Barbo Rosy: Guia de Reprodução e Dieta

Os barbos rosa são um maravilhoso peixe de água doce que recomendamos para aquaristas de todos os níveis de experiência. Eles são bonitos, fáceis de cuidar e divertidos de observar!

No entanto, ainda é importante entender suas necessidades em cativeiro se você quiser possuir alguns. Mesmo sendo uma espécie resistente, seu objetivo deve ser sempre proporcionar os melhores cuidados possíveis.

E é aí que este guia entra. Nele, você encontrará tudo o que precisa saber sobre os cuidados com o barbo rosa. Você aprenderá sobre sua dieta, companheiros de tanque compatíveis, tamanho, configuração do tanque e até como reproduzi-los!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Se você está procurando adicionar uma explosão de cor ao seu aquário, os barbos rosa são uma espécie de água doce que vale a pena pesquisar. O barbo rosa (nome científico: Puntius conchonius) é um peixe popular que nada em cardumes. Quando mantidos em grandes grupos, eles podem se mover juntos para criar um lindo brilho rosa em seu tanque.

Originalmente, os barbos rosa vêm de vários países do sul da Ásia. Eles são mais comumente encontrados na Índia e Bangladesh. Populações ferais também surgiram! Essas populações não nativas são encontradas em países como Austrália, Cingapura e México, para citar alguns.

Dois barbos rosa nadando juntos em um aquário de água doce

Os barbos rosa fazem parte do comércio de animais de estimação há muito tempo, e é por isso que comunidades ferais de peixes se desenvolveram em regiões não nativas.

Esses peixes são um pilar nas lojas de animais ao redor do mundo. Custando apenas alguns dólares, eles são uma espécie de peixe acessível que os aquaristas novos e experientes podem desfrutar.

Expectativa de Vida

A expectativa de vida típica de um barbo rosa é de cerca de 5 anos quando adequadamente cuidado.

Embora os barbos rosa sejam bastante resistentes, eles podem reagir negativamente a condições precárias de água e à falta de cuidados de qualidade. Eles podem sofrer de doenças e estresse, o que reduz significativamente sua expectativa de vida.

Para evitar isso, é importante fornecer os melhores cuidados possíveis. Você nunca deve confiar na resistência natural de uma espécie.

Rasbora Tesoura: Tamanho e Expectativa de VidaRasbora Tesoura: Tamanho e Expectativa de Vida

Aparência

Comparados a outras espécies de peixes, os barbos rosa são bastante simples em termos de aparência. Eles não têm marcações ou características marcantes demais.

Mas é essa simplicidade que torna um grupo de barbos rosa uma alegria para assistir.

O corpo do peixe é largo e em forma de torpedo. A cauda tem uma profunda bifurcação, enquanto as nadadeiras dorsais e anais são bastante curtas. As nadadeiras são transparentes e têm uma cor semelhante à do corpo. No entanto, a maioria dos peixes também tem algumas bordas pretas sutis.

Nota do Autor: Falando sobre a cor do corpo, existem algumas diferenças entre machos e fêmeas. Os machos são os mais vibrantes dos sexos. Eles geralmente assumem um lindo tom vermelho ou rosa. As fêmeas têm uma cor mais contida. Tipicamente, elas serão douradas ou prateadas.

Muitos espécimes também têm um único ponto preto. Está localizado na parte traseira do corpo, perto da cauda.

Tamanho Médio

O tamanho médio de um barbo rosa é de cerca de 15 cm de comprimento quando totalmente desenvolvido. Geralmente, essa espécie é considerada madura quando tem apenas cerca de 6,5 cm de comprimento.

A maioria dos barbos rosa vendidos nas lojas tem apenas alguns centímetros de tamanho. Isso às vezes engana os proprietários inexperientes a pensar que eles não são tão grandes quanto são!

Cuidados com o Barbo Rosa

O cuidado com o barbo rosa é bastante fácil, o que é uma das razões pelas quais esse peixe é tão popular na cena de aquários de água doce. De fato, eles são um dos peixes mais fáceis de cuidar!

Conhecidos por sua resistência, essa espécie pode se adaptar a uma ampla gama de condições sem problemas.

Claro, ainda existem algumas diretrizes básicas a serem seguidas. A chave para manter seus peixes saudáveis e prósperos é atender a todas as suas necessidades ambientais e dietéticas básicas.

Ciclídeo Lobo: Guia de Tamanho e DietaCiclídeo Lobo: Guia de Tamanho e Dieta

Aqui estão algumas dicas de cuidados para ajudá-lo a começar!

Tamanho do Tanque

Ao escolher o tanque certo para seus barbos rosa, opte por um que tenha pelo menos 75 litros de água.

Nota do Autor: Lembre-se, esses são peixes que nadam em cardumes. Portanto, você não está apenas considerando as necessidades de um único peixe. Em vez disso, você deve pensar em todo o grupo.

No entanto, acreditamos que um tanque de 75 litros é o mínimo absoluto para um pequeno grupo de cinco peixes.

Se você tiver espaço em sua casa e orçamento para conseguir algo um pouco maior, um tanque de 110 litros com certeza é uma escolha melhor. Com 110 litros, seus peixes terão mais espaço para explorar o tanque juntos.

Parâmetros da Água

Na natureza, você pode encontrar barbos rosa vivendo em rios e lagos de águas rápidas. Esses são peixes tropicais que se saem melhor em águas um pouco mais quentes.

No entanto, eles podem se adaptar muito bem às condições básicas do tanque de água doce. Ao contrário de outras espécies, os barbos rosa podem tolerar flutuações de nível aqui e ali. Desde que não haja mudanças extremas, esses peixes podem se safar sem grandes problemas.

Os barbos rosa também têm reputação de lidar com níveis mais altos de nitratos. Isso é particularmente útil para novos tanques, pois você não precisa esperar por um ciclo completo de nitrogênio para introduzir seus peixes em seu novo lar.

Mas antes de fazer isso, certifique-se de que a água em seu tanque atenda aos seguintes parâmetros.

  • Temperatura da água: 18°C a 26°C (algum lugar em torno de 22°C a 23°C é o melhor)
  • Nível de pH: 6,0 a 7,0
  • Dureza da água: 4 a 10 KH

Apesar de sua natureza resistente, ainda é recomendado realizar testes regulares de água para ter certeza de que esses parâmetros estão onde você quer que estejam. Nunca use a resistência como desculpa para ser preguiçoso!

Tubarão Bala: Tamanho do Tanque e DietaTubarão Bala: Tamanho do Tanque e Dieta

Montando o Tanque

Os barbos rosa preferem um ambiente bem decorado. Essa espécie é bastante curiosa e brincalhona. Como resultado, ter uma tonelada de itens decorativos vai contribuir muito para manter seus peixes enriquecidos e felizes.

Na parte inferior do aquário, crie uma camada de substrato de areia. Os barbos rosa não passam muito tempo no fundo do tanque. Eles geralmente se concentram nas partes do meio e de cima do aquário. No entanto, a areia ajudará com as plantas.

Um barbo rosa fêmea nadando em um tanque bem plantado

Você tem que ter cuidado com os tipos de plantas que introduz. Os barbos rosa têm fama de rasgar folhas de plantas. Pode levar algum teste e erro, mas a maioria dos proprietários obtém sucesso com plantas que têm folhas firmes. Samambaias são uma boa escolha.

Depois de decidir o que adicionar, introduza muita vegetação. As plantas servirão como um local de exploração, além de fornecer muitos lugares para seus peixes se esconderem e se sentirem seguros.

Você também pode adicionar cavernas, galhos, pedras e enfeites de plástico.

Em termos de equipamentos, um sistema de filtração eficiente é obrigatório. Esses peixes não têm necessidades especializadas. Mas eles preferem águas altamente oxigenadas. Um filtro de montagem traseira com uma saída de cachoeira é perfeito, pois continuamente adiciona oxigênio à água.

Nota do Autor: Certifique-se de ter uma tampa apertada! Os barbos rosa são excelentes saltadores. Eles podem pular facilmente para fora do aquário se você não tiver uma tampa.

Possíveis Doenças Comuns

Nenhum peixe é imune a doenças, mas algumas espécies são mais resistentes que outras. Os barbos rosa acontecem de ser uma das espécies de água doce mais resistentes!

Se seu peixe ficar doente, há uma boa chance de ser por causa da Ich. Também conhecida como doença de pontos brancos, a Ich é uma das doenças de água doce mais prevalentes e pode afetar todas as espécies.

Causada por um ectoparasita, a doença é facilmente identificada pelas manchas brancas que se formam por todo o corpo. É altamente contagiosa, então toda a comunidade pode sofrer com a doença rapidamente.

A boa notícia é que a Ich é fácil de tratar com alguns medicamentos de venda livre. Os barbos rosa lidam bem com medicamentos à base de cobre, então você pode resolver os problemas de Ich rapidamente.

A melhor maneira de evitar a Ich em primeiro lugar é ficar por dentro das condições da água. Sabe-se que a doença afeta peixes estressados. Monitore as temperaturas e os níveis de pH. Além disso, faça mudanças semanais de água para manter baixos os níveis de amônia e nitrato.

Alimentação e Dieta

Os barbos rosa não fugirão da comida! Eles são comedores oportunistas que aceitarão praticamente qualquer coisa que você colocar no tanque.

A coisa mais fácil de alimentar os barbos rosa é a ração seca para peixes. Procure por uma ração equilibrada, em flocos ou em péletes, que forneça todos os nutrientes necessários para seu peixe.

Se você preferir uma abordagem mais natural, há muitos outros alimentos que você pode fornecer também. Esses peixes apreciam alimentos vivos, congelados e liofilizados. Alimentos ricos em proteínas, como minhocas de sangue, pequenos insetos, crustáceos e artemia são todas boas opções.

Eles até aceitam alimentos de origem vegetal. Ervilhas e abobrinha equilibradas são favoritos entre os proprietários de animais de estimação.

Alimente seus peixes duas vezes ao dia e forneça apenas comida suficiente para durar dois minutos. Tenha cuidado para não alimentá-los em excesso. Os barbos rosa comerão tudo que puderem, portanto, o ganho de peso é possível.

Comportamento e Temperamento

Os barbos rosa são pacíficos e não agressivos. Eles podem ser um pouco tímidos quando estão sozinhos ou quando são introduzidos em um novo ambiente.

No entanto, eles ganharão confiança com o tempo. Isso é especialmente verdadeiro se eles tiverem um grande grupo para socializar.

A única forma de agressão que você pode experimentar é a mordiscada de nadadeiras. Os barbos rosa têm o mau hábito de perseguir peixes com caudas esvoaçantes. Como são nadadores poderosos, não é incomum que os barbos rosa destruam as caudas de outros peixes!

Nota do Autor: Felizmente, esse comportamento tende a se tornar menos comum quando o barbo rosa está em um grupo de cardume. Eles se concentrarão mais em atividades em grupo do que na mordiscada de nadadeiras.

Companheiros de Tanque do Barbo Rosa

Várias espécies podem coexistir como companheiras de tanque com o barbo rosa. Em geral, esses peixes de água doce são muito pacíficos e se saem bem em aquários comunitários!

Desde que você evite peixes de nadadeiras longas para evitar o comportamento de mordiscada de nadadeiras mencionado anteriormente, você não deve encontrar muitos problemas.

Antes de começar a procurar outras espécies, certifique-se de ter barbos rosa suficientes para começar. Recomendamos manter pelo menos um grupo de cinco. Um grupo é necessário para a saúde e bem-estar dessa espécie, então não tente manter um barbo rosa solitário.

Além do grupo, aqui estão algumas outras espécies que fazem ótimos companheiros de tanque para o barbo rosa:

Os barbos rosa também podem se dar bem com vários tipos de caracóis, bem como com camarões.

Nota do Autor: Vale ressaltar que manter caracóis e camarões como companheiros de tanque não tem 100% de sucesso. Se você vir sinais de agressividade ou que seu barbo rosa os está vendo como alimento, deve separá-los imediatamente.

Reprodução

A reprodução do barbo rosa é bastante viável em cativeiro. Você pode até testemunhar o comportamento de desova no tanque da comunidade principal! No entanto, é sempre melhor reproduzir esses peixes em um ambiente separado, por segurança.

Curiosamente, os barbos rosa preferem se reproduzir em águas rasas.

Por causa disso, você deve configurar um tanque de reprodução separado de 75 a 110 litros. Encha-o com alguns centímetros de água. Como o tanque principal, ele deve ter um substrato de areia e muitas plantas.

Agora, coloque um par consolidado no tanque de reprodução. Quando estiver pronta, você notará que a cor da fêmea fica mais vibrante. Ela também pode inchar com os ovos.

O par, então, executará um estranho comportamento de acasalamento. Eles se moverão juntos no tanque, enquanto o macho continuamente cutuca a fêmea. Eventualmente, ela depositará seus ovos.

Os ovos são pegajosos, então há muitos lugares em que ela poderia colocá-los. Alguns barbos rosa os espalham pelo substrato, enquanto outros os deixam cair nas folhas das plantas.

Assim que a fêmea tiver posto seus ovos, remova o par consolidado. Eles não exibirão nenhum comportamento parental. Em vez disso, eles tentarão comer os ovos!

Deixe os ovos incubarem no tanque. Levará cerca de 30 horas para os ovos eclodirem. Nesse meio tempo, configure um tanque separado para as larvas. Elas precisam de espaço para crescer. Os poucos centímetros de profundidade do tanque de reprodução não serão suficientes.

Depois que os ovos eclodirem, eles se alimentarão do ovo até conseguirem nadar livremente. Nesse ponto, forneça infusórios ou alimento líquido. Quando forem grandes o suficiente, passe para a artemia recém-nascida. Eles devem ser alimentadas três vezes por semana.

Assim que as larvas forem grandes o suficiente para nadar sozinhas, leve-as para o tanque maior de criação.

Resumindo

Como você pode ver, o cuidado com o barbo rosa não é difícil. Esses peixes de água doce são extremamente de baixa manutenção e um prazer de se possuir.

Mas não caia na armadilha de cortar caminhos devido à sua resistência! No final das contas, seu trabalho deve ser ajudar seu peixe a prosperar o máximo possível (não importa o que eles possam tolerar).

Sinta-se à vontade para enviar quaisquer outras dúvidas que você tenha e que não abordamos neste guia. Estamos mais do que felizes em ajudar!

João Silva

João, um dedicado aquarista desde a infância, é conhecido pela sua paixão pela aquariofilia. Através do cuidado meticuloso com os seus aquários, João cria verdadeiros santuários subaquáticos, onde a beleza e a harmonia reinam, proporcionando aos entusiastas e aos peixes ambientes seguros e esteticamente agradáveis.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações