Imperador Angelfish: Cuidados, Longevidade e Mais!

O peixe-imperador é um peixe de aquário marinho lindo que se destaca em qualquer tanque. Devido à sua aparência, essa popular espécie está na lista de desejos de muitos aquaristas.

No entanto, cuidar deles requer que você tenha uma forte compreensão de suas necessidades básicas. Manter esses peixes em um aquário doméstico não é nada fácil.

Este guia cobrirá todos os fundamentos dos cuidados com o peixe-imperador para prepará-lo para a propriedade. Você também aprenderá alguns fatos úteis que farão você apreciar ainda mais essa espécie!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Favorito entre os fotógrafos da natureza, o peixe-imperador (nome científico: Pomacanthus imperator) é um dos peixes mais reconhecíveis do mundo.

Descoberto pela primeira vez no final da década de 1700, esse peixe foi bastante destacado em tudo, desde revistas até programas de televisão. Não é difícil ver por quê!

Graças à sua coloração brilhante, o peixe-imperador chama a atenção instantaneamente. Eles costumam ser a estrela brilhante de aquários repletos de corais em todo o mundo. Você também pode vê-los rotulados como peixes-imperiais ou peixes-imperadores.

Vista lateral de um peixe-imperador

A distribuição natural desse peixe é vasta. Eles são nativos do oceano Indo-Pacífico, se espalhando da África Oriental até a Nova Caledônia. Apesar de sua popularidade, as populações selvagens ainda estão indo bem.

Moderadamente difícil de cuidar, esses peixes exigem atenção e serão o centro das atenções no seu tanque de água salgada!

Expectativa de Vida do Peixe-Imperador

A expectativa de vida média do peixe-imperador é de mais de 20 anos em cativeiro. Sabe-se que eles vivem ainda mais no ambiente selvagem.

Embora você possa esperar ter seu peixe por algumas décadas, não há garantias! Esses peixes são muito sensíveis às condições da água e tendem a adoecer se as condições do tanque não atenderem às suas necessidades.

Mimic Tang: Nutrição, Tamanho do Tanque e DoençasMimic Tang: Nutrição, Tamanho do Tanque e Doenças

Para evitar tudo isso e dar a eles a maior expectativa de vida possível, você deve trabalhar continuamente para manter suas necessidades.

Aparência

Enquanto muitas espécies de peixes passam por mudanças físicas à medida que crescem, nenhuma é tão dramática quanto o peixe-imperador. Filhotes e adultos são significativamente diferentes na aparência. Na verdade, os cientistas pensavam que os filhotes eram uma espécie completamente diferente até o final da década de 1930!

Os filhotes têm um corpo preto coberto por bandas em forma de C. Eles geralmente têm três bandas grossas de branco. Separando essas bandas brancas estão bandas mais finas de azul-safira.

Nota do Autor: O rosto tem o mesmo padrão listrado. No entanto, as nadadeiras são um pouco diferentes. Eles assumem um padrão azul escamoso. As nadadeiras também são bordadas de branco.

À medida que o peixe fica um pouco mais velho, ele entra no estágio subadulto de sua vida. Durante um período de dois anos, sua aparência se transformará lentamente na de um adulto completo!

Adultos têm listras horizontais de azul e amarelo. As listras começam nas brânquias e param pouco antes da cauda. A área na frente das brânquias é muito única. Esses peixes têm uma faixa semelhante a uma máscara preta que cobre os olhos.

É delimitada em azul-safira, dando ao peixe um visual muito distinto. O focinho e a boca são brancos puros.

Pomacanthus imperator nadando em um aquário de água salgada

A parte inferior do peixe também é preta. Embora a separação das cores seja menos definida. Uma espessa faixa preta cobre as brânquias e a nadadeira peitoral. A cor preta se estende até a nadadeira anal para criar um bom gradiente.

As nadadeiras do peixe-imperador também são únicas. Tanto para juvenis quanto para adultos, elas são arredondadas e se mesclam com o corpo do peixe para criar uma forma uniforme. Para adultos, a cauda é amarela enquanto a nadadeira dorsal tem uma faixa destacada de branco.

O interessante sobre os peixes-imperadores subadultos é que a transformação é observável! Você pode ver metade do corpo do seu peixe com a coloração adulta enquanto a outra metade ainda tem a coloração juvenil.

Orange Shoulder Tang: Dieta, Companheiros e ReproduçãoOrange Shoulder Tang: Dieta, Companheiros e Reprodução

Tamanho Médio

No oceano aberto, os peixes-imperadores podem atingir comprimentos de cerca de 15 polegadas. No entanto, é raro que peixes cativos fiquem tão grandes.

Nota do Autor: A maioria dos espécimes cativos pairará em torno de 12 polegadas quando totalmente crescido.

Se você quiser que esses peixes fiquem o maior possível, é importante fornecer-lhes o melhor cuidado possível. Tenha um plano desde o primeiro dia e mantenha-se consistente para ajudá-los enquanto ainda estão crescendo.

Cuidados com o Peixe-Imperador

Cuidar do peixe-imperador não é uma tarefa fácil. Na natureza, esses peixes podem viver a mais de 300 pés de profundidade. Além disso, eles vivem em habitats biologicamente ricos.

Isso significa que recriar um ambiente semelhante em um aquário de água salgada em casa pode ser difícil.

No entanto, é definitivamente possível com um pouco de know-how. Abaixo estão algumas diretrizes de cuidados para ajudá-lo a acertar!

Tamanho do Aquário

Os peixes-imperadores são bastante territoriais. Na natureza, eles são conhecidos por ter territórios de até 10.000 pés quadrados. Obviamente, isso não é possível em um aquário doméstico. Mas você precisa fornecer espaço suficiente para ajudar o peixe a prosperar.

Recomenda-se manter os juvenis em tanques que possam conter pelo menos 125 galões. Se você planeja manter um par, aumente esse volume para pelo menos 180 galões.

Adultos precisarão de ainda mais espaço. Peixes-imperadores adultos totalmente crescidos devem viver em tanques de no mínimo 220 galões.

Nota do Autor: Como sempre, se você puder fornecer um tanque ainda maior, essa espécie ficará ainda mais feliz. Espaço extra nunca é demais!

Guia de Cuidados com Sohal Tang: Dieta e ReproduçãoGuia de Cuidados com Sohal Tang: Dieta e Reprodução

Parâmetros da Água

Ao configurar seu aquário de água salgada, você precisa replicar ambientes oceânicos naturais o máximo possível. O peixe-imperador costuma responder negativamente a condições que são significativamente (ou até levemente) diferentes do que estão acostumados.

Primeiro, o aquário deve ser configurado vários meses antes de adicionar o peixe. Isso ajuda a criar suficiente crescimento biológico ao mesmo tempo que estabiliza as condições.

Ciclar seu tanque por um mínimo de seis meses é ideal.

Aqui estão os parâmetros da água para atingir enquanto você está preparando a nova casa do seu peixe-imperador.

  • Temperatura da água: 72°F a 82°F graus (em algum lugar no meio dessa faixa é ideal)
  • Níveis de pH: 8,1 a 8,4
  • Dureza da água: 8 a 12 dKH
  • Gravidade específica: 1,020 a 1,025 (em torno de 1,023 é o melhor)

Faça testes de água regulares para ter certeza de que esses parâmetros estão estáveis antes de introduzir seu peixe-imperador em seu novo lar. Estes não são peixes onde você pode ajustar sobre a marcha. Faça o que puder para acertar na primeira vez!

Como Configurar Seu Tanque

Os peixes-imperadores tendem a se mover para diferentes ambientes à medida que envelhecem. No entanto, uma constante é que eles geralmente ficarão perto dos recifes. Com isso em mente, você deve projetar seu tanque de acordo.

Um item essencial é a rocha viva. As rochas vivas funcionam como fonte de alimento para o peixe-imperador. Eles também o usarão para se esconder.

Muito coral também é bom. Mas você tem que ter cuidado com os tipos de coral que introduz no tanque. Essa espécie é conhecida por se alimentar de corais pedregosos e macios. Sua melhor aposta seria adicionar corais pedregosos de pólipos pequenos, corais bolha, anêmona do disco, corais martelo e pólipos estrelados.

Não exagere nas pedras e corais. Seu peixe precisará de muito disso para prosperar. No entanto, eles também precisam de bastante espaço para nadar no tanque.

Nota do Autor: Um sistema de filtração forte é necessário para o tanque. Esses peixes produzem muitos resíduos. Portanto, o filtro deve ser eficiente o suficiente para ciclar o tanque e regular os níveis.

Outras coisas que você deve considerar são o fluxo e a iluminação. O peixe-imperador tolerará qualquer nível de fluxo. Mas eles preferem água de movimento lento.

A iluminação forte é recomendada para essa espécie. Não só ajuda a trazer sua coloração, mas também pode ajudar você a evitar doenças (mais sobre isso depois).

Potencial de Doença

Infelizmente, os peixes-imperadores estão em risco de apresentar várias doenças. As mais comuns são Ich, Veludo Marinho e Doença da Erosão da Cabeça e da Linha Lateral.

Se você tem alguma experiência com peixes marinhos ou tropicais, sabe o que é Ich! Também conhecida como Doença do Ponto Branco, essa condição é causada por um parasita externo. É altamente contagioso e pode ser fatal se não for tratado.

Veludo Marinho é outra doença parasitária. Quando infectado, o flagelado da pele cobre o corpo com manchas douradas. É reminiscente de veludo, daí o nome.

Finalmente, há a Doença da Erosão da Cabeça e da Linha Lateral, também conhecida como HLLE ou Doença dos Buracos na Cabeça. A causa exata dessa doença não é definitiva, mas teoriza-se que fornecer ao peixe-imperador muita luz pode ajudar a evitá-la.

A melhor maneira de evitar qualquer uma dessas doenças é estar atento às condições do tanque. Estresse ou parasitas na água desencadearão a doença. Manter as condições e manter os peixes felizes pode prevenir problemas graves de saúde.

Nota do Autor: Faça uma mudança de água de 15 por cento a cada duas semanas. Se você tiver corais no tanque, faça apenas mudanças de 10 por cento para evitar danos.

Alimentação e Dieta

Os peixes-imperadores são onívoros. Na natureza, eles são considerados peixes limpadores e comem praticamente qualquer coisa que podem encontrar no ambiente.

Um peixe-imperador nadando e procurando comida

Quando você introduzir o peixe no tanque pela primeira vez, eles provavelmente serão relutantes em comer. Durante as primeiras semanas, permita que eles encontrem alimentos na rocha viva. Esta é outra razão pela qual ter um tanque estabelecido é útil!

Depois disso, você pode introduzir lentamente a comida no tanque. O peixe-imperador gosta de comer alimentos como Spirulina, algas e ração comercial para peixes marinhos. Você também pode criar refeições personalizadas com alimentos vivos ou congelados.

Camarão, vieira picada e pedaços de lula são favoritos quando se trata de proteína. Para alimentos de base vegetal, você pode experimentar espinafre e algas marinhas.

Durante as primeiras semanas no seu aquário, alimente o peixe com cerca de cinco pequenas refeições por dia. Em seguida, transite lentamente para três refeições.

Nota do Autor: Forneça apenas comida suficiente que o peixe possa consumir em cinco minutos. Em seguida, remova qualquer comida restante para manter a qualidade da água.

Comportamento e Temperamento

Esses peixes são muito territoriais e semiagressivos. Os machos tendem a lutar por território, portanto, tenha cuidado em mantê-los juntos no mesmo tanque.

O mesmo vale para qualquer peixe menor. Apesar de sua beleza, o peixe-imperador pode ser um valentão com peixes menores. Eles também são conhecidos por intimidar outros peixes-anjo ou qualquer espécie com perfil semelhante.

No início, seu peixe-imperador pode ser bastante tímido no novo ambiente. Eles podem passar mais tempo se escondendo do que procurando comida.

No entanto, tudo muda assim que eles se aclimatam.

Uma vez confortáveis, você pode ver seu peixe procurando comida e explorando. Eles são muito ativos nas condições certas. Eles ficarão mais confiantes com o tempo. Eventualmente, eles começarão a defender seu território.

Nota do Autor: Se você ouvir um estranho ruído de grunhido, não se alarme. Isso é apenas o que os peixes-imperadores fazem quando se sentem ameaçados!

Companheiros de Tanque

Devido à sua natureza semiagressiva, você deve ter muito cuidado com os companheiros de tanque. Geralmente, é melhor introduzir o peixe-imperador por último em um tanque comunitário. Isso pode ajudar a reduzir a chance deles exibirem comportamento territorial.

Você pode manter um par ligado de peixes-imperadores juntos. Até duas fêmeas e um macho geralmente vão bem. Mas, você deve evitar colocar dois machos de peixe-imperador juntos.

O mesmo vale para outros peixes-anjo com padrões de cor semelhantes. Desde que o peixe-anjo não seja visualmente muito semelhante, não deveria haver problemas.

Na maioria das vezes, os peixes-imperadores se saem bem com outras grandes espécies de água salgada, como as seguintes:

Reprodução

A reprodução de peixes-imperadores é muito difícil em cativeiro. É possível em ambientes massivos, mas a reprodução em aquários domésticos é quase impossível devido às condições específicas que esses peixes exigem.

Na natureza, eles geralmente só desovam durante um curto período no final do ano. Quando estão prontos para desovar, o macho e a fêmea se elevam perto da superfície da água. A fêmea distribuirá então seus ovos na forte corrente onde eles derivarão em segurança.

Nota do Autor: Isso simplesmente não é possível em uma configuração de aquário doméstico. Como resultado, pares ligados raramente tentarão desovar.

Se houver um avanço e alguém descobrir uma técnica de reprodução consistentemente bem-sucedida para esta espécie, certamente atualizaremos este guia. Até lá, nossa recomendação é evitar tentar de todo (mesmo que seja apenas por diversão).

Pronto para a Tarefa?

Agora que você leu o guia, está na hora de decidir se está pronto para fazer o necessário para fornecer cuidados excelentes ao peixe-imperador.

Veja, entender o que é necessário para possuir esses peixes não é o que é difícil. O que torna difícil é realmente seguir em frente e fazer o trabalho.

Se você tem espaço suficiente para um grande aquário de água salgada (e todo o equipamento que vem com ele) e está disposto a ciclar o tanque por um tempo antes de comprar, vá em frente!

Esses peixes são uma alegria de se possuir e a beleza que trarão ao seu aquário é incrivelmente única. Confie em nós, você passará horas assistindo eles nadarem.

Se você tiver alguma dúvida sobre os fatos ou recomendações que abordamos neste guia de cuidados, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco. Estamos sempre felizes em ajudar!

José Ferreira

José, amante de todos os aquários, dedicou sua vida à aquariofilia, criando habitats aquáticos detalhadamente planejados. Um verdadeiro conhecedor de peixes, José se destaca na comunidade aquarista, sendo uma referência no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações