Guia de Cuidados com Caracol de Bexiga: Tudo que Você Precisa Saber

Caracóis de bolha são habitantes interessantes do aquário que têm uma reputação mista (dependendo de quem você pergunta). Alguns os veem como pragas que precisam ser removidas, e outros os veem como limpadores úteis do aquário!

Não importa em que categoria você se encaixa, entender as necessidades básicas dessa espécie permitirá que você tome as medidas necessárias para alcançar o resultado desejado. Este guia ensinará tudo o que você precisa saber.

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Caracóis de bolha (Physa acuta) são uma espécie abundante de moluscos que frequentemente aparecem em aquários de água doce sem aviso prévio. Eles são considerados uma espécie invasora e geralmente são considerados pragas pela comunidade de aquariofilia em geral! Essas criaturas podem carona em plantas e espalhar ovos prolíficamente, resultando em picos populacionais rápidos que podem rapidamente dominar um aquário!

Um caracol de bolha em um aquário de água doce

Apesar da má reputação, os caracóis de bolha na verdade podem ser uma adição bem-vinda ao seu aquário em números controlados (se você quiser). Eles podem funcionar como parte efetiva da equipe de limpeza do aquário e passarão a maior parte do tempo se alimentando de resíduos e diferentes tipos de algas (mais sobre isso depois).

Seja você os introduziu intencionalmente no seu aquário ou não, aprender sobre esse caracol (e o que ele precisa) pode ajudá-lo a tirar total proveito dos benefícios que eles proporcionam. 

Aparência

Esses caracóis podem ser generalizados, mas isso não os torna menos visualmente atraentes.

Caracóis de bolha têm conchas finas e translúcidas. Eles são levemente amarelados e podem apresentar algumas marcações distintas douradas. Você pode ver a carne do caracol através da concha. Normalmente, é cinza com respingos pretos ou roxos.

O manto, que forma a parede externa do corpo do caracol, é um pouco mais colorido. Tem manchas laranja-amareladas brilhantes.

Como um todo, a concha tem uma forma bastante interessante. É mais em forma de ovo e apresenta uma ponta definida. Quatro a cinco voltas criam a espiral característica, que se move para a esquerda.

Espiando debaixo da concha estão tentáculos semelhantes a fios. Os tentáculos sensoriais seguram os olhos, que são pequenos pontos pretos.

Por Que Meu Peixe Dourado Está Ficando Preto? Descubra as CausasPor Que Meu Peixe Dourado Está Ficando Preto? Descubra as Causas

A Diferença Entre Caracol de Bolha e Caracol de Lagoa

Muitas pessoas confundem o caracol de bolha com o caracol de lagoa comum. É fácil confundir os dois, pois podem coabitar facilmente no mesmo ambiente. Caracóis de bolha aparecem em todos os continentes do mundo, exceto na Antártica. Na verdade, esses caracóis se espalharam tanto que os zoologistas não sabem de onde eles se originaram!

Embora pareçam semelhantes, uma inspeção mais atenta mostra algumas diferenças gritantes.

A primeira diferença é o tamanho. Caracóis de lagoa são de duas a seis vezes maiores que o caracol de bolha. 

Além disso, a concha é diferente. Nos caracóis de lagoa, a cobertura é opaca e marrom. Para os caracóis de bolha, é translúcida e amarelada. Até a forma é única.

Nota do Autor: Caracóis de bolha são sinistrais. Isso significa que a concha espiral se encontra à esquerda, o que é bastante raro no mundo dos moluscos. A maioria das espécies, incluindo o caracol de lagoa, são dextrais e têm armaduras que se torcem para a direita. Além disso, os caracóis de bolha não têm a tampa opercular que a maioria dos caracóis usa para proteção.

A última diferença notável são os tentáculos. Caracóis de lagoa têm tentáculos triangulares espessos, em vez dos finos e semelhantes a fios dos caracóis de bolha.

Expectativa de vida

Nas condições de vida adequadas, a expectativa média de vida de um caracol de bolha geralmente não é maior que dois anos. É claro que eles podem sucumbir a doenças muito antes. Não há garantias quando se trata de expectativa de vida.

Nota do Autor: Dito isto, o estado do seu ambiente tem um impacto significativo na longevidade do caracol. De maneira geral, aquários mais sujos oferecem mais oportunidades de alimentação para os caracóis de bolha. Como resultado, eles tendem a viver mais e se reproduzir com mais frequência (mais sobre isso depois).

Tamanho Médio

O tamanho médio de um caracol de bolha é de meia polegada. Se tiverem sorte, alguns espécimes podem atingir comprimentos de 0,6 polegadas. 

Esses são moluscos pequenos que não ocupam muito espaço. No entanto, não cometa o erro de pensar que eles não terão impacto na carga biológica. Populações maiores podem ter tanto impacto quanto peixes maiores!

Como Identificar e O Que Fazer com um Guppy GrávidoComo Identificar e O Que Fazer com um Guppy Grávido

Cuidados com Caracol de Bolha

Caracóis de bolha são criaturinhas resilientes! Eles não precisam de muito para florescer em seu aquário. Para a maioria dos aquaristas, o objetivo é erradicar esses invertebrados, em vez de apoiá-los!

Escolhemos escrever isso da perspectiva dos cuidados com o caracol de bolha, mas essas informações também funcionarão para aquaristas que querem se livrar deles.

Sejam quais forem seus objetivos, entender as necessidades básicas do caracol de bolha permitirá que você alcance o resultado desejado! 

Tamanho do Aquário

Quando se trata do tamanho do aquário, os caracóis de bolha não têm preferências. Eles podem sobreviver em aquários minúsculos de um galão e em lagos enormes! Graças ao seu pequeno tamanho, eles são bastante adaptáveis independentemente disso.

Lembre-se de que cada ser vivo que você adiciona a um aquário terá uma carga biológica que impacta as condições da água. Os caracóis de bolha não são diferentes.

Se você quiser manter esses caracóis para limpeza e manutenção, é melhor mantê-los em um aquário maior para diminuir a influência que eles têm.

Parâmetros da Água

Não existem regras rígidas e rápidas para o caracol de bolha. Essa espécie é super adaptável e pode viver em uma ampla gama de condições. Na natureza, eles podem até viver em estações de tratamento de esgoto!

De maneira geral, esses caracóis preferem viver em águas quentes com pouco ou nenhum fluxo. Mas na maior parte, eles não são exigentes. Como resultado, você pode se concentrar nas outras criaturas do seu aquário em vez dos caracóis. Basta seguir os seguintes parâmetros para garantir a sobrevivência dos caracóis.

  • Temperatura da água: 18°C a 29°C
  • Níveis de pH: 7,0 a 8,0
  • Dureza da água: 12 a 18 dGH (água dura)

Cálcio

Quando nascem, os caracóis de bolha têm conchas muito macias. Quase que imediatamente, eles procurarão por algum cálcio para endurecer sua armadura.

Nota do Autor: Uma quantidade decente de cálcio na água é essencial para a sobrevivência do caracol. Sem ele, essa espécie tende a sofrer de crescimento retardado e taxas de reprodução limitadas. Você pode usar esse fato a seu favor se estiver tentando controlar uma população fora de controle.

Peixes Podem Se Afogar? A Resposta ComplicadaPeixes Podem Se Afogar? A Resposta Complicada

Mas se você quer que os caracóis vivam saudáveis, considere adicionar algumas cascas de ovos trituradas ou ossos de choco cortados.

O que colocar no aquário deles

Mais uma vez, os caracóis de bolha não são exigentes (você provavelmente está notando um padrão aqui).

Essa espécie é um pouco única em comparação com a maioria dos outros caracóis no mercado. Por um lado, eles são caracóis pulmonares que respiram ar.

Eles têm um sistema respiratório único que lhes permite flutuar, submergir e nadar na água como bem entenderem. Eles podem eliminar o ar em seu sistema respiratório para afundar até o fundo ou usá-lo para se livrar de parasitas e insetos indesejados.

Você não os verá escavando através da areia como outras espécies de caracóis. Eles podem se esconder dentro da decoração e se cobrir com um substrato macio, mas não infiltram o fundo do tanque. Por esse motivo, eles nem mesmo têm preferências entre areia ou cascalho!

O mesmo vale para as plantas. Eles preferem ter plantas para escalar e se esconder. Eles também gostam de se alimentar de matéria vegetal em decomposição. No entanto, eles não tocam em plantas saudáveis ou se alimentam de vegetação em crescimento.

Nota do Autor: Se você quiser que a população aumente, dê aos caracóis muitas fontes naturais de alimento. Isso significa plantas que irão apodrecer ao longo do tempo, madeira em decomposição para acumular algas e mais. Fora isso, no entanto, a decoração fica a seu critério!

Possíveis Doenças Comuns

Doenças não são algo com que muitos aquaristas se preocupam quando se trata de caracóis de bolha.

Tecnicamente falando, eles podem sucumbir a todas as mesmas doenças que qualquer outro molusco de água doce. As enfermidades mais comuns que seus caracóis podem encontrar são infecções fúngicas e bacterianas. Casos graves podem causar alguns danos significativos à concha.

Até os parasitas são possíveis. No entanto, esses tendem a ser raros com caracóis de bolha. Como mencionado anteriormente, eles podem sacudir vermes e microorganismos de seus corpos se sentirem uma infestação.

Como qualquer outro peixe ou invertebrado, a chave para evitar doenças é manter as condições do tanque. Verifique regularmente os parâmetros da água e faça as alterações necessárias para evitar flutuações perceptíveis. Além disso, faça mudanças de água trimestrais a cada duas semanas para manter baixos os níveis de amônia e nitrato.

Alimentação e Dieta

Caracóis de bolha têm um apetite que simplesmente não desiste! Eles estão constantemente comendo

Onívoros absolutos, caracóis de bolha comem de tudo, desde algas até carne em decomposição ou insetos. Em um ambiente de aquário, eles tendem a funcionar como comedores de algas para a maior parte de sua dieta. No entanto, eles também consumirão restos de comida, resíduos em decomposição e muito mais.

Existem muitas fontes de alimento ótimas em um aquário. É o ambiente perfeito para esses caracóis no que diz respeito à comida!

Nota do Autor: No entanto, lembre-se de que muita disponibilidade de alimentos pode levar a alguns problemas. Populações crescentes de caracóis são um sinal revelador de que você está exagerando na ração dos peixes! Tente limitar os resíduos e itens em decomposição para garantir que o número de caracóis em seu aquário de água doce permaneça gerenciável.

Comportamento e Temperamento

Caracóis de bolha são um tipo de habitante do aquário que "passa despercebido". Muitos nem percebem que têm caracóis até muitos meses depois que eles são introduzidos no tanque. Graças ao seu pequeno tamanho, eles podem facilmente passar despercebidos.

Ao longo do dia, a busca e a procura por alimentos é seu foco principal!

Esses caracóis estão em busca perpétua de comida. Depois de encontrá-la, eles tendem a ficar na mesma área até esgotá-la.

Nota do Autor: Você pode ver os caracóis "nadando" pela água de vez em quando. Isso é completamente normal e geralmente é o caracol usando sua bexiga natatória para escapar de apuros.

Quando não estão tentando fugir de possíveis predadores, os caracóis de bolha passam seus dias rastejando em plantas, nas paredes de vidro do tanque e mais. Eles não escavam como outras espécies de caracóis. Curiosamente, eles também conseguem se mover bastante rápido!

Companheiros de Aquário

Falar sobre companheiros de aquário para caracóis de bolha é diferente de falar sobre companheiros para outros invertebrados e peixes. 

Caracóis de bolha podem coexistir com quase qualquer criatura de água doce. No entanto, o melhor a se fazer é abrigá-los com predadores naturais. Fazer isso controla a população de caracóis e garante que você nunca tenha que lidar com uma infestação fora de controle.

Então, embora isso pode não parecer um cenário tradicional de "companheiro de aquário", é o curso de ação comum para a maioria dos aquaristas. Caracóis de bolha atuam como alimentadores para:

Reprodução

Você não terá problemas para fazer com que os caracóis de bolha se reproduzam. Eles fazem isso naturalmente sem qualquer intervenção. Esses caracóis se reproduzem muito rapidamente e podem facilmente sobrecarregar um aquário.

Caracóis de bolha são hermafroditas, o que significa que eles têm órgãos reprodutivos masculinos e femininos. Como resultado, esses caracóis podem se reproduzir de duas maneiras.

Se eles não tiverem um companheiro disponível por perto, podem se propagar e autofertilizar internamente. Isso geralmente ocorre quando a sobrevivência do caracol está em risco. No entanto, não é ideal, pois a prole não é tão forte quanto os métodos tradicionais de desova.

Quando dois ou mais caracóis estão juntos, eles podem se reproduzir como o esperado. 

Os caracóis colocarão pequenas cápsulas de ovos que contêm entre 10 e 40 ovos. Eles tendem a aplicá-los sob folhas de plantas e em superfícies inconspícuas. Leva cerca de uma semana para os ovos eclodirem.

Caracóis de bolha atingem a maturidade em apenas 1 mês, então não demora muito para a população explodir!

Conclusão

Quer você esteja interessado nos cuidados com o caracol de bolha ou na remoção, ter uma forte compreensão dessa espécie é absolutamente necessário se você for um aquarista.

Esperamos que você encontre este guia útil e se sinta preparado para lidar com essas criaturas no seu aquário de água doce. Se tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para enviá-las!

Ana Santos

Ana cultivou um fascínio por aquariofilia desde pequena. Com um olhar atento e uma paixão por peixes, ela criou seu próprio santuário aquático em casa. Hoje, Ana é uma referência na comunidade de aquariofilia brasileira, compartilhando seu conhecimento e promovendo a preservação dos ecossistemas aquáticos através de workshops e palestras. Com dedicação e amor, Ana transformou sua paixão em uma jornada de aprendizado e descobertas constantes no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações