Tetra Coração Sangrento 101: O Guia Definitivo

Tetras-Coração-Sangrento são um maravilhoso peixe de água doce que são difíceis de ignorar. Sua aparência única e alto nível de atividade significam que eles vão chamar sua atenção não importa o que!

Para tornar as coisas ainda melhores, cuidar deles é bastante fácil. Esta é uma espécie de baixa manutenção que pode ser uma ótima escolha para qualquer iniciante (ou especialista que não quer nenhum aborrecimento).

Este guia abrange os elementos essenciais dos cuidados com o Tetra-Coração-Sangrento, para lhe dar o conhecimento de que você precisa se quiser ser dono de um.

Vamos começar!

Tabela de conteúdos

Resumo da Espécie

Resistente, pacífico e bonito, o tetra-coração-sangrento (nome científico: Hyphessobrycon erythrostigma) tem todos os traços de um bom peixe para iniciantes. Mas não se engane: aquaristas experientes adoram essa espécie da mesma forma!

O tetra-coração-sangrento é um peixe de água doce pequeno e social que prospera em grandes grupos. Eles são uma adição fantástica a aquários comunitários maiores também (assumindo que você os abrigue com companheiros de tanque compatíveis).

Nativos da bacia superior do Amazonas, os corações sangrentos vivem em tributários, lagos e riachos. Eles vêm de ambientes exuberantes cheios de vida, então replicar esse biótopo em cativeiro é um must!

Aparência

O tetra-coração-sangrento tem um nome único que combina com sua aparência. O traço mais distinto deste peixe é uma mancha vermelha corando perto das brânquias. Embora não esteja no coração real do peixe, a posição deste ponto vermelho vibrante é suficientemente próxima para justificar o nome comum.

O corpo deste peixe de água doce tem forma de diamante, como outros tipos de tetras. É comprimido lateralmente, mas alto no ponto central. A cabeça se estreita até um focinho pontiagudo, que é acompanhado por olhos vermelhos e pretos!

Em termos de cor, o peixe assume um tom prateado rosado. Com as condições de vida e dieta adequadas, este peixe colorido pode se tornar rico e vibrante.

Guia Completo: Tetra Fantasma Negro e Seus CuidadosGuia Completo: Tetra Fantasma Negro e Seus Cuidados

Como outros tetras, o coração sangrento tem uma nadadeira anal longa que se estende do ponto médio do corpo até a cauda. A nadadeira caudal, a nadadeira anal e as nadadeiras peitorais são transparentes. Enquanto isso, a nadadeira dorsal alta apresenta um toque de vermelho e preto.

É realmente um peixe bonito que você terá um bom tempo observando. Não importa qual seja a configuração do seu tanque, os tetras de coração sangrento definitivamente criarão um toque de cor no seu tanque!

Tamanho Médio do Tetra-Coração-Sangrento

O tamanho médio de um tetra-coração-sangrento adulto é entre dois e três polegadas quando totalmente crescido. Este tamanho relativamente pequeno os torna bastante gerenciáveis e fáceis de manter em aquários que não ocupam muito espaço (mais detalhes sobre isso mais tarde).

Nota do Autor: Em geral, as fêmeas são mais corpulentas do que os machos, o que as torna bastante fáceis de identificar. No entanto, eles têm aproximadamente o mesmo comprimento. 

Expectativa de Vida

A expectativa de vida típica de um tetra-coração-sangrento é de três a cinco anos em cativeiro. Mas isso só se eles receberem os cuidados adequados.

A expectativa de vida é afetada por muitos fatores. Os principais são parâmetros de água inadequados, condições inferiores e uma dieta sem graça. Esses poderiam levar a altos níveis de estresse e, por sua vez, muitas vezes resultam em doenças e morte prematura.

Cuidados com o Tetra-Coração-Sangrento

Como uma espécie amigável para iniciantes, o cuidado com o tetra-coração-sangrento não é muito difícil. Eles são altamente adaptáveis e podem prosperar em um tanque bem mantido.

Claro, ainda existem algumas diretrizes importantes de cuidados que você precisa seguir! Todos os peixes têm suas preferências e o tetra-coração-sangrento não é diferente!

Siga as seguintes diretrizes para manter seus peixes felizes e saudáveis.

Tamanho do Tanque

Para tetras coração sangrento, um tamanho de tanque de 20 galões deve ser o mínimo que você considere. Com um aquário deste tamanho, você pode abrigar confortavelmente de quatro a seis peixes.

Camarão Sulawesi Cardinal: O Guia DefinitivoCamarão Sulawesi Cardinal: O Guia Definitivo

O tamanho do seu tanque terá um grande impacto no bem-estar do peixe. Um tanque muito pequeno e você corre o risco de estressar seus peixes e elevar os níveis de amônia!

Nota do Autor: Claro, você sempre pode ir maior! Um tanque maior oferecerá mais espaço para decoração, dando ao peixe amplo espaço para nadar.

Se você planeja criar um tanque comunitário de múltiplas espécies, um aquário maior é obrigatório.

Parâmetros da Água

Uma boa qualidade da água é primordial para o cuidado do tetra-coração-sangrento. Felizmente, isso não é muito difícil de alcançar.

Esses peixes de água doce são muito resistentes e podem se sair bem em condições tropicais padrão. Este é um dos principais motivos pelos quais eles são uma espécie tão amigável para iniciantes!

Na natureza, esses tetras habitam águas lentas repletas de folhas secas e detritos de madeira. A água geralmente é manchada por taninos liberados das folhas. Você não tem que chegar ao ponto de manchar a água em seu aquário.

Aqui estão os parâmetros de água que você precisará fornecer:

  • Temperatura da água: 72°F a 80°F (cerca de 75°F é ideal)
  • Níveis de pH: 6.0 a 6.5 (Levemente ácido)
  • Dureza da água: 4 a 8 KH

Nota do Autor: Certifique-se de sair e comprar um kit de teste de água de aquário confiável e preciso para monitorar esses parâmetros. Monitorar o estado do seu tanque é algo que você fará com bastante frequência.

Informações imprecisas podem levá-lo a fazer alterações que não são necessárias e acabar causando mais danos do que benefícios!

Configurando o Interior do Tanque

O melhor curso de ação ao decorar seu tanque é manter as coisas naturais. Faça o seu melhor para replicar os rios e riachos naturais que esses peixes habitam na natureza!

Pleco Sapo-Leopardo L134: Seu Guia CompletoPleco Sapo-Leopardo L134: Seu Guia Completo

Para fazer isso, comece com uma boa camada de substrato arenoso. Os tetras coração sangrento se fixam nas partes do meio e inferior do aquário. Isso significa que eles podem procurar comida lá embaixo de vez em quando. A areia é segura e imita leitos de rios naturais.

Em seguida, adicione algumas plantas vivas! A espécie exata não é importante. Você pode usar plantas de primeiro plano folhosas e plantas de haste mais altas para a parte traseira. Incorpore também algumas plantas flutuantes, pois esses peixes preferem ter algum abrigo da luz.

Alguns pedaços de madeira também são uma grande adição. No Amazonas, galhos caídos são uma visão comum. A madeira dará aos seus tetras coração sangrento alguma segurança e criará uma aparência mais orgânica.

Você também pode adicionar algumas folhas secas aqui e ali. Isso empurra esse sentimento natural ainda mais longe, ao mesmo tempo em que promove o crescimento microbiano benéfico.

Para filtragem, aposte em uma unidade poderosa que possa ciclar seu tanque várias vezes por hora. Esses peixes podem produzir muitos resíduos. Um sistema de filtração de alta capacidade garantirá que os níveis de amônia e nitrato permaneçam baixos.

Possíveis Doenças Comuns

Os tetras coração sangrento podem sofrer de todas as doenças de peixes de água doce habituais. Isso inclui condições como ich e podridão nas barbatanas. Infecções fúngicas e vermes também são possíveis.

Embora essas possam parecer um pouco assustadoras no início, elas não são muito prováveis se você lhes proporcionar bons cuidados e um aquário limpo.

É uma boa ideia inspecionar periodicamente seu tetra coração sangrento e fazer o possível para manter as condições da água estáveis. Se você notar quaisquer sintomas físicos de doença ou letargia, coloque seu peixe em quarentena.

Nota do Autor: Existem muitos medicamentos de venda livre para combater doenças, mas a prevenção é sempre o ideal. Você também pode evitar facilmente problemas de saúde mantendo o tanque em boas condições.

Alimentação e Dieta

Alimentar tetras coração sangrento é muito simples. Esses peixes de água doce são onívoros e altamente oportunistas, então eles aceitam o que puderem conseguir!

Um produto de boa qualidade em escamas ou flocos é ótimo para alimentação regular. No entanto, você também pode fornecer alimentos vivos, liofilizados ou congelados. Eles aceitam prontamente petiscos como artemia, vermes de sangue e dáfnias.

Nota do Autor: Esses alimentos não são ótimos apenas pelos benefícios nutricionais que proporcionam, mas também são excelentes fontes de enriquecimento.

Você também pode fornecer alimentos à base de plantas, como alface picada de vez em quando. Não é essencial, mas um pouco de variedade extra nunca é ruim.

Alimentar tetras coração sangrento é bastante simples quando se trata de quantidade. Você pode alimentar esses peixinhos várias vezes por dia, mas forneça apenas comida suficiente para que eles possam comer em três minutos.

Comportamento e Temperamento

Na maior parte, os tetras coração sangrento são peixes pacíficos. No entanto, seu temperamento depende em grande parte de seu grupo social.

Esta é uma espécie que forma cardumes e você deve manter pelo menos quatro a seis peixes juntos. Os peixes se encontrarão, nadarão juntos pelo tanque e contarão uns com os outros para manter o comportamento sob controle!

Esses peixes são bastante ativos e passarão muito tempo zunindo e explorando o aquário uns com os outros. Quando você combina isso com sua beleza natural, torna-os uma delícia de se observar!

Companheiros de Tanque

Além de outros da mesma espécie, os tetras coração sangrento podem se dar bem com uma ampla gama de companheiros de tanque.

Eles se saem bem com outras espécies de tetras (combinam bem com o nariz de rum) e peixes do mesmo tamanho. Evite abrigá-los com peixes de movimento lento. Os tetras coração sangrento gostam de disparar pelo tanque, então um peixe de movimento lento pode achar isso estressante.

Além disso, evite peixes maiores ou agressivos. Os tetras coração sangrento são velozes, mas ainda podem ser presa de uma espécie agressiva.

Mantenha as coisas pacíficas e você não deve encontrar problemas. Aqui estão alguns bons companheiros de tanque para experimentar se quiser criar um tanque comunitário:

  • Danios (tente o pérola celestial)
  • Rasboras
  • Barbo odessa
  • Cascudo kuhli
  • Bagre cory
  • Bagre palhaço
  • Barbo cereja
  • Cascudo dojo
  • Nota do Autor: Você também pode manter tetras coração sangrento com caracóis de água doce e camarões de aquário sem qualquer problema.

    Reprodução

    Os tetras coração sangrento são reprodutores ovíparos que muitas vezes se reproduzem em cativeiro. Embora você possa reproduzir esses peixes em um tanque comunitário, é melhor fazê-lo em um tanque separado.

    Um tanque de reprodução separado permitirá que você altere as condições da água para induzir o desove. Faça a água no tanque ligeiramente mais ácida do que o tanque principal. No entanto, não desça abaixo de um pH de 6,0.

    Adicione muitas plantas (mechas de desova também funcionam bem). Essas adições ao tanque irão pegar e proteger os ovos. Infelizmente, os tetras coração sangrento não exibem comportamento parental. Portanto, você precisa de algo que mantenha os ovos escondidos.

    Depois de adicionar os peixes, eleve lentamente a temperatura alguns graus.

    Antes que você perceba, a fêmea tetra coração sangrento inchará com ovos. Quando estiver pronta, ela depositará os ovos ao redor das plantas. Os ovos podem grudar nas folhas ou afundar até o fundo.

    De qualquer forma, remova os peixes pais assim que ela terminar de depositar seus ovos. Se você não fizer isso, eles provavelmente comerão os ovos.

    Os ovos eclodem em cerca de dois a três dias. A ninhada se alimentará do saco vitelino por mais alguns dias até ficarem nadando livremente. Nesse ponto, você pode fornecer comida em pó para alevinos ou infusórios até que eles possam aceitar náuplios de artemia recém-eclodidos.

    Conclusão

    O cuidado com o tetra coração sangrento é muito simples e muito gratificante. Possuir esta espécie de água doce é uma alegria por causa do colorido espetáculo que eles apresentam todos os dias!

    Se houver mais algo que você gostaria de aprender sobre este peixe que não abordamos no guia, sinta-se à vontade para nos perguntar. Nós apreciamos conectar com nossos leitores e ajudar da melhor maneira possível.

    João Silva

    João, um dedicado aquarista desde a infância, é conhecido pela sua paixão pela aquariofilia. Através do cuidado meticuloso com os seus aquários, João cria verdadeiros santuários subaquáticos, onde a beleza e a harmonia reinam, proporcionando aos entusiastas e aos peixes ambientes seguros e esteticamente agradáveis.

    Conteúdo relacionado

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Go up

    Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar usando este site, assumiremos que você concorda com isso. Mais informações