Cuidado com o Peixe-Gato de Vidro: Companheiros de Aquário e Mais

O barbo-fantasma (às vezes referido como barbo-de-vidro) é um dos pequenos animais mais interessantes que você pode conseguir para seu aquário.

Devido aos seus corpos completamente transparentes, eles se tornaram um peixe de água doce procurado por qualquer um que queira adicionar algo um pouco diferente ao seu aquário.

Os barbos-fantasma também são bastante fáceis de cuidar. Desde que você saiba o básico, não é tão desafiador manter esses peixes felizes e saudáveis.

Neste guia, daremos a você o panorama completo sobre os cuidados com o barbo-fantasma e o que você precisa saber se quiser que eles prosperem.

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

O barbo-fantasma (kryptopterus vitreolus) é um peixe de água doce nativo da Tailândia. Houve alguns relatos desses peixes sendo encontrados na Malásia e até no Camboja, mas a validade dessas afirmações é duvidosa.

Barbos-fantasma nadando no aquário

Os rios que desaguam no Golfo da Tailândia são onde você normalmente os encontra, mas também há um grupo concentrado deles que habitam as bacias fluviais das Montanhas Cardamom.

Esses rios e riachos geralmente são bastante abertos, com uma taxa de fluxo média (nem muito rápida, nem muito lenta). Embora não sejam tão eficazes em navegar em águas turvas como alguns outros bagres de aquário, eles ainda têm barbilhões que usam para sentir o ambiente.

Uma coisa que torna os barbos-fantasma incomuns em comparação com muitos outros bagres é que eles não são peixes de fundo. Esses peixes passam a maior parte do tempo nadando e explorando as áreas do meio da água, em vez de acampar no fundo.

Isso os torna um peixe muito divertido de ser possuído, porque eles são um pouco mais ativos e espectadores amigáveis do que a maioria dos bagres. Isso é ótimo porque lhe dá mais tempo para observar e apreciar a aparência interessante deles como proprietário!

Expectativa de Vida

A expectativa média de vida do barbo-fantasma é de 7 a 8 anos. Este é um período de tempo sólido que realmente permite que você aproveite e se apegue a esses peixes.

Dicas e Cuidados Essenciais para o Oranda GoldfishDicas e Cuidados Essenciais para o Oranda Goldfish

Sua expectativa de vida pode ser reduzida significativamente se você não fornecer as condições adequadas do aquário. Certifique-se de ser consistente e seguir as recomendações neste guia se quiser garantir que eles vivam o máximo possível.

Observação do Autor: A genética e o estado do peixe quando você o comprar também afetarão sua expectativa de vida. Se você comprar um peixe que cresceu em condições inadequadas, os melhores cuidados do mundo podem não levá-lo à marca de 7-8 anos. Compre sempre de vendedores confiáveis.

Aparência

O principal atrativo do barbo-fantasma é a aparência única. Como o nome sugere, esses peixes são totalmente transparentes.

O benefício disso é principalmente torná-los mais difíceis de serem encontrados por predadores (assim como o camarão-fantasma).

Eles são tão transparentes que é quase chocante no início. Você pode ver claramente seus órgãos internos e tudo o que está acontecendo em seu sistema!

Uma das coisas que mais se destaca nesses peixes é a espinha dorsal. Como eles são tão claros, você pode ver toda a espinha dorsal, que vai da cabeça à base da nadadeira caudal.

barbo-fantasma

Suas nadadeiras são quase impossíveis de ver enquanto eles nadam. Olhar para fotos é uma maneira melhor de ter uma ideia de sua estrutura.

Os barbos-fantasma têm nadadeiras caudais bifurcadas e nenhuma nadadeira dorsal. Suas pequenas nadadeiras peitorais lhes dão a maior parte de sua mobilidade vertical e, se você olhar de perto, poderá vê-las se movendo rapidamente enquanto eles nadam!

Seus órgãos também são bastante visíveis. Eles ficam atrás dos olhos, perto da base das nadadeiras peitorais, e na maior parte das vezes parecem uma massa escura prateada.

Os barbos-fantasma têm barbilhões que se estendem reto de suas cabeças, diferente de alguns outros bagres cujos barbilhões pendem para trás enquanto eles nadam.

Coral Frogspawn 101: Dicas de Alimentação e LocalizaçãoCoral Frogspawn 101: Dicas de Alimentação e Localização

Tamanho

O tamanho médio do barbo-fantasma é de 4-6 polegadas de comprimento. Isso é maior do que muitos aquaristas pensam, talvez porque muitos peixes transparentes são menores.

Seu tamanho é impactado pela genética e pela qualidade dos cuidados que recebem.

Cuidados com o Barbo-Fantasma

O cuidado com o barbo-fantasma é bastante simples, uma vez que você conhece o básico. Não há grandes obstáculos que você precisa transpor. Em vez disso, tudo se resume a ser consistente e fornecer o aquário, a água e as condições de alimentação adequadas.

O restante deste guia explorará os cuidados essenciais com o barbo-fantasma e o que você precisará saber se quiser que eles prosperem.

Tamanho do Aquário

Os barbos-fantasma se saem melhor com um aquário de no mínimo 30 galões. Isso pressupõe que você tenha cerca de 5 deles no mesmo tanque, já que eles não se saem bem quando mantidos sozinhos (isso será abordado com mais detalhes na seção de companheiros de aquário).

Este tamanho de aquário permitirá que eles nadem confortavelmente e tenham o engajamento social e a segurança necessários que uma cardume fornece. Não recomendamos ir com um aquário menor, pois isso exigiria que você mantivesse menos deles juntos (o que traz outras desvantagens).

Parâmetros da Água

Embora o cuidado com o barbo-fantasma seja muito simples, seus parâmetros de água obrigatórios estritos são definitivamente algo que você precisa levar a sério. As janelas aceitáveis nesses níveis não são muito amplas, o que significa que a margem de erro é pequena.

Isso requer que você tenha uma forte compreensão desses peixes em geral e familiaridade com o ajuste de níveis em tempo real. Embora isso possa parecer intimidador a princípio, é algo com o qual você ficará melhor ao longo do tempo.

Se você acha que ainda não está pronto para isso, pode ser uma boa ideia tentar manter alguns peixes resistentes por mais um tempo. Esta é uma boa maneira de praticar a manutenção e o ajuste de níveis sem riscos.

  • Temperatura da água: 77°F é o alvo perfeito, mas não deixe a água mudar fora da faixa de 75°F a 80°F.
  • Níveis de pH: 6,5
  • Dureza da água: 8-10 dGH

Observação do Autor: É importante que você faça testes regulares para ter certeza de que tudo está estável. Quaisquer alterações percebidas precisam ser corrigidas imediatamente.

Blenny Corta-Relva: Dieta, Tamanho do Tanque & VidaBlenny Corta-Relva: Dieta, Tamanho do Tanque & Vida

O que colocar no aquário deles

Ao preparar o habitat ideal para o barbo-fantasma, você deve considerar o ambiente natural deles para imitá-lo da melhor forma possível.

Os aquários deles devem ter muito espaço aberto onde possam nadar livremente. Muitos obstáculos ou obstruções atrapalhariam isso, então certifique-se de que eles não se sintam muito confinados.

Você também vai querer ter certeza de que há algumas plantas no aquário deles. As águas de onde os barbos-fantasma vêm têm muita vida vegetal que eles podem usar como esconderijos.

Reproduzir isso no aquário deles dará uma sensação de conforto e segurança, já que as plantas são algo familiar que eles usam para abrigo. Tente plantas como ceratófila ou musgo-javanês para começar.

Um substrato macio é outra coisa que você vai querer usar ao configurar um aquário para o barbo-fantasma. Esses peixes não são tão resistentes quanto muitos outros bagres, então qualquer coisa que possa cortá-los, provavelmente cortará. Mantenha-os seguros e reduza o risco de infecção fornecendo um agradável substrato arenoso, se possível.

Por último, você também vai querer considerar o fluxo de água. Você não precisa fazer nada especial para dar a eles o fluxo certo, apenas saiba que eles não podem ter água estática. As correntes no habitat natural deles são moderadas, então qualquer configuração de fluxo médio funcionará bem.

Possíveis Doenças Comuns

O cuidado com o barbo-fantasma pode parecer um pouco intimidador se você olhar apenas para os

parâmetros de água recomendados, mas tudo fica mais fácil a partir daí. Não há doenças específicas da espécie com as quais você precise se preocupar quando se trata desses peixes.

Apenas certifique-se de fornecer uma dieta equilibrada de alimentos de alta qualidade e manter a qualidade da água deles. Se você fizer isso, reduzirá muito o risco de eles desenvolverem quaisquer problemas de saúde comuns que afligem os peixes de água doce.

Alimentação e Dieta

A alimentação do barbo-fantasma em cativeiro deve imitar sua dieta na natureza o máximo possível. Isso será alcançado com uma variedade de fontes de alimento para obter uma dieta equilibrada.

Uma ração sólida ou em flocos de boa qualidade é um ótimo lugar para começar e é algo que você dará a eles todos os dias. Essa comida atuará como espinha dorsal da dieta deles e garantirá que eles estejam recebendo seus nutrientes essenciais.

Algumas fontes de proteína de alta qualidade, como vermes tubifex, artêmias e dáfnias são ótimas adições também. Você não vai querer alimentar seus barbos-fantasma com isso com muita frequência, mas algumas vezes por semana deve estar bom. Isso garantirá que eles obtenham enriquecimento adicional da variedade (você pode ir de congelado ou vivo) e eles nunca estarão com déficit de proteína.

Observação do Autor: Fique sempre atento à possibilidade de excesso ou falta de alimentação. O comportamento natural desse peixe significa que pode ser um pouco complicado ver se eles estão comendo ou não. Monitore seus barbos-fantasma de perto quando você os obtiver pela primeira vez para ter certeza de que eles estão recebendo alimento suficiente.

Comportamento e Temperamento

O comportamento do barbo-fantasma é algo que surpreende muitas pessoas no início. Ao contrário da maioria dos bagres, essas criaturas são nadadores muito ativos e não passam muito tempo perto do substrato.

Em vez disso, eles tenderão mais a investigar o meio do aquário quando não estiverem entrando e saindo de quaisquer plantas que você tenha no aquário.

Os barbos-fantasma também são muito pacíficos. Apesar de sua natureza bastante ativa, são peixes que querem cuidar de sua própria vida e não arrumar confusão com nenhum outro animal no aquário. Isso é ótimo porque lhe dá muitas opções quando se trata de encontrar companheiros de aquário (mais sobre isso na próxima seção).

Seus barbos-fantasma também ficarão em seu cardume, então é muito incomum ver um longe dos outros. É por isso que é tão importante mantê-los em um grupo de pelo menos 5 se você quiser que eles prosperem.

Companheiros para o Aquário de Barbo-Fantasma

O número de companheiros possíveis para o aquário de barbo-fantasma que você pode escolher é bastante alto. Esses peixes são fantásticos em aquários comunitários que podem coexistir com uma variedade de outros animais.

As duas coisas que você vai querer ficar de olho ao procurar companheiros adequados para o barbo-fantasma são tamanho e agressividade. Peixes significativamente maiores podem ser um problema porque eles podem ver seus barbos-fantasma como uma refeição!

A agressividade também é algo que você vai querer evitar porque o temperamento gentil do barbo-fantasma vai contra eles. Eles simplesmente são pacíficos demais para se defenderem.

Aqui estão alguns ótimos companheiros para o aquário de barbo-fantasma para começar:

Esses de modo algum são todas as opções de companheiros de aquário possíveis. Sinta-se à vontade para explorar e procurar outros peixes que possam ser compatíveis. Há toneladas de opções!

A importância de um cardume

O único companheiro de aquário absolutamente necessário para o barbo-fantasma é mais exemplares da própria espécie. Esses são peixes de cardume, o que significa que eles ficam juntos bem de perto para proteção.

Um barbo-fantasma que está completamente sozinho viverá em um estado constante de estresse, o que pode afetar seriamente a saúde e a expectativa de vida. Embora possa significar que você pode mantê-los em um aquário menor, não é justo para o peixe.

O ideal é ter um cardume de 5 ou mais para mantê-los felizes e saudáveis. Números menores podem resultar em bullying entre os peixes ou na sensação de que eles não estão seguros.

Reprodução

A reprodução do barbo-fantasma é algo que não é feito com muita frequência em cativeiro. Embora tenha sido feita com sucesso, não é comum e não há muitas informações disponíveis sobre a melhor abordagem para essa espécie.

Se você vai tentar reproduzir o barbo-fantasma, um entendimento básico de seus padrões de reprodução naturais é essencial. Você precisará usá-los como diretrizes a serem seguidas devido à falta de documentação sobre o processo.

O principal que você precisará fazer é condicionar o aquário para incentivar o processo. Baixar a temperatura da água alguns graus é uma ótima maneira de começar, pois irá imitar a época do ano em que eles normalmente desovam.

Alguns recomendaram introduzir gradualmente um pouco de água doce no aquário durante esse período para simular a chuva também. Embora a eficácia disso não tenha sido comprovada, provavelmente não é uma má ideia tentar, dado o quão difícil pode ser esse processo.

Se você iniciar com sucesso o processo de reprodução, presenciará algumas interações diferentes entre o par reprodutor. Um dos comportamentos relatados é o par ficar de frente um para o outro e se tocar com os barbilhões. Se você vir isso, é um bom sinal!

Se a reprodução for bem-sucedida, você verá que eles depositam seus ovos em algumas das plantas disponíveis no aquário (plantas folhosas são ideais). Deve levar no máximo alguns dias para os ovos eclodirem.

Depois que eclodirem, você precisará alimentá-los com alimentos ricos em proteínas para ajudá-los a crescer. Uma recomendação comum são as náuplios de artêmias.

Conclusão

O cuidado com o barbo-fantasma é uma experiência divertida e gratificante que todos os aquaristas vão curtir. Esses peixes são incrivelmente únicos e agradáveis de se observar e adicionarão uma dinâmica totalmente diferente a qualquer aquário em que estejam.

Uma das coisas mais importantes a se lembrar quando se trata de manter os barbos-fantasma vivos e saudáveis é levar os parâmetros e níveis da água muito a sério. Isso deve ser sua principal prioridade quando se trata dessa espécie de peixe. Esses peixes são muito sensíveis a mudanças na água e definitivamente não são resistentes de forma alguma.

No entanto, isso é algo que pode ser gerenciado, desde que você seja consistente e conhecedor sobre o processo. É por isso que não consideramos o barbo-fantasma desafiador para cuidar. Fora dos parâmetros da água, eles requerem cuidados mínimos!

Eles são ótimos companheiros de aquário, têm uma aparência incrível e uma natureza brincalhona e ativa que todos os aquaristas vão apreciar. Realmente não há desvantagem!

Se você tiver algum comentário sobre este guia de cuidados ou sugestões a fazer, estamos de ouvidos abertos. Fornecer as melhores informações possíveis é tudo o que nos importa, então qualquer ajuda extra é sempre bem-vinda!

Ana Santos

Ana cultivou um fascínio por aquariofilia desde pequena. Com um olhar atento e uma paixão por peixes, ela criou seu próprio santuário aquático em casa. Hoje, Ana é uma referência na comunidade de aquariofilia brasileira, compartilhando seu conhecimento e promovendo a preservação dos ecossistemas aquáticos através de workshops e palestras. Com dedicação e amor, Ana transformou sua paixão em uma jornada de aprendizado e descobertas constantes no mundo subaquático.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações