Scarlet Badis 101: Cuidados Básicos e Dicas de Reprodução

Badis escarlate

O badis escarlate é um peixe de água doce extremamente popular e um dos nossos peixinhos nano favoritos que você pode ter em mãos.

Eles são muito divertidos de observar por causa de sua beleza, nível de atividade e comportamento. Eles também não requerem muito trabalho para mantê-los saudáveis!

Dito isso, existem alguns elementos cruciais nos cuidados com o badis escarlate que você precisa saber se quiser que eles prosperem e vivam uma vida enriquecida e sem estresse.

Neste guia de cuidados, mergulhamos nos detalhes preciso ao cuidar do badis escarlate. Você aprenderá sobre companheiros de aquário recomendados, condições da água, dieta e mais!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

O badis escarlate (nome científico: Dario dario) é um lindo peixinho de água doce que está recebendo muita atenção da comunidade de aquários nano.

Este peixe é originário da Índia e normalmente pode ser encontrado em tributários que alimentam o rio Brahmaputra (um rio enorme que atravessa a Índia, China e Bangladesh). Eles preferem águas rasas e claras onde uma quantidade significativa de vida vegetal está presente.

Entender seu habitat natural é útil para futuras dicas de cuidados que damos. Como a qualidade da água e as plantas aquáticas próximas são essenciais para o badis escarlate, será importante replicar isso no tanque deles.

Expectativa de Vida

A expectativa de vida média do badis escarlate é de 4-6 anos em cativeiro. Isso na verdade é um comprimento bastante decente de tempo considerando o pequeno tamanho desse peixe.

Sua expectativa de vida pode variar muito dependendo da qualidade dos cuidados que recebem e de quão bem o habitat deles está projetado. Embora isso seja verdadeiro para todos os peixes, se aplica especialmente ao badis escarlate.

A limpeza da água é um dos problemas mais comuns com os quais os aquaristas iniciantes se deparam, e o badis escarlate PRECISA de água limpa para estar saudável. Isso significa que se você tiver problemas para manter a água limpa no seu tanque, isso afetará significativamente a expectativa de vida desse peixe.

Gourami Mel (Sunset): Cuidados e Companheiros de AquárioGourami Mel (Sunset): Cuidados e Companheiros de Aquário

Aparência

A beleza do badis escarlate macho não pode ser contestada. Eles são um deleite de se olhar devido às cores e padrões deslumbrantes que cobrem seus corpos.

A coloração primária dos badis escarlate machos é laranja ou vermelha e cobre a base de todo o corpo. Além disso, você verá uma série de listras verticais que começam perto da nadadeira dorsal frontal.

Essas listras são espaçadas uniformemente e serão laranja ou azul claro, dependendo da cor primária do peixe. Normalmente você será capaz de observar algum azul claro que se infiltra na base das nadadeiras dorsal e caudal também.

Badis escarlate

As bordas de suas nadadeiras geralmente são azul muito claro e se estendem pelo comprimento de suas nadadeiras. Isso é mais pronunciado em suas nadadeiras ventrais, que pendem bastante.

Essas cores de acento na borda de suas nadadeiras são parte do que torna o badis escarlate tão bonito e divertido de assistir nadando. Cria uma espécie de efeito cintilante que vai atrair você!

Dito isso, as fêmeas são um pouco menos vistosas. Elas são mais laranja-cinzento padrão e suas nadadeiras são muito menos pronunciadas do que os machos adultos.

As nadadeiras dorsais do badis escarlate começam cerca de um terço do caminho para trás em seus corpos (que é onde suas nadadeiras ventrais também começam) e correm até o final em uma altura uniforme antes de inflarem um pouco no final. Suas nadadeiras caudais são arredondadas e têm aproximadamente a mesma altura de cima para baixo que o ponto médio de seus corpos.

Tamanho

De todas as espécies percoides, este é um dos peixes menores. O tamanho de um badis escarlate macho geralmente não é maior que oito décimos de uma polegada. As fêmeas estão mais próximas de meia polegada de comprimento quando completamente desenvolvidas.

Seu minúsculo tamanho na verdade faz um ótimo trabalho em destacar a beleza de suas cores. Às vezes, eles parecem nada além de pequenos pontos de cor quando estão nadando pelas plantas em seu tanque!

Cuidados com o Badis Escarlate

Os cuidados com o badis escarlate são relativamente simples, uma vez que você saiba o que priorizar. Com certos peixes, existem certas coisas que importam muito mais do que outras, e esse é definitivamente o caso aqui.

Peixe Moeda de Prata 101: Companheiros, Tamanho e MaisPeixe Moeda de Prata 101: Companheiros, Tamanho e Mais

Embora todos os elementos dos cuidados com o badis escarlate sejam importantes se você quiser maximizar a saúde do seu peixe, a qualidade da água é de longe a mais importante.

Obviamente, a qualidade da água é importante para todos os peixes, mas o dario dario é excepcionalmente sensível a condições inadequadas da água. Isso significa que você precisará ficar atento às suas mudanças semanais de água e limpezas do tanque.

Para uma mudança de água de 50% uma vez por semana e use isso como uma oportunidade para dar uma boa limpeza no tanque também. Como provavelmente está lidando com um tanque nano, isso não deve demorar muito.

Se você ficar com preguiça e achar que a cada duas semanas está bom, estará arriscando a saúde desses peixes. Na natureza, o dario dario está acostumado com água extremamente limpa e clara, então se você não replicar isso adequadamente, pode esperar uma variedade de problemas de saúde.

Tamanho do Tanque

O tamanho mínimo de tanque recomendado para o badis escarlate é de 10 galões. Isso lhes dará espaço suficiente para nadar e se sentirem seguros.

Se você planeja manter mais de 6 desses peixes, quererá aumentar para 20 galões. Embora isso o leve para o extremo superior do território nano, é necessário se você quiser que eles coexistam pacificamente.

Um dos outros motivos pelos quais peixes tão pequenos requerem pelo menos 10 galões é a necessidade de plantas em seu tanque. Como veremos um pouco mais adiante no guia, badis escarlate e plantas se combinam como manteiga de amendoim e geléia!

Por isso, você também precisará de espaço suficiente para que as plantas em seu aquário prosperem e espalhem suas raízes. A pegada das raízes de uma planta é um pouco maior do que você pode pensar, então um pouco de espaço extra nunca faz mal.

Parâmetros da Água

Como mencionamos anteriormente, manter a qualidade e as condições da água certas é o foco principal quando se trata de cuidar do badis escarlate.

Neste ponto, você já deve saber a programação de limpeza e troca de água que deve manter, então aqui estão os parâmetros recomendados. Isso garantirá que você tenha tudo coberto e permitirá que seus peixes vivam vidas longas e saudáveis.

Pleco Palhaço 101: Dieta, Longevidade e Dicas de CuidadoPleco Palhaço 101: Dieta, Longevidade e Dicas de Cuidado
  • Temperatura da água: A faixa de temperatura recomendada para o badis escarlate é de 22°C a 26°C.
  • Níveis de pH: Certifique-se de que isso permaneça entre 6,5 e 7,5.
  • Dureza da água: 10 a 20 dGH é a faixa de dureza necessária.

Como as condições da água são tão cruciais para o badis escarlate, você desejará realizar testes frequentes da água ao longo da semana. Isso permitirá fazer ajustes antes que quaisquer níveis possam mudar fora da faixa recomendada.

O que colocar no tanque deles & Habitat

O nome do jogo quando se trata de equipar o tanque para o badis escarlate é a vida vegetal. Em seu habitat natural, esses peixes estão constantemente usando plantas para proteção e segurança.

Sem a vegetação aquática necessária, esses peixes viverão em um estado de estresse aumentado (o que é ruim para a saúde deles) e podem se tornar propensos à agressão.

Nota do Autor: Algumas escolhas comuns de plantas que combinam bem com o badis escarlate são rotala rotundifolia, Ottilia alismoides, musgo-java e limnophila sessiliflora. Você também pode se contentar com outras plantas densamente tapetadas (como grama anã).

Você também desejará ter certeza de que eles têm um substrato adequado, já que passarão a maior parte do tempo na metade inferior do seu tanque. A areia é nosso substrato favorito pessoal para esses peixes, mas sabemos de muitos aquaristas que também usam substratos de cascalho. Ambos são ótimos!

Doenças Potenciais

Embora não haja doenças conhecidas específicas do badis escarlate, você precisará ficar atento a outras doenças mais comuns.

Devido à sensibilidade à água desse peixe, eles podem ser propensos à ich, bem como a várias formas de doenças fúngicas e bacterianas também. A chance de seu peixe ser acometido por essas cai significativamente se você mantiver a qualidade da água certa. Prevenir a doença é sempre mais fácil do que tratá-la!

Alimentação & Dieta

Este peixe é considerado um "micropredador", o que significa que eles geralmente caçam pequenos bichos como larvas, zooplâncton, crustáceos, larvas de insetos e assim por diante.

Por causa disso, dar a eles comida de peixe normal geralmente não funcionará. Provavelmente será ignorado e impactará a limpeza da água.

Em vez disso, você precisará aproveitar seus instintos de caça!

Em nossa opinião, a hora da alimentação é parte da diversão quando se trata de dario dario. O fato de você poder vê-los ativamente procurando sua comida não é apenas divertido de assistir, mas enriquecedor para seu peixe.

É sempre melhor ter variação em qualquer dieta. Aqui está uma lista de algumas ótimas opções alimentares para o badis escarlate:

Uma mistura de alimentos vivos e congelados é comumente usada por proprietários experientes. Isso lhes dará uma mistura de coisas para perseguir, além da conveniência dos alimentos congelados.

Nota do Autor: É muito fácil superalimentar o badis escarlate. Este é um problema comum com peixes que comem alimentos vivos. Fique de olho nos seus peixes e diminua as coisas se você notar que eles estão ficando gordos!

Comportamento & Temperamento

Em geral, os badis escarlate são peixes pacíficos que só querem cuidar de sua própria vida. Eles geralmente evitam peixes maiores apenas para prevenir.

É por isso que a inclusão de plantas em seu tanque é tão importante. Fornece-lhes um local seguro para se retirar se se sentirem ameaçados ou apenas quiserem relaxar.

Quando não estão escondidos na vegetação, você verá seus badis escarlate se movendo pela metade inferior do tanque. Uma das nossas coisas favoritas sobre esse peixe é que eles são muito deliberados. Você os vê decidindo o que farão a seguir, ao contrário de outras espécies mais ativas.

A única exceção à sua natureza gentil é quando se trata de sua própria espécie. Esses peixes tendem a ficar agressivos uns com os outros por território. É por isso que fornecer espaço suficiente para eles é tão importante. Cada peixe precisa ter um pequeno lugar para chamar de lar.

Companheiros de Tanque do Badis Escarlate

Os melhores companheiros de tanque para o badis escarlate são os de sua própria espécie. Assumindo que você lhes dê espaço suficiente, esses peixes se darão bem e viverão uma vida feliz e sem estresse.

Se você quiser dar a eles uma chance em um tanque comunitário, precisará estar ciente de como seu temperamento se encaixa com outros peixes.

Como eles são tímidos com peixes ativos ou maiores, colocá-los em um tanque com peixes como bettas ou ciclídeos é uma receita para o desastre. Peixes como esses provavelmente assustarão seu badis escarlate e pegarão sua comida. Além disso, seu badis escarlate ficará com muito medo de sair de seus esconderijos (coitadinhos).

Guramis e tipos populares de rasboras são duas opções que funcionaram para outros aquaristas, embora não seja um emparelhamento garantido.

Nota do Autor: Recomendamos que você simplesmente mantenha o badis escarlate com os de sua própria espécie. O estresse potencial e a falta de alimento que enfrentarão por causa de sua natureza tímida não valem a pena, em nossa opinião.

Badis Escarlate e Camarões

A combinação de badis escarlate e camarões é algo sobre o que muitos possíveis novos proprietários perguntam. A realidade da situação é que, como o badis escarlate são micropredadores, eles perseguirão seus camarões e provavelmente os comerão.

Mesmo que pareça uma boa ideia em teoria se você estiver tentando reduzir algas e manter a água limpa (camarão amano é ótimo para isso), esta é uma espécie de peixe que simplesmente não pode compartilhar um tanque com camarões.

Reprodução

Se você estiver interessado em reproduzir badis escarlate, não há muita coisa que você precise fazer. Na verdade, esses são alguns dos peixes de água doce mais fáceis de reproduzir em cativeiro, desde que você tenha as condições adequadas organizadas.

Como sempre, você desejará ter certeza de que plantas estão disponíveis no tanque de reprodução, pois eles as usarão como local para seus ovos. Essa é a maneira natural como eles protegem seus ovos na natureza e, quando se trata de reprodução, você precisa replicar esse ambiente o máximo possível.

Certifique-se de que as plantas estejam prontamente disponíveis para o processo de reprodução.

Os machos usarão suas cores brilhantes e uma série de movimentos vibratórios rápidos para atrair a atenção das fêmeas. Depois que uma fêmea demonstrou interesse, eles passam para a próxima etapa do processo!

A fêmea desovará e o macho fertilizará os ovos enquanto esse processo acontece. Você poderá ver um número sólido de ovos depois que isso terminar (em algum lugar entre 70 e 90). O macho patrulhará essa área por pouco mais de uma semana até que eles chocarem.

Conclusão

O badis escarlate é um lindo e divertido peixe para pequenos aquários que muitos proprietários apreciam. Embora sejam muito simples de manter, o processo ainda é bastante gratificante!

Se você não se lembrar de mais nada sobre os cuidados com o badis escarlate, é prestar muita atenção à qualidade da água. Se você for capaz de ser consistente com isso, esses peixes prosperarão.

Se você é um novo proprietário ou está considerando obter esse peixe, adoraríamos ouvir de você. Qualquer feedback ou histórias sobre seu badis escarlate que você queira compartilhar nos ajudará a melhorar nosso guia no futuro.

Ana Santos

Ana cultivou um fascínio por aquariofilia desde pequena. Com um olhar atento e uma paixão por peixes, ela criou seu próprio santuário aquático em casa. Hoje, Ana é uma referência na comunidade de aquariofilia brasileira, compartilhando seu conhecimento e promovendo a preservação dos ecossistemas aquáticos através de workshops e palestras. Com dedicação e amor, Ana transformou sua paixão em uma jornada de aprendizado e descobertas constantes no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações