Rasbora Tesoura: Tamanho e Expectativa de Vida

A rasbora de cauda em tesoura é uma espécie de água doce divertida de se ter e é uma ótima escolha para muitos aquaristas. Desde que você esteja disposto a dar um pouco de atenção e configurar um tanque adequado, esses peixes irão prosperar.

Este guia vai cobrir tudo o que você deve saber sobre o cuidado com a rasbora de cauda em tesoura. Seu tamanho, expectativa de vida, dieta, companheiros de tanque e tamanho do tanque são todos abordados!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

A rasbora de cauda em tesoura (Rasbora trilineata) é uma espécie de peixe de água doce atraente, conhecida por sua forma de nadadeira distinta. À primeira vista, esse peixe parece o seu típico vairão ou piaba. Mas um exame mais atento revela lindos padrões de cor e alguns comportamentos de natação únicos.

Rasboras de cauda em tesoura nadando em um tanque

A rasbora recebe alguns nomes diferentes. A maioria dos peixes no comércio de animais de estimação são criados em cativeiro, e você pode vê-los sendo chamados de tudo, desde "rasbora de cauda preta" até "rasbora de três linhas". Qualquer que seja o nome em seu fornecedor local de peixes, a rasbora de cauda em tesoura é um peixe único para se possuir e cuidar.

É nativo de rios de água lenta no Sudeste Asiático. Mais especificamente, eles são predominantemente encontrados na bacia do rio Mekong no Laos, Tailândia e Camboja. Rios lentos e fáceis são onde o peixe vive mais, mas também é encontrado em correntes rápidas e lagos. 

A rasbora de cauda em tesoura é uma espécie de água doce convincente. Relativamente fácil de manter saudável, eles podem fazer adições animadas ao seu tanque.

Aparência

A maior parte do corpo da rasbora de cauda em tesoura é prateada e iridescente. Com a iluminação adequada, as escamas criam um lindo brilho que você não pode deixar de apreciar. O corpo é esguio e esbelto, assumindo uma silhueta semelhante a um dardo perfeita para deslizar pela água.

Correndo da parte de trás das brânquias até a cauda há uma linha preta sutil. Ela acentua a cauda bifurcada única. A maioria dos peixes tem uma nadadeira caudal bifurcada, mas a da rasbora de cauda em tesoura é profunda. 

Começa transparente, mas as pontas de ambas as forquilhas apresentam grossas listras listradas de amarelo, preto e branco. Esta é uma das características mais marcantes do peixe.

Expectativa de vida

A expectativa de vida média da rasbora de cauda em tesoura é de cerca de cinco anos. No entanto, algumas rasboras de cauda em tesoura podem viver por até sete anos nas condições certas.

Ciclídeo Lobo: Guia de Tamanho e DietaCiclídeo Lobo: Guia de Tamanho e Dieta

Não há como garantir por quanto tempo esses peixes viverão. A genética desempenha um papel na longevidade do peixe, e o mesmo acontece com o nível de cuidados que você oferece. Como você esperaria, peixes em condições de vida inadequadas podem sucumbir a doenças e morte prematura.

Tamanho médio

O tamanho médio da rasbora de cauda em tesoura geralmente é de cerca de três polegadas e meia de comprimento. A maioria é menor quando você os compra em um viveiro de peixes, mas eles rapidamente atingem esse tamanho com cuidados adequados.

Nota do autor: Vale ressaltar que alguns aquaristas verão seus peixes ficarem ainda maiores. Não é incomum que uma rasbora de cauda em tesoura adulta atinja comprimentos de cerca de seis polegadas com uma dieta saudável e cuidados ideais.

Cuidados com a rasbora de cauda em tesoura

O cuidado com a rasbora de cauda em tesoura não é muito difícil para a maioria dos aquaristas. Elas são consideradas amigáveis para iniciantes e não têm muitos desafios únicos a superar.

Se você seguir as seguintes diretrizes de cuidado, sua rasbora de cauda em tesoura deve viver uma vida feliz e saudável.

Tamanho do Tanque

As rasboras de cauda em tesoura precisam de bastante espaço para nadar, mas não são tão grandes que você precisa investir em um tanque enorme.

A maioria dos aquaristas concorda que 20 galões é o menor tamanho de tanque que você deve considerar para rasboras de cauda em tesoura. No entanto, um aquário de 30 galões é ainda melhor se você tiver espaço para isso.

Nota do Autor: Esses tamanhos de tanque podem suportar um pequeno grupo de seis peixes. Se suas rasboras de cauda em tesoura crescerem mais do que a média, pode valer a pena investir em um aquário maior para acomodar seus estilos de vida ativos.

Esses peixes são nadadores fortes, então eles se saem melhor em tanques orientados horizontalmente. Eles residem nas partes superior e média da coluna de água e passam a maior parte do dia indo e vindo. Embora tanques mais altos sejam adequados, um tanque mais comprido com mais espaço para natação é sempre melhor.

Parâmetros da água

Como qualquer outra espécie de peixe, o melhor a se fazer ao configurar um tanque é replicar as condições de água do habitat natural deles. Esses peixes vêm de rios, córregos e lagos no Sudeste Asiático. As águas são de natureza tropical, tornando as coisas um pouco mais fáceis para aquaristas como você.

Tubarão Bala: Tamanho do Tanque e DietaTubarão Bala: Tamanho do Tanque e Dieta

As rasboras de cauda em tesoura prosperam na maioria das condições padrão de água. Como resultado, eles se saem bem em tanques comunitários de espécies múltiplas com parâmetros básicos de água. Embora adaptáveis até certo ponto, a estabilidade é a coisa mais importante.

É crucial monitorar as condições da água e evitar quaisquer flutuações significativas. Caso contrário, você poderia criar um ambiente estressante para seus peixes.

  • Temperatura da água: 73 a 78 graus Fahrenheit
  • Níveis de pH: 6,0 a 7,0 (Cerca de 6,6 é ideal)
  • Dureza da água: 2 a 12 dGH

Configurando o interior do tanque

As rasboras de cauda em tesoura são muito adaptáveis quando se trata de decoração. Elas não são exigentes, mas há algumas coisas que você deve garantir incluir.

A primeira é criar um espaço aberto para natação. Tanques muito cheios não são ótimos para rasboras de cauda em tesoura. Elas precisam de espaço para se movimentar e muito para exercitar suas habilidades de natação.

A boa notícia é que você pode focar sua decoração nas partes inferiores do tanque e seu perímetro. Esses peixes raramente se aventuram até o fundo, mas apreciam alguns esconderijos para explorar.

O melhor tipo de decoração imita os leitos dos rios do habitat natural deles. Itens como madeira morta e rochas são todas excelentes escolhas. Para o substrato, escolha um material de cor escura, como areia preta.

As rasboras de cauda em tesoura apreciam ter plantas macias para nadar. No entanto, eles devem ser esparsamente colocados ao redor do perímetro do tanque para manter aquela área de natação aberta. Qualquer planta delicada e macia funcionará. 

Essa espécie de peixe particularmente gosta de musgo java. Você também pode adicionar turfa ou folhas de amêndoa indiana para adicionar alguns taninos à água. Embora não seja obrigatório.

A iluminação suave é a melhor para as rasboras de cauda em tesoura. Embora preferem iluminação suave, elas se adaptam bem à maioria das condições. Essa espécie se sai bem em um aquário com outros peixes comunitários amigáveis, então não tem problema em ter luzes mais fortes se essa for a preferência de outras espécies no aquário.

Quanto aos equipamentos, há um par de indispensáveis. Primeiro, certifique-se de ter uma corrente sutil. Você pode criar uma com uma bomba d'água ou usar a saída do seu sistema de filtragem.

Ciclídeo Papagaio de Sangue: Comportamento e Companheiros de TanqueCiclídeo Papagaio de Sangue: Comportamento e Companheiros de Tanque

A corrente não precisa ser forte. Esses peixes geralmente vivem em rios de água lenta. No entanto, eles apreciam ter algum movimento.

Nota do autor: Não se esqueça de investir em uma tampa bem ajustada! As rasboras de cauda em tesoura são propensas a pular para fora dos tanques se não houver nada para impedi-las de fazer isso.

Possíveis doenças comuns

As rasboras de cauda em tesoura não são propensas a quaisquer doenças genéticas ou condições de saúde importantes. Essa é a boa notícia. No entanto, esses peixes podem sofrer de todos os problemas de saúde habituais que podem afetar peixes de água doce em más condições.

Ich, também conhecida como doença de pontos brancos, é o produto do estresse. Geralmente afeta peixes que vivem em tanques sujos. O Ich também se instala quando os parâmetros da água flutuam repentinamente.

A doença faz com que pontos brancos se desenvolvam por todo o corpo. É altamente contagiosa e pode se espalhar para outros peixes no mesmo aquário. Se não for tratada, pode levar à morte.

Felizmente, é muito fácil de tratar com medicamentos à base de cobre.

As rasboras de cauda em tesoura também podem ter algo chamado necrose de nadadeira, uma doença bacteriana que come as pontas da cauda listrada característica. Geralmente, a necrose das barbatanas ocorre quando o peixe tem uma dieta pobre. Tanques superlotados com condições precárias de água também podem causá-la.

Os veterinários geralmente prescrevem antibióticos seguros para peixes para matar as bactérias e estimular a cicatrização.

Finalmente, as rasboras de cauda em tesoura podem sofrer de infecções fúngicas. Quando isso acontece, o corpo pode desenvolver grandes manchas brancas, coloração opaca e uma camada de limo cinza sobre as escamas.

Este problema de saúde é, mais uma vez, causado por condições precárias da água. Para tratar infecções fúngicas, é necessário colocar em quarentena o peixe afetado, aumentar a temperatura para matar qualquer fungo e fornecer a medicação adequada.

Alimentação e dieta

As rasboras de cauda em tesoura não fugirão da comida. Elas aceitam a maioria dos alimentos secos comerciais para peixes sem problemas. Flocos e péletes são fáceis de obter e podem tornar a alimentação muito mais simples.

Escolha uma fórmula bem equilibrada. Aquelas formuladas para intensificar a coloração podem realçar os detalhes listrados únicos na nadadeira.

Sempre que possível, forneça alimentos vivos, congelados ou liofilizados. Na natureza, a dieta do peixe consiste principalmente de insetos. Dar a eles esses alimentos não só fornecerá nutrição valiosa, mas também enriquecimento.

Eles comerão animadamente tudo, desde artêmias e dáfnias até vermes de sangue e larvas de mosquito.

Nota do autor: Esta espécie precisa de muita comida para permanecer saudável. A maioria dos especialistas em peixes recomenda alimentar o peixe três vezes por dia. Forneça comida suficiente para que eles possam consumir em três minutos.

Se sobras ficarem no tanque após três minutos, faça o possível para removê-las e ajuste suas porções de alimentação. Restos de comida podem estragar rapidamente as condições da água, portanto, evitar a superalimentação é essencial.

Comportamento e temperamento

As rasboras de cauda em tesoura são peixes passivos. Elas geralmente são bastante pacíficas e se dão bem com a maioria das espécies de água doce. Elas tentarão se defender se outro agressor causar problemas, mas esses peixes raramente iniciam brigas por conta própria.

Elas são uma espécie curiosa e brincalhona. Você pode observar as rasboras de cauda em tesoura ziguezagueando para frente e para trás através do espaço de natação aberto para fazer exercício. Em seguida, eles explorarão plantas e decorações para passar o tempo.

Na natureza, as rasboras de cauda em tesoura são peixes de cardume. Eles vivem em grupos massivos e muitas vezes se movem como unidades.

Em um aquário doméstico, eles não dependem tanto de grandes grupos. Mas eles precisam ter outros no mesmo espaço para permanecerem saudáveis. Manter pelo menos meia dúzia de peixes juntos é a melhor prática para essa espécie.

Em um pequeno grupo, as rasboras de cauda em tesoura são mais confiantes. Eles nadarão juntos, explorando a área sem medo. Sem um grupo, eles podem ficar ansiosos e propensos a doenças.

Nota do autor: Esta espécie de peixe é fácil de assustar, então tome cuidado ao abrir a tampa do tanque. Eles frequentemente pulam para fora da água quando pegos de surpresa.

Companheiros de tanque da rasbora de cauda em tesoura

Ao lado de um pequeno grupo de sua própria espécie, existem muitos excelentes companheiros de tanque da rasbora de cauda em tesoura a considerar. Esses peixes podem coabitar pacificamente com outras espécies de mentalidade semelhante. Basta evitar qualquer peixe que seja muito grande ou agressivo.

Eles podem ser rápidos, mas esses peixes ainda podem se tornar comida para peixe para predadores grandes e agressivos. Também é uma boa ideia evitar beliscadores de nadadeira.

Os melhores companheiros de tanque para a rasbora de cauda em tesoura incluem:

Reprodução

Reproduzir rasboras de cauda em tesoura não é muito difícil. No entanto, requer algum trabalho preparatório.

Comece preparando seu tanque de reprodução.

As rasboras de cauda em tesoura são espalhadoras de ovos. As fêmeas nadam pelo tanque, depositando os ovos como se estivessem espalhando confete! Para maximizar a sobrevivência dos ovos, equipe a metade inferior do tanque com tela. Você também pode usar tapetes de desova.

A tela e os tapetes protegerão os ovos e impedirão que os adultos os devorem.

Para as condições da água, aumente a temperatura para 77 a 82 graus Fahrenheit. Mantenha a iluminação fraca e altere o equilíbrio de pH para leve acidez.

Em seguida, você precisará identificar as fêmeas. Elas geralmente são mais cheinhas do que os machos. Elas têm corpos mais arredondados, em vez daquele perfil superesbelto.

Condicione os machos e as fêmeas com alimentos ricos em proteínas. Forneça muitos vermes de sangue, artêmias, dáfnias e outros alimentos de alta qualidade. Fazer isso preparará eles para a desova e desencadeará o desenvolvimento dos ovos nas fêmeas.

Continue fornecendo esses alimentos até a desova ocorrer. Depois que a fêmea depositar os ovos, remova os adultos. Os ovos são sensíveis a problemas fúngicos, então é sábio realizar trocas frequentes de água e usar tratamentos antifúngicos.

Você só terá que fazer isso por um curto período de tempo. Os ovos eclodem em cerca de 24 horas. Depois disso, as crias se alimentam do saco vitelino por dois dias.

Quando os peixes jovens se tornarem livres para nadar, você poderá oferecer alimentos em pó para peixes e náuplios de artêmias recém-eclodidos.

Conclusão

Esperamos que este guia sobre o cuidado com a rasbora de cauda em tesoura tenha sido útil e o faça se sentir mais confiante em comprar algumas para você!

Se você tiver alguma dúvida sobre esta espécie e quiser uma ajuda extra, avise-nos. Estamos mais do que felizes em lhe dar uma mão.

Ana Santos

Ana cultivou um fascínio por aquariofilia desde pequena. Com um olhar atento e uma paixão por peixes, ela criou seu próprio santuário aquático em casa. Hoje, Ana é uma referência na comunidade de aquariofilia brasileira, compartilhando seu conhecimento e promovendo a preservação dos ecossistemas aquáticos através de workshops e palestras. Com dedicação e amor, Ana transformou sua paixão em uma jornada de aprendizado e descobertas constantes no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações