este é o tamanho perfeito se você está procurando começar um nano aquário.

Guia de Cuidados com o Camarão Sexy: Dieta e HabitatGuia de Cuidados com o Camarão Sexy: Dieta e Habitat

Parâmetros da Água

Ao colocar seus Polipos Cravo em seu tanque de água salgada, você deseja manter o fluxo de água de moderado a alto para nutrir e limpar seus corais. Uma ideia é começar seus corais com fluxo moderado. Você pode permanecer nesse nível ou aumentar o fluxo se notar corais dançantes e uma base limpa. Se você notar que seus tentáculos estão retraindo, o fluxo de água está muito alto.

Ao criar os parâmetros de água ideais, você também deseja considerar elementos como temperatura e dureza da água.

Temperatura da água: 24,4-27,2 graus Celsius (76-81 graus Fahrenheit)

Níveis de pH: 2-8.4

Dureza da água: 8-11dKH (certifique-se de que esteja estável dentro de 0,5dkH)

Gravidade específica: 1,023-1,025

Configuração do Tanque

O Polipos Cravo se sai bem com a iluminação de 50 a 100 PAR (Radiação Fotossinteticamente Ativa). Eles devem receber cerca de oito a 10 horas de luz completa e duas a quatro horas de acender e apagar a luz. Se você precisar aumentar a iluminação por qualquer motivo, é essencial dar ao seu coral tempo para se ajustar a um ambiente diferente.

Além disso, é vital usar cuidado ao adicionar Nitratos e Fosfatos. Embora os nutrientes desses elementos aumentem seu crescimento e coloração, você também pode retardar seu crescimento e coloração adicionando muitos desses elementos. Recomenda-se seguir com níveis de Nitrato de um a 10 ppm e níveis de Fosfato de 0,01 a 0,05 ppm.

Quanto ao próprio tanque, os Polipos Cravo se espalham por qualquer superfície dura à medida que crescem, o que inclui rochas já ocupadas por outros corais. É mais fácil prevenir esse problema do que remover os corais dessas rochas. Ao configurar seu tanque, use pelo menos 4 polegadas de areia de grão fino para separar suas rochas do restante de seu aquário.

Nota do autor: Os corais não conseguem se fixar na areia de grão fino, portanto, não é preciso se preocupar que eles assumam o controle do seu tanque. É vital evitar cascalho de coral porque seus Polipos Cravo podem se fixar nos pedaços de cascalho.

Cuidados com o Camarão Harlequin: Alimentação e LongevidadeCuidados com o Camarão Harlequin: Alimentação e Longevidade

Os Polipos Cravo são seguros para recifes?

Sim, os Polipos Cravo são corais seguros para recifes e adições divertidas para seu aquário de recife. Como mencionado anteriormente, os Polipos Cravo são encontrados em recifes na natureza.

Possíveis Doenças Comuns e Prevenção

Além de retardar o crescimento e a coloração, nitratos e fosfatos em excesso podem levar a polipos retraídos e, eventualmente, mortos. Você pode prevenir problemas aderindo aos níveis de nitrato e fosfato compartilhados anteriormente, mas, para ser mais específico, você deseja manter os níveis de fosfato mais próximos de 0,1 ppm. O fosfato causa mais problemas para esses corais moles do que os nitratos, e você nunca deseja encontrar seus corais permanentemente retraídos.

Além disso, os corais precisam de água limpa e morna para sobreviver, e a poluição da água deve ser evitada em seu aquário. Na verdade, detritos em excesso podem causar falta de alimento ao bloquear o sol, resultando em corais mortos. A prevenção inclui aderir a uma temperatura de pelo menos 24°C e manter o tanque limpo.

Alimentação e Dieta

Polipos Cravo apreciam uma dieta de zooxantelas, microfauna e fitoplâncton, que capturam com seus tentáculos. Esses alimentos fornecem os nutrientes necessários para que seus corais prosperem e sobrevivam.

Embora alguns aquaristas não se incomodem com a alimentação direcionada, você não precisa descartar totalmente esse método. Desde que você observe os níveis de nitrato e fosfato, esta é uma ótima maneira de adicionar mais nutrientes à sua dieta.

Nota do autor: Você pode oferecer o líquido de rotíferos, krill ou camarão mísis descongelados para fornecer proteínas aos seus corais. Outras opções incluem Oyster-Feast, Marine Snow, Cyclops e Roti-Feast. Caso contrário, as zooxantelas, a microfauna e o fitoplâncton são suficientes para seus corais.

Comportamento e Temperamento

Polipos Cravo são corais pacíficos na maior parte do tempo, pois não atacam outras espécies. No entanto, eles também podem ser semi-agressivos porque não hesitam em crescer sobre outros corais. É por isso que é recomendado manter sua ilha de pedras separada de outras superfícies duras.

Embora esses corais não causem choque, eles podem ser vítimas de outros corais que os ferem e danificam. Isso pode levar a que seus Polipos Cravo percam suas cabeças e morram por toxinas, por isso é importante mantê-los longe de corais mais agressivos.

Nota do Autor: A fragmentação é um método mais rápido de reprodução, mas é melhor seguir o método de fornecer uma nova superfície se você não tem muita experiência com a fragmentação de corais moles.

Reprodução

Existem vários métodos de reprodução do Polipos Cravo, de fornecer uma superfície dura a deixar a natureza seguir seu curso.

Guia de Cuidados com a Enguia-Fita: Dieta e Mudança de CorGuia de Cuidados com a Enguia-Fita: Dieta e Mudança de Cor

Colocar um pedaço de rocha ou concha na borda da colônia é a maneira mais fácil de reproduzir seu Polipos Cravo. De fato, você nunca pode errar com este método porque a borda da colônia é um local de brotação popular. Seus corais crescem sobre a estrutura, permitindo que novos corais brotem e se estabeleçam em sua superfície. Assim que os corais crescerem, você pode cortar e mover o segmento conforme desejado.

Embora este método exija muito tempo e paciência, é mais fácil do que o fracionamento. Para fracionar um coral mole, use uma lâmina de barbear para cortar através do estolão da colônia. Remova a maior quantidade de água possível pressionando a área cortada e fixe o frag em um novo local.

A produção de larvas plânula na superfície da colônia é outra maneira pela qual o Polipos Cravo se reproduz. As plânulas derivam com a corrente, permitindo que se estabeleçam e metamorfoseiem. Uma nova colônia começa quando as plânulas constroem Cálice e Estolão. É um processo lento, mas vale a pena ver o início de uma nova colônia de corais.

Conclusão

Esperamos que este guia de cuidados tenha fornecido insights valiosos sobre o mundo encantador dos Polipos Cravo, aquelas vibrantes adições ao seu aquário de água salgada. Sua natureza única como corais moles oferece uma alternativa impressionante às estruturas de recifes tradicionais, adicionando um toque de cor e diversidade ao seu oásis subaquático.

Criar um ambiente estável com iluminação, fluxo de água e alimentação adequados garantirá sua saúde e vitalidade. Não se esqueça de criar uma zona de proibição de crescimento para evitar a propagação para áreas indesejadas.

Se você estiver procurando por mais conhecimento, sinta-se à vontade para verificar nossos outros guias de cuidados com água salgada e talvez até nos marcar no Facebook quando postar uma foto legal do seu aquário.

Obrigado pela visita e feliz manutenção de recifes!

José Ferreira

José, amante de todos os aquários, dedicou sua vida à aquariofilia, criando habitats aquáticos detalhadamente planejados. Um verdadeiro conhecedor de peixes, José se destaca na comunidade aquarista, sendo uma referência no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações